Pular para o conteúdo principal

Destaques

Coronavírus e Saúde Pública: O momento não pede negação nem omissão | Ben Oliveira

Me tirar do sério não é fácil. Tenho mais de 8 anos de prática de yoga e uma paciência quase infinita. Mas quando se trata do que tem acontecido nos últimos tempos, impossível seria me silenciar.


Para começar: muitas pessoas religiosas e espiritualizadas acham erradamente que cultivar a não-violência é se silenciar diante do caos que esse DesPresidente tem causado. Não poderiam estar mais errados, afinal, ser omisso à violência é uma forma de aumentá-la.

O momento não pede negação nem omissão. Os brasileiros elegeram um homem sem empatia, que sempre se demonstrou ser frio, manipulador e ignorante.

Sim, ele é um reflexo de muitos que não tiveram acesso à educação ou desprezam a intelectualidade, mas é também alguém que não está colocando só a própria vida em perigo, mas de milhares de brasileiros ao ignorar as recomendações de saúde, protocolos de pesquisas com medicamentos e conhecimentos BÁSICOS de saúde: qualquer pessoa que tenha um conhecimento raso de biologia, química e estatísti…

Cartilha orienta a postura de jovens em Redes Sociais

O movimento 'Criança mais Segura na internet' criou a cartilha "Guia de Postura em redes Sociais" para orientar como as crianças devem se comportar nestes ambientes virtuais. O Movimento tem como foco disseminar o uso ético, seguro e legal da Internet e das Novas Tecnologias, através de conteúdos dirigidos para pais, filhos e professores. Eles acreditam que não há como formar uma sociedade digital ética e responsável se não for através de um trabalho integrado, entre família e escola.

A cartilha desenvolvida em parceria com a Terra Forum Educação contém dicas para construir sua reputação na Internet. Apesar de ser voltado ao público infantil, seus familiares e professores, as dicas de postura em redes sociais podem ser seguidas por qualquer internauta.

Confira algumas dicas que devem ser seguidas nas redes sociais e na internet: Navegar com atitude ética; Cuidado ao publicar informações pessoais (superexposição); Uso de imagens autorizadas; Respeito aos direitos autorais; Uso das redes sociais de modo construtivo.

O guia também traz algumas das infrações digitais mais frequentes na vida dos usuários, como por exemplo, calúnia, difamação, ameaça, discriminação, falsa identidade, entre outros que podem levar à reclusão ou detenção do usuário.

No site do movimento (Criança mais Segurança na Internet) é possível conferir outras cartilhas sobre como os jovens devem utilizar corretamente as novas tecnologias, como os pais e professores podem orientá-los e até mesmo dicas de como estes jovens podem realizar uma compra online com segurança.

Confira a cartilha na íntegra

Comentários