Pular para o conteúdo principal

Destaques

Espectro Autista: Reflexão sobre conscientização do autismo

Vez ou outra eu recebo mensagens de pessoas pedindo ajuda sobre como trazer mais conscientização em lugares nos quais pouco se sabe sobre autismo. Nem toda cidade tem especialista em autismo, isso é um fato que todo mundo que já precisou de um, sabe como é. Minha dica é: compre/arrecade livros ATUALIZADOS sobre o assunto e/ou livros de ficção (com personagens autistas) e/ou livros escritos por autistas. Recomendo firmemente a literatura, já que a leitura trabalha a empatia e fica mais fácil dos neurotípicos entenderem como é estar 'na nossa pele', mesmo que por alguns minutos.


Não vai dar livro desatualizado, que é um desserviço. Já tem muita desinformação no Brasil. Eu poderia fazer uma lista sobre todos absurdos que leio, mas não vou.

Enfim, não dá para fugir da leitura. Infelizmente, muitos conteúdos brasileiros estão defasados, outros logo vão estar por causa das alterações do CID11 do Espectro Autista [só entra em vigor em 2022]. Tem muita coisa boa produzida pela comunid…

Artigo analisa jornalismo cultural online de periódicos brasileiro e canadense

Em seu artigo "Jornalismo Cultural On line: uma análise comparada Brasil-Canadá" os autores Nísio Teixeira e Mariana Mól, ambos graduados em jornalismo, analisam as versões impressas e online do caderno canadense Arts & Life, do jornal The Gazette - Montreal e do brasileiro Cultura, do jornal mineiro Hoje em Dia.

De acordo com Teixeira e Mól o jornalismo cultural passa por alguns dilemas: ¹sofre uma dupla influência do caráter industrial da cultura; ² a produção cultural sofre o impacto da industrialização e da mercantilização; ³ caráter híbrido do jornalismo cultural (textos informativos, opinativos, horóscopos, colunas sociais, passatempos etc.).

Os resultados encontrados pelos pesquisadores em relação aos dois jornais online foi a de que tanto o Cultura quanto o Arts & Life se restringem aos recursos de texto e foto. Os periódicos não inovam nas estruturas das matérias publicadas e divulgam os mesmos conteúdos presentes na versão impressa, ao menos, cumprindo o papel de jornais diários referentes à atualização.

Quanto à multimídia, os pesquisadores observaram que nos dois jornais online a estrutura é a mesma da versão impressa, ou seja, textos e imagens estáticos. As imagens utilizadas na versão online são as mesmas do impresso.

Os sites analisados não utilizam recursos multimidiáticos para complementar ou auxiliar o conteúdo noticioso e também não possuem nenhum diferencial em relação ao texto do impresso. Os textos são publicados na íntegra, sem nenhum acréscimo ou cortes, "em nenhum dos jornais existe a preocupação da leitura on line, ou seja, mais compactada e leve", concluem os autores.

Acesse o artigo na íntegra

Comentários

Mais lidas da semana