Pular para o conteúdo principal

Destaques

Autismo: Pedagoga e Neurologista dão orientações no livro Mentes Únicas

Mentes Únicas, como o próprio título do livro aponta se trata da diversidade humana existente dentro do espectro autista. A pedagoga Luciana Brites e o neurologista Clay Brites escreveram uma obra para ajudar a levar conscientização sobre o autismo. Para quem gosta de livros recentes, a obra foi publicada pela Editora Gente, em 2019.


Encontre o livro Mentes Únicas (Luciana Brites e Clay Brites): https://amzn.to/2MTHZ8a

Sempre que falamos de autismo, para quem não está por dentro da realidade, muita gente pode ter a impressão de que os pais/familiares/pessoas não vão atrás de diagnósticos porque não querem. O que muita gente não sabe e deveria saber: temos um despreparo crônico e múltiplo no Brasil... Profissionais da área de saúde e educação que sabem o básico do básico sobre o autismo, têm dificuldade de fechar o diagnóstico e/ou de identificar os traços autísticos, bem como não sabem dar as orientações por falta de conhecimento.

Essa falta de preparo da área de saúde e o desencontro …

Tecnologia e Educação

O doutor em antropologia social, Wilson de Azevedo, autor do artigo: "A revolução da TI e suas influências na evolução do conhecimento", explica em seu artigo que com a Internet, a distância deixa de ser um impedimento e torna-se um elemento integrante das relações interpessoais. "A educação a distância, longe de representar dificuldades na comunicação, é agora uma nova dimensão da vida contemporânea online".

Wilson de Azevedo diz que o desenvolvimento da escrita é uma tecnologia e que a popularização dela é recente na história. "Por milhares de anos, a escrita foi uma tecnologia dominada por uma elite de especialistas em ler e escrever", explica.


O doutor em antropologia fala em seu trabalho: "Nunca se escreveu tanto quanto em nossa sociedade em rede". Na Internet a maioria das informações que circulam são de texto. O autor ressalta que mesmo quando não está explícito como texto, este conteúdo pode ser visto na forma de roteiro, que é o fundamento do teatro, do cinema, da rádio, da TV e da multimídia.

De acordo com o autor, as redes informatizadas possibilitam a comunicação síncrona (comunicar no mesmo lugar ao mesmo tempo), por exemplo, através dos chats e a assíncrona (comunicação independente), que pode ser observada na mensagem de e-mail, mesmo o e-mail chegando rapidamente, existe a possibilidade de ler a mensagem em outro momento.

Educação a distância

Azevedo comenta em seu artigo que relatos de experiências e pesquisas revelam que a educação a distância permite e estimula o desenvolvimento da autonomia do aluno. "E a educação a distância online, via Internet ou por meio de redes corporativas, permite e estimula, além desta, o desenvolvimento de competências para o trabalho e a aprendizagem colaborativos. Estes aspectos exibem a produtividade pedagógica da distância na educação online", complementa.

Sobre a interação virtual, Wilson de Azevedo explica que os alunos e professores da educação a distância formam laços afetivos e desenvolvem uma vida comunitária online. As turmas do ensino a distância formam comunidades virtuais de aprendizagem colaborativa. Os alunos se apóiam e contribuem para a aprendizagem uns dos outros, compartilhando indagações, dúvidas, questionamentos, opiniões ou informações.

Acesse o artigo na íntegra

Comentários

Mais lidas da semana