Pular para o conteúdo principal

Destaques

12 Graphic Novels que você precisa ler

Começou como uma forma de experimentação na leitura. Apesar de gostar de tirinhas, nunca tinha me aventurado pelo universo das graphic novels, como aconteceu há alguns anos – pelo menos, não de forma que me interessasse.

Percebo que cada vez mais pessoas estão se interessando pelos diferentes formatos de narrativas. Acho válida toda forma de contação de histórias e acredito que elas podem criar experiências complementares. Há espaço para todos gostos.


Com doze indicações de leitura, dá para ler um livro por mês ou ler todos em um só mês, dependendo do ritmo de leitura e da fome por histórias de cada um. Entre temáticas mais sociais e outras mais fantasiosas, as graphic novels podem ser uma porta de entrada para outros livros, como podem ocupar um espaço central no coração de quem é aficionado por histórias ilustradas.

Histórias que podem ir muito além de um passa-tempo, como se acreditava antigamente, mas também proporcionar reflexões sobre a vida, juntando o melhor dos dois mundos: d…

Designer fala sobre Visual Merchandising

Uma vitrine pode atrair ou afastar os clientes de uma loja e influenciar na compra ou não dos produtos. Para explicar como conquistar um visual merchandising e conquistar o público, a designer Raquel Caram ministrou a oficina: "Visual Merchandising (Vitrine)" no PropUp, evento realizado pelo Curso de Publicidade e Propaganda da UCDB. A oficina aconteceu na Universidade Católica Dom Bosco (UCDB) de Campo Grande (MS) no dia 17 de novembro de 2010.

Raquel Caram diz que para entender como organizar a vitrine é necessário que se entenda sobre a semiótica, que é o estudo dos signos. "Por exemplo, no Brasil a cor preta simboliza o luto e no Japão a cor branca simboliza o luto".

"A idéia de uma vitrine é que todos interpretem da mesma forma, todos os consumidores sejam atraídos por essa linguagem. Temos que maximizar para o público consumidor", ensina. Caram argumenta que o vitrinismo é a área mais sedutora do visual merchandising e esta tem como objetivo chamar a atenção do consumidor para os produtos vendidos pela loja, convidando-o para entrar.


A designer conta que o merchandising, "ferramenta de marketing , formada pelo conjunto de técnicas responsáveis pela informação e apresentação do produto no ponto-de-venda, de maneira tal que acelere sua rotatividade", deve estar relacionado a todos os 5 sentidos e não somente ao visual.

Ao se confeccionar uma vitrine deve-se planejar, ter conhecimento da imagem e percepção visual. Alguns elementos devem ser considerados: Simetria/Assimetria; Cores; Iluminação; Personalidade da marca; Formas gráficas; Regularidade.

O ambiente e a exposição podem favorecer a compra. "Todos os produtos são iguais, mas se eu coloco um diferencial ele pode seduzir", justifica.

Raquel Caram sugere dois livros aos que tem interesse em aprender mais sobre o assunto: Vitrinas em Diálogos Urbanos e Vitrina: Construção de Encenações, ambos da autora Sylvia Demetresco.

Comentários

Mais lidas da semana