Pular para o conteúdo principal

Destaques

The Good Detective: Série coreana policial sobre antigo caso e a busca pela verdade

The Good Detective é uma série coreana policial que aborda um caso antigo, cujo julgamento levou à sentença de condenação de morte do acusado. Um detetive novato no departamento e um veterano se juntam para descobrir se aconteceram falhas nas investigações policiais. A série está disponível na Netflix . Com 16 episódios em sua primeira temporada, três personagens se destacam: o detetive que participou da investigação do caso, Kang Do Chang (Son Hyeon-ju) , o jovem detetive Oh Ji Hyuk (Seung-jo Jang) e a jornalista investigativa Jin Seo Kyung (Elliya Le) . Quando um novo caso de um suposto assassino confesso da filha do homem condenado ganha a atenção da mídia, muitas dúvidas pairam no ar sobre as motivações e os possíveis envolvidos, fazendo com que os detetives discretamente se aprofundassem nas investigações, mesmo sabendo que poderiam prejudicar as próprias carreiras. Kang é movido pela consciência pesada de ter sido parte do caso do condenado possivelmente inocente sofrer pena de

Cibercultura

A professora de Cibercultura da Universidade Católica Dom Bosco (UCDB) de Campo Grande - MS , Maria Helena Benites, explica que desde que o homem inventou o fogo e a roda, a tecnologia vem desenvolvendo-se e aperfeiçoando-se cada vez mais.

"A tecnologia começou a crescer progressivamente. Começou com a fotografia e a rádio, em que as pessoas se reuniam em volta da rádio para ter conhecimento das notícias e do que estava acontecendo em volta deles. Quando inventaram o rádio mudou-se o modo de viver. Aí veio a televisão que também mudou. A gente vai agregando e transformando estes meios existentes. Hoje em dia já é bem separada a linguagem da rádio e da televisão, mas no começo a televisão era feita com moldes no rádio", esclarece Benites.

A Internet é um agregador de meios de comunicação, pois nela é possível acessar rádio, televisão, jornais etc. O jornalismo online diferencia-se do impresso, pois nele o texto é mais curto e mais fácil de ler, todavia a caracterização dos outros meios de comunicação que migraram à Internet ainda está em formação.

Maria Helena argumenta que com a tecnologia em constante transformação, a cibercultura vem para explicar como isto influencia em nossa cultura e como estamos nos relacionando com isso. No jornalismo, a televisão deve saber lidar com as informações e transmitir de forma que não pareça defasada, visto que muitas pessoas já obtiveram estas informações pela Internet.


"Desde que nós começamos a descobrir as nossas necessidades e meios de suprir essa necessidade, nós só vamos se desenvolvendo. Esta ligação entre você e a máquina cria um avatar. As máquinas se inserem em nossas vidas de forma que não nos damos mais conta da falta que faz. Por exemplo, já não vivemos mais sem o Google. Através dele nós sabemos o que está acontecendo do outro lado do mundo", finaliza a professora de Cibercultura.

Comentários

Mais lidas da semana