Pular para o conteúdo principal

Destaques

A História do Autismo: 10 Motivos para ler o livro Outra Sintonia

Dizem que quem não conhece o próprio passado está fadado a repeti-lo. No mundo do autismo isso fica muito claro, especialmente quando questões que já foram discutidas em outros países chegam atrasadas ao Brasil. Para quem quer entender um pouco sobre todas transformações sociais do mundo do autismo, recomendo o livro Outra Sintonia: A História do Autismo, dos jornalistas John Donvan e Caren Zucker, publicado no Brasil pela Editora Companhia das Letras, em 2017, com tradução de Luiz A. de Araújo.



Compre o livro Outra Sintonia: A História do Autismo: https://amzn.to/2lMNRTJ

Desde sua origem, o autismo passou por uma série de problemas, desde suas definições e percepções dos profissionais envolvidos com a pesquisa e a atuação clínica, passando pelas descobertas e tratamentos, pelas questões políticas e diferentes perspectivas e mais recentemente, pelas polarizações.

A história do autismo é toda construída em cima de luta, de desejos e de crenças, que afetaram positivamente e negativamente…

Resenha: O Estranho Contato – Kelly Shimohiro

O livro O Estranho Contato, da escritora Kelly Shimohiro, de 208 páginas, foi publicado pela Editora Empíreo, em 2015. A obra de ficção científica se foca no público jovem adulto e conta a história de Ágatha Guiller, uma garota de 19 anos que começa a ter sonhos estranhos e recebe a visita de um misterioso parente que mora no exterior.


O Estranho Contato tem romance Young-adult, mas também tem uma pitada de fantasia e ficção científica. Ágatha, como muitos jovens de sua idade, não tem ideia do que quer para a vida, mas tenta passar a impressão de que tudo está sob controle. Do tédio ela mergulha em um universo de sensações antes desconhecidas, quando se encontra com Tom, e como muitas pessoas apaixonadas, sua perspectiva sobre as coisas acaba se transformando.

“E a única certeza que tenho é de quem eu quero. Agora, só preciso encontrar o melhor caminho, o mais rápido para estar perto dele. Eu sufoco a cada instante por causa dessa distância. Talvez eu suporte por mais um tempo, talvez não seja o suficiente. Tenho consciência do meu desespero, da minha insanidade e do perigo que me ronda nessa busca. Não me importo com nada disso, só em encontrá-lo. E beijá-lo. E tudo mais o que isso significa...”

Além de Ágatha e de Tom, Fred, o melhor amigo da menina ganha bastante peso na narrativa, principalmente por ser uma das únicas pessoas com quem ela pode conversar sobre os acontecimentos estranhos. Como toda jornada do herói, a heroína tem o seu ajudante, o fiel escudeiro que tenta acompanhá-la o tempo todo, mas tem suas próprias limitações de até quanto realmente pode ajudá-la.

O romance é narrado em primeira pessoa por Ágatha. A linguagem é bem clara e fluída, envolvendo o leitor e o transportando para as aventuras cheias de mistério, segredos e acontecimentos estranhos. A linha entre a fantasia e a ficção científica é bem tênue e apesar do romance ser um dos pontos que se destaca, todas as peças se encaixam e giram ao redor desta estranha relação entre Tom e Ágatha, bem como a trama vai desenrolando e outros personagens também são influenciados e atingidos pelas ocorrências.

A conexão entre Tom e Ágatha é instantânea, mas não tem como falar muito sobre os dois personagens sem revelar demais e acabar tirando a surpresa do leitor. Tom exerce uma influência forte nos sentimentos da menina e como toda história bem amarrada, Kelly Shimohiro fez uma ponte entre todos os eventos, e à medida que viajamos pelos pensamentos, memórias e narração de Ágatha, mais entendemos a teia que mantêm os personagens unidos e também os que os tornam tão diferentes.

“Ele me encara sorrindo, sem se desviar. Sorrio também. Uma sensação nova vai me atingindo aos poucos. É realmente estranho, mas é como se eu estivesse voltando para casa depois de um tempo excessivamente longo. Não me pergunte como, mas eu sabia que coisas extraordinárias podiam mesmo acontecer”.

A história do livro se passa no Brasil, em uma cidade fictícia, e tudo acontece numa velocidade tão rápida, que quanto mais o leitor descobre as verdades junto com Ágatha, mais ele deseja chegar ao fim, mas com aquela sensação de quero mais.

Não fui o único leitor que teve a impressão de que mais aventuras de Ágatha, Tom e Fred vem por aí. Para quem gosta livros de fantasia para jovens, O Estranho Contato me lembrou um pouco o estilo da escrita da Alyson Noël, autora da série Os Imortais. Tudo dá a entender de que este é o primeiro livro e pode ter continuação, pela maneira que a história termina, deixando muitas questões abertas que podem ser exploradas.

“Após séculos de espera, a minha vida começou. É como se eu tivesse vivido até agora em um estado dormente pré-vida, uma espécie de limbo”.

Kelly Shimohiro criou um universo gostoso de se aventurar e ao longo da leitura, dá aquela impressão de que ainda há muitas outras criaturas, personagens e locais que estão aguardando pela chance de serem revelados. O Estranho Contato foi mais uma aposta boa da Editora Empíreo que tem investido em divulgar obras de escritores talentosos e ajudado a oxigenar o mercado editorial nacional.

Sobre a autora – Kelly Shimohiro nasceu em Maringá, no Paraná. Hoje, mora em Londrina. Formou-se em Psicologia e trabalhou mais de uma década conhecendo realidades tão diversas, mundos paralelos que cada pessoa constrói para si. É apaixonada pela literatura desde sempre. E agora, lança seu primeiro romance O Estranho Contato. Também mantém um site literário http://irmasdepalavra.com.br/ (Também é possível comprar o livro através do site das Irmãs de Palavra).

Adicione O Estranho Contato à sua estante do Skoob!  

O livro pode ser comprado no site da Editora Empíreo

Para continuar por dentro das novidades do blog, curta a página no Facebook: https://www.facebook.com/BlogDoBenOliveira/ 

Comentários

  1. "Tudo dá a entender de que este é o primeiro livro e pode ter continuação, pela maneira que a história termina, deixando muitas questões abertas que podem ser exploradas." Olha, eu espero que tenha continuação mesmo, porque ser leitora curiosa e terminar com um livro assim não dá! Não pode! hahhaha

    Curti muito.
    Beijos,
    http://postandotrechos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Postando Trechos,
      Também fiquei curioso! Espero que se tiver continuação, seja publicada logo.

      Beijos! Grato pela visita :D

      Excluir
  2. Oi Ben,
    Gostei bastante dessa capa *--*
    O livro parece ser muito bom, confesso que leria sim (iria demorar um tempo, porque a minha lista está imensa)
    Primeira vez aqui no blog estou adorando :)
    Beijos ♥

    Livros Para o Chá

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Ketelyn!
      Muito obrigado pela sua visita. Seja bem-vinda... Espero que volte mais vezes.
      Super te entendo. Estou com uma lista lotada para este início de 2016 :( Mas a gente vai dando um jeito e organizando aos poucos.
      Beijos.

      Excluir
  3. Parabéns pela resenha Ben, muito boa !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Jorge!
      Fico feliz que tenha gostado \o\
      Tenho certeza de que a autora também vai se alegrar.
      Abraços

      Excluir

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário. Volte sempre!

Mais lidas da semana