Pular para o conteúdo principal

Destaques

CPI da Pandemia: Osmar Terra serviu mais uma dose perigosa de negacionismo científico

Quantas informações falsas e duvidosas alguém é capaz de transmitir em nove horas? Nesta terça-feira, 22 de junho de 2021, o deputado Osmar Terra prestou depoimento à CPI da Pandemia . A sessão revelou a surpresa de alguns senadores diante de um depoente que insistiu em informações sobre a Covid-19 que foram desmentidas ao longo dos meses, irritação diante da previsibilidade e falta de responsabilidade em reconhecer os danos causados por fake news de saúde e bajulação por parte dos que compartilham pensamentos anticientíficos e conspiratórios parecidos – ou que assim o simulam, para proteger o presidente Jair Bolsonaro . A Comissão Parlamentar de Inquérito da Pandemia era para ter iniciado mais cedo, mas havia resistência por parte do Presidente do Senado, Rodrigo Pacheco. Após uma ação protocolada no STF pelos senadores Alessandro Vieira e Jorge Kajuru, houve votação e no dia 13 de maio de 2021, foi oficializada a criação. Embora o tempo todo alguns senadores defensores do Bolsona

Educação, Ética & Tecnologia

A Mestre em Ciência da Computação, Dagmar Aparecida Trautmann, explica em sua dissertação "Educação, ética e tecnologia: Impressões e reflexões" como as Novas Tecnologias da Informação e da Comunicação podem ser utilizadas nas salas de aula de Educação Básica.


Trautmann acredita que é necessário reconhecer as transformações ocorridas nas escolas e mudar a forma de se educar de forma que não se despreze os valores do professor, necessário na construção da sociedade.

Para a Mestre em Ciência da Computação, apesar das tecnologias trazerem uma série de facilidades para o cotidiano, elas também trouxeram muitos problemas, como os dilemas éticos.

"Saber utilizar as diferentes fontes de informação e recursos tecnológicos visando não apenas o conhecimento acadêmicos, mas o uso destes conhecimentos pelas pessoas com consciência, criticidade e responsabilidade é o que a sociedade espera da escola. Em nossa sociedade a escola é a instituição cuja função específica é a transmissão de cultura", argumenta Trautmann.

A educação ética deve ser feita de forma a possibilitar aos alunos aprenderem a refletir sobre situações cotidianas "trazidas para o espaço escolar dentro de uma dinâmica dialógica de aprendizagem, onde o objetivo é a construção da personalidade autônoma do aluno como pessoa e cidadão".

A autora diz que as tecnologias de informação e comunicação disponibilizam tantas informações, portanto, faz-se necessário exercitar a educação ética dos alunos com as novas tecnologias da informação e comunicação dentro da sala de aula.
 
Acesse a dissertação

Comentários

Mais lidas da semana