Pular para o conteúdo principal

Destaques

Autismo: Entre fofocas e intrigas

Aviso aos bonitos e bonitas que sempre jogam meu nome e dos colegas nos grupos de Facebook e WhatsApp: alguém de vocês sempre solta algo e de um jeito ou de outro, chega até mim.


Minha dica é: quer falar mal? Fala à vontade. Se quiser, eu falo junto. Não tenho vergonha de fazer autocrítica, aliás, recomendo a todos.

Agora, se me difamar e/ou queimar minha reputação, o bicho pega.

Nesta página, não trabalho com indiretas. Só com diretas mesmo.

Já disse que nem todo autista é bonzinho, né? 😈

Dica para os anjinhos e neurotípicos: Arranjem hobbies e outros hiperfocos, ocupem a cabeça com outras coisas que não sejam só esse mundinho de intrigas do autismo.

Um grande filósofo pós-moderno, Benstein Oliveira disse que a fofoca viaja à velocidade da luz e que ela vem de todos cantos e cores do autismo. Nem WhatsApp eu uso, mas as conversas de lá sempre chegam aqui. Por que será, gente?

Formado em Harvard na arte das fofocas chegarem até mim. Parece que sou ímã para embuste.

Leia também:
Autism…

Análise dos conteúdos produzidos e palestras - 3º Dia do '72 Horas de Jornalismo'

Capa da edição extra do 'Em Foco'
O terceiro dia do '72 Horas de Jornalismo: Observar, fazer, pensar' começou animado hoje no Laboratório de Comunicação da Universidade Católica Dom Bosco (UCDB), de Campo Grande (MS), com a distribuição do jornal 'Em Foco', Edição Extra, '72 Horas de Jornalismo' e com a visita de jornalistas das emissores de televisão visitadas.

A edição extra do Em Foco contou com matérias dos acadêmicos de jornalismo da instituição que visitaram os jornais impressos campo-grandenses Correio do Estado e O Estado Mato Grosso do Sul e acompanharam a rotina dos profissionais. O jornal foi produzido em menos de 24 horas pelos acadêmicos e contém 18 matérias, 3 crônicas e fotografias. As pautas foram escolhidas em reunião de pauta orientada pela professora Cristina Ramos, que contou com a colaboração para a diagramação, coleta de fotografias e finalização do jornal dos professores Jacir Zanatta, Maria Helena, Inara Silva, Ulisflávio Evangelista, Carlos Alberto Silva e pelo coordenador do curso de Jornalismo da UCDB Oswaldo Ribeiro. Capa e anúncios do jornal foram produzidos pela agência do curso de Publicidade Propaganda da UCDB 'Mais Comunicação'.

Os acadêmicos que participaram da visita às emissores televisivas da capital sul-matogrossense produziram um programa com os vídeos e fotos registrados pelos estudantes na TV Guanandi, TV Campo Grande, TV MS Record e TV Morena. Um representante de cada emissora assistiu o vídeo e comentou o trabalho feito pelos alunos (filmagem, narração, apresentação, edição e produção). No vídeo é possível observar o que os alunos acompanharam no primeiro dia do '72 Horas de Jornalismo': reportagens externas, transmissão do telejornal ao vivo, redação, produção, edição, gravação do off, reunião de pauta e experiências do jornalistas. No programa também foram mostradas algumas propagandas criadas pelos estudantes de Publicidade e Propaganda da UCDB.

Palestras e visitas

A partir das 13h30 o evento retorna com a visita de alguns profissionais dos veículos visitados, rádios, Rádio MS 104, Rádio Blink 102, Rádio Cidade 97 e jornais online, Campo Grande News e Midiamax News, que avaliaram os conteúdos produzidos pelos alunos para os meios de comunicação online e radiofônico.

Após as visitas, neste período também acontecerão as palestras abertas ao público das docentes da UCDB, Maria Helena sobre linguagem cinematográfica e Cristina Ramos sobre gêneros jornalísticos.

Comentários

Mais lidas da semana