Pular para o conteúdo principal

Destaques

Monsters Inside: Minissérie documental da Netflix sobre Billy Milligan, criminoso com supostas múltiplas personalidades

Lançamento de setembro de 2021 na Netflix , a minissérie documental Monsters Inside: The 24 Faces of Billy Milligan mostra o lado sombrio e perigoso de criminosos que de forma consciente ou inconsciente usam brechas jurídicas relacionadas aos transtornos mentais para se safarem e, muitas vezes, conseguem manipular o público de tal forma que toda atenção se direciona para eles, deixando as vítimas de lado, e até alimenta fantasias, glamoriza e romantiza ao torná-los famosos de tanto aparecerem na mídia. Se livros de não ficção e documentários sobre assassinos já causam preocupação sobre a influência na sociedade, especialmente, pois sempre há viés por trás e depoimentos de pessoas com traços manipuladores não são necessariamente confiáveis, imagina quando os próprios profissionais de saúde mental e da área da justiça divergem sobre os diagnósticos, histórias contadas pelos criminosos e seus comportamentos? Billy Milligan despertou a atenção da imprensa dos Estados Unidos e de diversos

Seoul Searching: Filme de comédia traz jovens coreanos de diferentes países conhecendo suas raízes

Seoul Searching é um filme sul-coreano de comédia e drama sobre filhos de coreanos que se mudaram para diferentes partes do mundo e retornam para um acampamento de verão com a intenção de aprenderem um pouco mais sobre suas origens e a história e a cultura da Coreia do Sul. Com direção e roteiro de Benson Lee, o filme de 2015 ganhou seis prêmios em festivais de cinema e no Brasil está disponível na Netflix.

A história do filme se passa em 1986 e no início do filme, uma mensagem alerta que o roteiro foi baseado em acontecimentos reais, o que torna ainda mais interessante do ponto de vista cultural, seja pela troca de experiências entre os personagens com diferentes vivências e contextos geográficos, embora compartilhem em comum a origem de seus pais biológicos – além das famílias que se refugiaram e/ou migraram para outros países, há também a questão da adoção de crianças coreanas por estrangeiros que, em muitos casos, tem mais afinidade com o país onde vivem com os pais adotivos do que interesse pelas raízes sul-coreanas.

Entre amizades, atritos e paixões, o grupo de jovens descobre que mesmo morando em diferentes países, há muitas coisas em comum, até por uma sensação de pertencimento – é claro, após passar pelas fases inicias de desconhecimento e estranhamento sobre uma cultura e até mesmo linguagem com a qual eles tinham pouco ou nenhum contato.

Logo no início do filme, o narrador explica que a ideia do acampamento de verão surgiu com a proposta de trazerem esses coreanos nascidos no exterior ou de famílias que emigraram para conhecerem um pouco sobre as origens de suas famílias. O que começa como um pretexto só para festar e bagunçar, e até mesmo cria um clima de desconforto entre os instrutores, aos poucos se torna algo mais familiar e acolhedor conforme eles compartilham não só os momentos de alegria e prazer, mas também suas histórias de vida e fragilidades.

Com um toque de nostalgia, Seoul Searching é um daqueles filmes para entrar em contato com uma realidade não tão comum no Brasil, já que enquanto por aqui temos mais contato com pessoas que vieram de diferentes partes do mundo e no próprio país há uma rica diversidade cultural, na Coreia do Sul até os dias atuais ainda rola um estranhamento com estrangeiros e essa discussão sobre as raízes sul-coreanas, bem como outras que são mostradas de forma cômica, como o passado e as feridas que até hoje alguns coreanos guardam em relação aos japoneses.

Para quem gosta de viajar e já se hospedou em hostels com turistas de origens diversas, Seoul Searching só aumenta a vontade desse intercâmbio e também a importância para que os descendentes entendam melhor seus familiares, já que o contexto social, cultural e histórico fazem toda diferença nos comportamentos que nem sempre são compreendidos.

*Ben Oliveira é escritor, formado em jornalismo. Autor do livro de terror Escrita Maldita, publicado na Amazon e dos livros de fantasia jovem Os Bruxos de São Cipriano: O Círculo (Vol.1) e O Livro (Vol. 2), disponíveis no Wattpad e na loja Kindle.

Me acompanhe nas redes sociais:

Twitter: https://twitter.com/BenOlivDreamer

Facebook: https://www.facebook.com/BenOliveiraDreamer

Instagram: https://instagram.com/benoliveiradreamer

Comentários

Mais lidas da semana