quinta-feira, 11 de agosto de 2016

Lançamento: Labirinto – Novelização do filme de 1986, dirigido por Jim Henson

DarkSide Books vai publicar o livro Labirinto, uma novelização de A. C. H. Smith do filme Labirinto: A Magia do Tempo (Labyrinth), lançado há 30 anos, dirigido e escrito por Jim Henson, com ilustrações de Brian Froud. A obra conta com tradução de Giovanna Louise e tem previsão de lançamento para o dia 26 de agosto de 2016.

"O que acontece quando você deseja algo terrível... e seus desejos se realizam?"

Saiba mais sobre o livro Labirinto:


A DarkSide Books desenterra mais um clássico e traz o livro com a versão romanceada do cult movie de 1986, Labirinto. Dizer que Labirinto é o trabalho de um gênio não seria o suficiente para definir essa inesquecível história. O mais correto seria usar o adjetivo no plural: Labirinto, o filme, contou com um verdadeiro time de gênios. E se você pensa que estamos exagerando, que tal conferir sua ficha técnica?

A história foi idealizada e dirigida por Jim Henson, o criador dos Muppets, Vila Sésamo e Família Dinossauro. Quem assinou o roteiro foi Terry Jones, um dos fundadores do revolucionário grupo de humor inglês Monty Python. George Lucas – ele mesmo! – coproduziu o longa-metragem. E no elenco, dois nomes de peso. A começar pela encantadora Jennifer Connelly, de Hulk, Rocketeer e Uma Mente Brilhante. Jennifer ainda era uma adolescente em Labirinto, mas já começava a brilhar após ter sido recém descoberta pelo mestre Sergio Leone, que a dirigiu na obra-prima Era Uma Vez Na América. Claro que o grande astro do filme foi o imortal David Bowie, em um dos seus
papéis mais marcantes no cinema: o de Rei dos Duendes.

Cena do filme Labirinto: A Magia do Tempo (Labyrinth)

A história é aquela a que você deve ter assistido um milhão de vezes na Sessão da Tarde, a menos que tenha passado sua infância em Marte ou na Sibéria. E ainda assim, Labirinto, o livro, é capaz de lhe surpreender como se fosse a primeira vez.

A jovem Sarah não aguenta mais servir de babá para seu meio irmão, o pequeno Toby, e como brincadeira deseja que o bebê chorão desapareça. O que deveria ser apenas uma provocação acaba se tornando real como um pesadelo. O Rei dos Duendes atende prontamente ao seu pedido, e leva o menino para um universo paralelo configurado como um gigantesco labirinto. Agora, Sarah precisa correr contra o tempo se quiser mesmo salvar seu irmão. Ela só tem até a meia-noite para impedir que Toby se transforme de vez em um duende. E, na verdade, Jareth tem outros planos para Sarah: ele está a procura de uma rainha para ficar ao seu lado e ser amada por todos na Cidade dos Duendes.

A edição da DarkSide é com aquele padrão de qualidade quase psicopata, do jeito que os fãs já estão acostumados desde o lançamento de Os Goonies, em 2012, o primeiro título da editora. Labirinto vem em capa dura, com o design inspirado no livro que a personagem de Jennifer Connelly lê no filme.

Atravesse novamente o Labirinto e se emocione com a narrativa fantástica de Jim Henson, transcrita para o papel nas mãos habilidosas do poeta e dramaturgo britânico, A.C.H. Smith. A edição apresenta ainda, pela primeira vez, as ilustrações dos duendes feitas por Brian Froud, que trabalhou no filme, além de trechos inéditos e nunca vistos com 50 páginas do diário de Henson, detalhando a concepção inicial de suas ideias para Labirinto, comemorando os 30 anos do filme em grande estilo.


Sobre os autores


Jim Henson não é a mamãe. Ele é o pai do Caco, o Sapo; da Miss Piggy; de Beto e Ênio; do Gonzo e do Urso Fozzie; de Garibaldo; de Dino e do Baby da Silva Sauro, entre inúmeros personagens que marcaram a infância de todas as muitas gerações nascidas nos últimos cinquenta anos. Contribuiu com George Lucas, fã assumido dos Muppets, no desenvolvimento do mestre Jedi Yoda. Roteirista, diretor, manipulador e dublador de fantoches, Jim Henson foi um artista completo, que o mundo teve a tristeza de perder em 16 de maio de 1990. Saiba mais em henson.com.

A.C.H. Smith é um escritor e dramaturgo inglês. Sua obra inclui mais de doze romances e vinte peças teatrais. Smith se especializou na novelização de roteiros cinematográficos, entre eles as versões literárias de dois filmes de Jim Henson, Labirinto e O Cristal Encantado. Para adaptar Labirinto, A.C.H. Smith se divertiu bastante consultando o roteirista original do filme, o Monty Python Terry Jones, e incluiu no livro cenas cortadas do longa-metragem. Saiba mais em achsmith.co.uk.

Sobre o ilustrador


Por mais de 35 anos, Brian Froud tem sido considerado o preeminente artista e ilustrador de fantasia e uma autoridade em fadas. Seu best-seller internacional, Faeries, feito em parceria com Alan Lee, ilustrador das obras de Tolkien, é um clássico moderno. Seu trabalho marcante com Jim Henson como designer conceitual dos filmes O Cristal Encantado e Labirinto estabeleceu novos padrões para o design, o uso de marionetes e a animatrônica no cinema e são considerados marcos na evolução dos efeitos especiais. Saiba mais em worldoffroud.com.

O livro está disponível para pré-venda nas principais lojas virtuais de livros do Brasil.


Ficou com vontade de ler? Comente!


2 comentários:

  1. uauuu,amei a resenha!! tinha ouvido falar neste livro,mais agora quero ler!!
    http://escreverdayse.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Day!
      As informações são da DarkSide. O livro ainda não foi lançado. Só no final do mês!
      Beijos

      Excluir

Obrigado pelo comentário. Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Comentários Recentes

Me acompanhe no Instagram