Pular para o conteúdo principal

Destaques

Dia de Conscientização do Autismo: Data batida por causa do Coronavírus

Hoje foi dia de conscientização do autismo. Com tantas preocupações sobre o Coronavírus, a data acabou passando batida. Mas para quem apoia a causa, além de usar o mês inteiro para abordar o assunto, a vida se torna uma constante aula de aceitação.



Sempre disse que nunca vestiria os símbolos que não concordo, por motivos internacionais, mas como disse minha psicóloga uma vez, não posso ficar comparando a realidade de outro país com a nossa (embora seja quase impossível pra mim).

Embora muitos autistas não gostem do quebra-cabeça e do laço (me incluo entre eles), prefiro o símbolo do infinito da Neurodiversidade, cheguei a conclusão que é só um estresse a mais e não adianta explicar para as pessoas.

Tal qual a palavra autista foi ressignificada, talvez seja melhor ressignificar do que ficar dando murro na ponta da faca (acertei a expressão?).

Enfim, só para não passar batido, foto com a camiseta que minha mãe pegou para mim em um evento de autismo em Campo Grande (MS).

Quando ganhei, p…

A era da Internet

O texto abaixo foi reproduzido em um blog meu criado especialmente para a disciplina de Tópicos em Comunicação, ministrada pela Prof. Inara Silva, ao 3º semestre do curso de Comunicação Social da UCDB.

O início de uma era

A Internet teve sua origem na década de 60, engana-se quem acredita que no início ela possuía todas as funções e ferramentas que utilizamos em nosso dia-a-dia. A função primordial da internet era militar e educacional.

De acordo com Ruben Zevallos Jr., especialista em projetos para internet desde 1993, a internet ou ARPANET, como era conhecido o projeto, tinha como objetivo "interligar universidades e instituições de pesquisas e militares".

Comunicação sem fronteiras

Se antes os propósitos eram exclusivamente para aqueles fins, atualmente a internet é mais democrática e por ser um meio de comunicação de massa, alcança uma grande quantidade de indivíduos. Diferente do jornal impresso, do rádio e da televisão, a internet não tem fronteiras, tendo ultrapassado os limites geográficos, esta mídia tem o seu próprio local de interação, o ciberespaço.

Do plano real para o virtual

Estamos acompanhando a transição dos átomos para os bytes. Acredita-se que tudo o que puder ser migrado para o meio virtual, eventualmente será. Há alguns anos atrás, não havia a possibilidade que temos agora de:

  • Ouvir suas músicas favoritas sem precisar ir a uma loja de músicas, podendo comprá-las no conforto de sua casa ou ouvi-las gratuitamente.
  • Encontrar diversos tipos de livros para leitura na internet.
  • Assistir filmes, seriados e noticiários na tela do seu computador, com a possibilidade de voltar ou adiantar o que se está assistindo.
Ao mesmo tempo que a internet ganha um destaque em relação aos outros meios de comunicação de massa, ela agrega os vários tipos de mídias, tornando possível o que nunca fora antes, a interação multimídia.

Referências

JUNIOR ZEVALLOS, RUBENS "A História da Internet"

Disponível em http://www.artigonal.com/tec-de-informacao-artigos/a-historia-da-internet-737117.html

Comentários