Pular para o conteúdo principal

Destaques

Autismo: Responsabilidade e experiência como moderador de grupo

Quando eu fui moderador de um grupo de autismo com milhares de pessoas (mais de 18 mil, se não estou enganado, sem falar as centenas de solicitações em espera), eu removia comentários e posts sobre tratamentos falsos e pessoas tentando promover eventos DUVIDOSOS de autismo (existem muitos).


Não importava se estava escrito nas regras, um post ou outro sempre passava, porque nem todo mundo tinha a mesma compreensão sobre pseudotratamentos e autismo e um dos moderadores sempre liberava.

Todo moderador/administrador tem responsabilidade sobre o que acontece dentro de um grupo, página, blog, que seja.

Eu e a Rivotrip​ chegamos a bater boca com anti-vacinas na madrugada. Fomos os últimos moderadores autistas do grupo. O resto era familiar.

Se no seu grupo passam vários podres e você não está moderando, você pode se sujar junto. É algo que vai além da imagem e credibilidade, especialmente quando se tratam de tratamentos proibidos e perigosos.

Mais consciência e responsabilidade.

Para as pess…

Prêmio Roquette-Pinto estimula diversidade regional nas produções radiofônicas

O Prêmio Roquette-Pinto - I Concurso de Fomento à Produção de Programas Radiofônicos é uma iniciativa realizada pela primeira vez no país. Realizado por uma parceria entre a ARPUB (Associação das Rádios Públicas do Brasil) e o Ministério da Cultura, através do Programa Nacional de Apoio à Cultura, patrocinado pela Petrobrás.

O concurso tem como objetivo apoiar a produção independente de obras radiofônicas e estimular a diversidade regional na produção de programas de rádio. A Comissão de Seleção será composta por oito membros e constituída por especialistas na atividade radiofônica, designados pela ARPUB e pelo Ministério da Cultura.

No concurso serão selecionados produções radiofônicas nas seguintes categorias: rádio-documentário, rádio-dramaturgia, programas infanto-juvenis e rádio-arte ou experimentações sonoras.

Segundo Orlando Guilhon, presidente da ARPUB, "este é um projeto inédito e muito importante, pois vai permitir um aporte de novos conteúdos para as emissoras públicas, de quatro gêneros que estavam bastante desaparecidos do rádio brasileiro. Estamos muito felizes pelo apoio e reconhecimento dado pelo Ministério da Cultura, e pelo patrocínio oferecido pela Petrobras. Temos a certeza de que o Prêmio Roquette-Pinto será um grande sucesso", entusiasma-se Guilhon.

As inscrições do concurso foram encerradas no dia 14/05/2010.

Os 40 (quarenta) proponentes selecionados receberão o prêmio no valor de R$ 20.000,00 (vinte mil reais). Os programas vencedores serão veiculados pelas emissoras públicas associadas à ARPUB e ficarão à disposição para veiculação em rádios não-comerciais.

Clique aqui para download da tabela com a lista dos projetos habilitados e inabilitados.

Fonte: ARPUB

Mais informações no site da ARPUB (http://www.arpub.org.br/).

Projetos da Católica são únicos de MS no prêmio Roquette Pinto

Únicos representantes do Estado de Mato Grosso do Sul, os projetos “Índio Urbano” e “Recorte Regional”, do curso de Jornalismo da Universidade Católica Dom Bosco (UCDB), foram selecionados para concorrer ao prêmio “Roquette Pinto – 1º concurso de fomento à produção de programas radiofônicos”, promovido pela Associação das Rádios Públicas do Brasil (ARPUB).

Os acadêmicos do terceiro semestre de Jornalismo, Maria Izabel Costa e Ben-Hur Oliveira, produtores do “Índio Urbano”, pretendem mostrar a vida dos moradores da Aldeia Urbana Marçal de Souza, em Campo Grande, em 36 programas de dez minutos. Já a acadêmica Laís Camargo, do quinto semestre, apresentará no “Recorte Regional” os trabalhos de 36 bandas e artistas da música sul-mato-grossense.

Concorrendo nas categorias rádio-documentário e rádio-arte, os dois projetos estarão na disputa do prêmio de R$ 20 mil, que será destinado à produção de uma série de programas radiofônicos com um prazo de 60 dias.

Fonte: Guilherme Fornari

Comentários

Mais lidas da semana