Pular para o conteúdo principal

Destaques

Autismo: Asperger jornalista e o silenciamento sobre tratamentos falsos e perigosos

Desde que algumas pessoas descobriram que além de autista/Asperger, sou jornalista, elas me bloquearam e/ou fecharam o perfil para mim. Meu radar dificilmente falha.


Se eu souber de envolvimento com tratamentos falsos, eu não vou ficar em silêncio.

Estou conscientizando para que os familiares façam a parte deles e denunciem profissionais antiéticos, mas se as pessoas se omitirem, quebrarei mais silêncios.

Quando falamos de tratamentos falsos, as pessoas imaginam coisas 'básicas'. O que elas não imaginam são crianças sendo torturadas e morrendo nas mãos de profissionais irresponsáveis e pais que não pesquisaram o suficiente sobre o assunto e foram enganados.

Estão avisados. Nunca escondi minhas intenções. Sou transparente. E não sou o único lutando contra o charlatanismo. Nem todo mundo se posiciona publicamente. Não quer dizer que não estejam de olhos abertos.

Há muita sujeira embaixo do tapete. Profissionais charlatões palestrando em eventos de autismo: algo totalmente contrá…

ebaH!: rede social para universitários e docentes

O eBah! é uma rede social gratuita e aberta a qualquer usuário que tem como público-alvo os acadêmicos e professores universitários. A rede surgiu com o pensamento de compartilhar arquivos universitários na internet e facilitar a vida dos acadêmicos, que muitas vezes, não têm dinheiro para tirar cópias, estão sem tempo ou estão com preguiça de ir até a xerox.


Além dos arquivos compartilhados (links, documentos e vídeos), é possível formar comunidades e grupos de estudo entre os usuários que se classificam em: Professores, Alunos e Ex-Alunos.

Os criadores explicam que os professores são bem-vindos pois é uma oportunidade de se aproximarem mais dos alunos, incentivarem os estudos e complementarem com informações adicionais.

O ebaH! foi um projeto criado em 2006 por dois universitários da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, cuja principal idéia era economizar dinheiro com as fotocópias dos materiais da faculdade. No mesmo ano, o projeto foi lançado e bem aceito pela comunidade uspiana. Somente em 2007 o site tornou-se uma rede social e teve suas funções ampliadas. Desde então, o site passou por mudanças para atender à demanda crescente de usuários e de arquivos.

Acesse o site

Comentários

  1. Alguém sabe quem são os criadores dessa rede???

    Por favor, respondam para o e-mail aulanopc@gmail.com!

    Obrigado!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário. Volte sempre!

Mais lidas da semana