Pular para o conteúdo principal

Destaques

The Good Detective: Série coreana policial sobre antigo caso e a busca pela verdade

The Good Detective é uma série coreana policial que aborda um caso antigo, cujo julgamento levou à sentença de condenação de morte do acusado. Um detetive novato no departamento e um veterano se juntam para descobrir se aconteceram falhas nas investigações policiais. A série está disponível na Netflix . Com 16 episódios em sua primeira temporada, três personagens se destacam: o detetive que participou da investigação do caso, Kang Do Chang (Son Hyeon-ju) , o jovem detetive Oh Ji Hyuk (Seung-jo Jang) e a jornalista investigativa Jin Seo Kyung (Elliya Le) . Quando um novo caso de um suposto assassino confesso da filha do homem condenado ganha a atenção da mídia, muitas dúvidas pairam no ar sobre as motivações e os possíveis envolvidos, fazendo com que os detetives discretamente se aprofundassem nas investigações, mesmo sabendo que poderiam prejudicar as próprias carreiras. Kang é movido pela consciência pesada de ter sido parte do caso do condenado possivelmente inocente sofrer pena de

Ma: Filme de terror psicológico apresenta personagem obsessiva e perseguidora

Quem gostou de Misery, do Stephen King, sem dúvidas, vai se interessar pelo filme Ma, disponível no catálogo da Netflix Brasil. Imagine uma antagonista tão perturbada com comportamentos e motivações capazes de reunir várias problemáticas em uma só pessoa? 

O filme de terror psicológico foi lançado em 2019, dirigido por Tate Taylor e com roteiro de Scotty Landes. Com um desenrolar inicial lento, o que a princípio parece ser mais um daqueles filmes sobre adolescentes se divertindo e querendo festar escondidos com bebidas alcoólicas, se transforma num espetáculo bizarro de obsessão, perseguição e sobrevivência.

Sem perder o fôlego e o clima envolvente daquelas histórias que te transportam para dentro do filme com um toque de nostalgia das festanças na juventude, lentamente o telespectador vai conhecendo melhor sobre o psicológico doentio de uma mulher capaz de tudo para colocar seus planos em prática.

Se criminologistas procuram entender a relação entre o comportamento criminal e as histórias de vidas dos assassinos e suas vítimas, Ma serve tanto como um conto caucionário sobre o bullying e stalkers, como nos faz refletir sobre como acontecimentos do passado podem afetar a saúde mental a ponto de ter um papel fundamental no desenvolvimento de compulsões, perversões e sadismos, motivados por vingança.

A atriz Octavia Spencer está fantástica no papel de Sue Ann, uma assistente de uma clínica veterinária com seus segredos e que sabe como seduzir suas vítimas para encerrar um ciclo do seu passado. 

O filme fica mais macabro nos minutos finais quando a antagonista não se importa mais em manter a fachada com atos repletos de simbolismos e crueldade – o que pode aparentar meros atos caóticos, há todo um planejamento por trás, revelando um lado ainda mais perigoso e calculista de Ma. Para o filme ficar melhor, só mesmo se tivessem explorado mais o passado da antagonista e a relação doentia disfarçada de superproteção com outra personagem.

*Ben Oliveira é escritor, formado em jornalismo. Autor do livro de terror Escrita Maldita, publicado na Amazon e dos livros de fantasia jovem Os Bruxos de São Cipriano: O Círculo (Vol.1) e O Livro (Vol. 2), disponíveis no Wattpad e na loja Kindle.

Me acompanhe nas redes sociais:

Twitter: https://twitter.com/BenOlivDreamer

Facebook: https://www.facebook.com/BenOliveiraDreamer

Instagram: https://instagram.com/benoliveiradreamer

Comentários

Mais lidas da semana