Pular para o conteúdo principal

Destaques

Sobre rabiscos e telas brancas

A tela branca pode ser um convite à explosão criativa ou uma tortura ao artista que sente seu espírito definhando diante da pesada realidade. Em tempos de crise e ódio, a arte fica esquecida e é vista como desimportante; ironicamente, é quando mais precisamos dela, de algo que nos faça sentir vivo e toque as partes atordoadas.


O som dos dedos se movendo pelo teclado era como fantasmas de uma vida distante. É incrível perceber quantas vezes nós deixamos algumas partes nossas morrerem ao longo de nossas existências; as máscaras, antes tão confortáveis, agora incomodam e não nos servem mais. Leva tempo até ficarmos satisfeitos e ajustados à nova realidade. Viver é admitir que sabemos pouco sobre nós mesmos e há sempre algo novo que pode nos transformar, seja para o bem ou para o mal.

O artista encara a tinta respingando pela tela. Para o espectador sem intimidade, nada faz sentido, a desconexão de ideias é tormentosa; para ele, o lembrete de que sua arte nunca o abandonaria. Como poderia…

Análise dos conteúdos produzidos e palestras - 3º Dia do '72 Horas de Jornalismo'

Capa da edição extra do 'Em Foco'
O terceiro dia do '72 Horas de Jornalismo: Observar, fazer, pensar' começou animado hoje no Laboratório de Comunicação da Universidade Católica Dom Bosco (UCDB), de Campo Grande (MS), com a distribuição do jornal 'Em Foco', Edição Extra, '72 Horas de Jornalismo' e com a visita de jornalistas das emissores de televisão visitadas.

A edição extra do Em Foco contou com matérias dos acadêmicos de jornalismo da instituição que visitaram os jornais impressos campo-grandenses Correio do Estado e O Estado Mato Grosso do Sul e acompanharam a rotina dos profissionais. O jornal foi produzido em menos de 24 horas pelos acadêmicos e contém 18 matérias, 3 crônicas e fotografias. As pautas foram escolhidas em reunião de pauta orientada pela professora Cristina Ramos, que contou com a colaboração para a diagramação, coleta de fotografias e finalização do jornal dos professores Jacir Zanatta, Maria Helena, Inara Silva, Ulisflávio Evangelista, Carlos Alberto Silva e pelo coordenador do curso de Jornalismo da UCDB Oswaldo Ribeiro. Capa e anúncios do jornal foram produzidos pela agência do curso de Publicidade Propaganda da UCDB 'Mais Comunicação'.

Os acadêmicos que participaram da visita às emissores televisivas da capital sul-matogrossense produziram um programa com os vídeos e fotos registrados pelos estudantes na TV Guanandi, TV Campo Grande, TV MS Record e TV Morena. Um representante de cada emissora assistiu o vídeo e comentou o trabalho feito pelos alunos (filmagem, narração, apresentação, edição e produção). No vídeo é possível observar o que os alunos acompanharam no primeiro dia do '72 Horas de Jornalismo': reportagens externas, transmissão do telejornal ao vivo, redação, produção, edição, gravação do off, reunião de pauta e experiências do jornalistas. No programa também foram mostradas algumas propagandas criadas pelos estudantes de Publicidade e Propaganda da UCDB.

Palestras e visitas

A partir das 13h30 o evento retorna com a visita de alguns profissionais dos veículos visitados, rádios, Rádio MS 104, Rádio Blink 102, Rádio Cidade 97 e jornais online, Campo Grande News e Midiamax News, que avaliaram os conteúdos produzidos pelos alunos para os meios de comunicação online e radiofônico.

Após as visitas, neste período também acontecerão as palestras abertas ao público das docentes da UCDB, Maria Helena sobre linguagem cinematográfica e Cristina Ramos sobre gêneros jornalísticos.

Comentários

Mais lidas da semana