Pular para o conteúdo principal

Destaques

The Good Detective: Série coreana policial sobre antigo caso e a busca pela verdade

The Good Detective é uma série coreana policial que aborda um caso antigo, cujo julgamento levou à sentença de condenação de morte do acusado. Um detetive novato no departamento e um veterano se juntam para descobrir se aconteceram falhas nas investigações policiais. A série está disponível na Netflix . Com 16 episódios em sua primeira temporada, três personagens se destacam: o detetive que participou da investigação do caso, Kang Do Chang (Son Hyeon-ju) , o jovem detetive Oh Ji Hyuk (Seung-jo Jang) e a jornalista investigativa Jin Seo Kyung (Elliya Le) . Quando um novo caso de um suposto assassino confesso da filha do homem condenado ganha a atenção da mídia, muitas dúvidas pairam no ar sobre as motivações e os possíveis envolvidos, fazendo com que os detetives discretamente se aprofundassem nas investigações, mesmo sabendo que poderiam prejudicar as próprias carreiras. Kang é movido pela consciência pesada de ter sido parte do caso do condenado possivelmente inocente sofrer pena de

A revolução comunicacional

Em seu texto: "A Revolução contemporânea em matéria de comunicação", o filósofo e engenheiro, Pierre Lévy, argumenta sobre a "perspectiva histórica do desenvolvimento da internet", "a digitalização da informação", "a originalidade dos novos dispositivos de comunicação" e "alguns dos problemas políticos, econômicos e sociais resultantes da ascensão do ciberespaço".

A evolução tecnológica contribuiu com a diminuição do 'espaço prático', entretanto o espaço geográfico continua o mesmo. De acordo com o autor, as formas de transporte e as de comunicação, como o telefone, televisão por satélite e internet, facilitam para uma maior proximidade entre as pessoas e praticidade na troca de informações.

Ferramenta de poder e inteligência
O computador é considerado um instrumento de poder, pois através dele se produz-se, troca-se e estoca-se informações. Logo, o indivíduo que assistia televisão, ouvia rádio e lia jornal, antes era um receptor passivo e agora pode expressar sua própria opinião, interconectando-se no ciberespaço. A informação antes unidirecional, passa a ser interativa.

Dominar estas tecnologias é vantajoso para os humanos, porque as redes de computadores podem transmitir muita informação e contribuir com uma inteligência coletiva, devido a grande quantidade de conteúdo disponível na rede, ser pública.

Apesar dos benefícios concedidos após a invenção da internet, existem muitas pessoas que ainda não têm acesso a essa rede de informação, os chamados "excluídos digitais". Esta parcela da população é análoga aos analfabetos na questão da leitura.

Fonte do saber
No contexto telejornalístico, os receptores não precisam mais receber somente as informações que os meios de comunicação de massa desejam transmitir. O número de fontes de informações é tão alto que busca-se somentes assuntos do interesse individual, podendo definir a prioridade de cada um.

Outra questão abordada no texto é a descentralização dos meios de informação, quanto maior o número de produtores de conteúdo, diminui-se a possibilidade de monopolização e manipulação de informações fundamentais ao interesse público.

Referência
LEVY, Pierre A Revolução contemporânea em matéria de comunicação

Comentários

Mais lidas da semana