Pular para o conteúdo principal

Destaques

Revenge: Meus trechos favoritos da série

Alguns dos meus trechos favoritos da série Revenge (2011-2015), criada pelo roteirista e produtor Mike Kelley. O programa de TV foi ganhador de 6 prêmios e teve 28 indicações. Emily Thorne é, sem dúvidas, uma personagem fascinante, assim como os outros personagens da série com suas várias camadas.

Revenge: Meus trechos favoritos da série:
“Sempre questione onde estão suas lealdades. As pessoas em que você confia vão esperar por ela, seus maiores inimigos irão desejá-la, e aqueles que você mais valoriza, irão, sem falta, abusar dela”. – Emily Thorne, Revenge
“Como Hamlet disse a Ofélia, "Deus lhe deu uma face, e você se fez outra." A batalha entre estas duas metades de identidade... Quem somos e quem fingimos ser, é invencível. "Assim como existem dois lados para cada história, há dois lados para cada pessoa. Uma que revelamos ao mundo e outra que mantemos escondida por dentro. Uma dualidade governada pelo equilíbrio de luz e escuridão, dentro de cada um de nós, é a capaci…

Tecnologia e Educação

O doutor em antropologia social, Wilson de Azevedo, autor do artigo: "A revolução da TI e suas influências na evolução do conhecimento", explica em seu artigo que com a Internet, a distância deixa de ser um impedimento e torna-se um elemento integrante das relações interpessoais. "A educação a distância, longe de representar dificuldades na comunicação, é agora uma nova dimensão da vida contemporânea online".

Wilson de Azevedo diz que o desenvolvimento da escrita é uma tecnologia e que a popularização dela é recente na história. "Por milhares de anos, a escrita foi uma tecnologia dominada por uma elite de especialistas em ler e escrever", explica.


O doutor em antropologia fala em seu trabalho: "Nunca se escreveu tanto quanto em nossa sociedade em rede". Na Internet a maioria das informações que circulam são de texto. O autor ressalta que mesmo quando não está explícito como texto, este conteúdo pode ser visto na forma de roteiro, que é o fundamento do teatro, do cinema, da rádio, da TV e da multimídia.

De acordo com o autor, as redes informatizadas possibilitam a comunicação síncrona (comunicar no mesmo lugar ao mesmo tempo), por exemplo, através dos chats e a assíncrona (comunicação independente), que pode ser observada na mensagem de e-mail, mesmo o e-mail chegando rapidamente, existe a possibilidade de ler a mensagem em outro momento.

Educação a distância

Azevedo comenta em seu artigo que relatos de experiências e pesquisas revelam que a educação a distância permite e estimula o desenvolvimento da autonomia do aluno. "E a educação a distância online, via Internet ou por meio de redes corporativas, permite e estimula, além desta, o desenvolvimento de competências para o trabalho e a aprendizagem colaborativos. Estes aspectos exibem a produtividade pedagógica da distância na educação online", complementa.

Sobre a interação virtual, Wilson de Azevedo explica que os alunos e professores da educação a distância formam laços afetivos e desenvolvem uma vida comunitária online. As turmas do ensino a distância formam comunidades virtuais de aprendizagem colaborativa. Os alunos se apóiam e contribuem para a aprendizagem uns dos outros, compartilhando indagações, dúvidas, questionamentos, opiniões ou informações.

Acesse o artigo na íntegra

Comentários

Mais lidas da semana