Pular para o conteúdo principal

Destaques

Little Big Women: Filme taiwanês de drama sobre adversidades inesperadas e superações

Little Big Women (Mulheres Ocultas/孤味) é um filme taiwanês de drama sobre uma família lidando com a inesperada morte do pai ausente e de como feridas do passado voltam à tona. A obra cinematográfica foi dirigida por Joseph Chen-Chieh Hs u, roteiro em co-autoria com Maya Huang e está disponível na Netflix Brasil . “A juventude é agridoce” canta Lin Shoying (Shu-Fang Chen) no karaokê dentro de um táxi, uma das personagens encantadoras desse filme. Com um passado de sacrifícios, a matriarca conseguiu proporcionar uma vida relativamente boa para suas filhas, mesmo com o ex-marido ausente. Porém, seu orgulho e ressentimento despertam seu lado crítico. Com personalidades bem diferentes, as filhas encaram junto com a mãe algumas das responsabilidades e tradições relacionadas à morte do homem. Em um país com variadas influências religiosas, ao mesmo tempo em que relembra os sofrimentos, sacrifícios e esforços que passou para se reerguer, Lin Shoying guarda uma memória afetiva do ex-mar

Cibercultura

A professora de Cibercultura da Universidade Católica Dom Bosco (UCDB) de Campo Grande - MS , Maria Helena Benites, explica que desde que o homem inventou o fogo e a roda, a tecnologia vem desenvolvendo-se e aperfeiçoando-se cada vez mais.

"A tecnologia começou a crescer progressivamente. Começou com a fotografia e a rádio, em que as pessoas se reuniam em volta da rádio para ter conhecimento das notícias e do que estava acontecendo em volta deles. Quando inventaram o rádio mudou-se o modo de viver. Aí veio a televisão que também mudou. A gente vai agregando e transformando estes meios existentes. Hoje em dia já é bem separada a linguagem da rádio e da televisão, mas no começo a televisão era feita com moldes no rádio", esclarece Benites.

A Internet é um agregador de meios de comunicação, pois nela é possível acessar rádio, televisão, jornais etc. O jornalismo online diferencia-se do impresso, pois nele o texto é mais curto e mais fácil de ler, todavia a caracterização dos outros meios de comunicação que migraram à Internet ainda está em formação.

Maria Helena argumenta que com a tecnologia em constante transformação, a cibercultura vem para explicar como isto influencia em nossa cultura e como estamos nos relacionando com isso. No jornalismo, a televisão deve saber lidar com as informações e transmitir de forma que não pareça defasada, visto que muitas pessoas já obtiveram estas informações pela Internet.


"Desde que nós começamos a descobrir as nossas necessidades e meios de suprir essa necessidade, nós só vamos se desenvolvendo. Esta ligação entre você e a máquina cria um avatar. As máquinas se inserem em nossas vidas de forma que não nos damos mais conta da falta que faz. Por exemplo, já não vivemos mais sem o Google. Através dele nós sabemos o que está acontecendo do outro lado do mundo", finaliza a professora de Cibercultura.

Comentários

Mais lidas da semana