Pular para o conteúdo principal

Destaques

The Good Detective: Série coreana policial sobre antigo caso e a busca pela verdade

The Good Detective é uma série coreana policial que aborda um caso antigo, cujo julgamento levou à sentença de condenação de morte do acusado. Um detetive novato no departamento e um veterano se juntam para descobrir se aconteceram falhas nas investigações policiais. A série está disponível na Netflix . Com 16 episódios em sua primeira temporada, três personagens se destacam: o detetive que participou da investigação do caso, Kang Do Chang (Son Hyeon-ju) , o jovem detetive Oh Ji Hyuk (Seung-jo Jang) e a jornalista investigativa Jin Seo Kyung (Elliya Le) . Quando um novo caso de um suposto assassino confesso da filha do homem condenado ganha a atenção da mídia, muitas dúvidas pairam no ar sobre as motivações e os possíveis envolvidos, fazendo com que os detetives discretamente se aprofundassem nas investigações, mesmo sabendo que poderiam prejudicar as próprias carreiras. Kang é movido pela consciência pesada de ter sido parte do caso do condenado possivelmente inocente sofrer pena de

Designer fala sobre Visual Merchandising

Uma vitrine pode atrair ou afastar os clientes de uma loja e influenciar na compra ou não dos produtos. Para explicar como conquistar um visual merchandising e conquistar o público, a designer Raquel Caram ministrou a oficina: "Visual Merchandising (Vitrine)" no PropUp, evento realizado pelo Curso de Publicidade e Propaganda da UCDB. A oficina aconteceu na Universidade Católica Dom Bosco (UCDB) de Campo Grande (MS) no dia 17 de novembro de 2010.

Raquel Caram diz que para entender como organizar a vitrine é necessário que se entenda sobre a semiótica, que é o estudo dos signos. "Por exemplo, no Brasil a cor preta simboliza o luto e no Japão a cor branca simboliza o luto".

"A idéia de uma vitrine é que todos interpretem da mesma forma, todos os consumidores sejam atraídos por essa linguagem. Temos que maximizar para o público consumidor", ensina. Caram argumenta que o vitrinismo é a área mais sedutora do visual merchandising e esta tem como objetivo chamar a atenção do consumidor para os produtos vendidos pela loja, convidando-o para entrar.


A designer conta que o merchandising, "ferramenta de marketing , formada pelo conjunto de técnicas responsáveis pela informação e apresentação do produto no ponto-de-venda, de maneira tal que acelere sua rotatividade", deve estar relacionado a todos os 5 sentidos e não somente ao visual.

Ao se confeccionar uma vitrine deve-se planejar, ter conhecimento da imagem e percepção visual. Alguns elementos devem ser considerados: Simetria/Assimetria; Cores; Iluminação; Personalidade da marca; Formas gráficas; Regularidade.

O ambiente e a exposição podem favorecer a compra. "Todos os produtos são iguais, mas se eu coloco um diferencial ele pode seduzir", justifica.

Raquel Caram sugere dois livros aos que tem interesse em aprender mais sobre o assunto: Vitrinas em Diálogos Urbanos e Vitrina: Construção de Encenações, ambos da autora Sylvia Demetresco.

Comentários

Mais lidas da semana