Pular para o conteúdo principal

Destaques

Pediatras recomendam que pais leiam livros para bebês e crianças

A leitura de livros é recomendada desde os primeiros anos de vida. Segundo a Sociedade Brasileira de Pediatria, os pais devem ler para as crianças, tanto para desenvolver a afetividade quanto para estímulo cerebral.


Compre livros infantis:https://amzn.to/2T36xL7

Em entrevista ao Portal Clickbebê, a neuropediatra Liubiana Arantes Araújo comentou que nessa fase da vida é importante estimular as crianças através da leitura e mostrar como uma atividade prazerosa, ajudando com o desenvolvimento do cérebro e facilitando o aprendizado.

Assista ao vídeo:



"Receitar livros" é uma prática recomendada pela Academia Norte-Americana de Pediatras e pela Sociedade Brasileira de Pediatras. No Brasil, a prática conta com o apoio do Itaú Socialque tem um projeto de incentivo à leitura para a criança e já distribuiu mais de 51 milhões de livros impressos, entre eles milhares de obras em braile e com fonte expandida para pessoas com deficiência visual.

De acordo com informações da Sociedade Brasil…

Oficina de Livro-reportagem

Nesta terça-feira, 23, aconteceu na UCDB (Universidade Católica Dom Bosco de Campo Grande, MS), uma oficina sobre livro-reportagem, ministrada pela jornalista, Silvia Santana. Ela que escreveu o livro-reportagem: Cavalgada no coração do Pantanal, junto com o jornalista Vanderley Vieira, lançado pela UCDB. Atualmente, ela leciona a disciplina de Atualidades em um colégio e trabalha em uma ONG, chamada ECOA.

O que é o livro-reportagem?
O livro-reportagem é definido como um "veículo de comunicação jornalística não periódica", pois diferente dos jornais que devem trazer assuntos atuais, ele dá a liberdade de abordar temas que muitas vezes são desprezados ou tratados superficialmente nestas publicações cotidianas, sejam eles atuais ou não.

Para Silvia, um dos maiores atrativos do livro-reportagem é a possibilidade de se escrever um "texto mais leve e solto", diferente das técnicas de escrita de jornais. Um dos papéis principais deste veículo jornalístico é relatar os acontecimentos de forma aprofundada. Ao contrário dos jornais, que necessitam de informações neutras e objetivas, neste gênero jornalístico, o texto pode expressar a opinião do jornalista e ter uma narrativa bem trabalhada e extensa.

Além de contar algumas histórias interessantes e curiosas do processo de criação do seu livro, que tem como tema a cultura pantaneira, a jornalista explicou as diferenças dos tipos de livro-reportagem e ressaltou que nem todo perfil "precisa ser necessariamente de uma pessoa famosa".

Livros recomendados pela jornalista
Sobre livro-reportagem:
  • O Que É Livro-Reportagem - Edvaldo Pereira Lima
  • Páginas Ampliadas - Edvaldo Pereira Lima
  • Perfil E Como Escrevê-los - Sérgio Vilas Boas
Livros-reportagens:
  • Chatô: O rei do Brasil - Fernando Morais
  • Rota 66: A história da polícia que mata - Caco Barcellos
Como prometido, abaixo está o link para download dos slides utilizados na oficina de livro-reportagem:
Eu e a jornalista Silvia Santana

Comentários

Mais lidas da semana