Pular para o conteúdo principal

Destaques

Espectro Autista: Reflexão sobre conscientização do autismo

Vez ou outra eu recebo mensagens de pessoas pedindo ajuda sobre como trazer mais conscientização em lugares nos quais pouco se sabe sobre autismo. Nem toda cidade tem especialista em autismo, isso é um fato que todo mundo que já precisou de um, sabe como é. Minha dica é: compre/arrecade livros ATUALIZADOS sobre o assunto e/ou livros de ficção (com personagens autistas) e/ou livros escritos por autistas. Recomendo firmemente a literatura, já que a leitura trabalha a empatia e fica mais fácil dos neurotípicos entenderem como é estar 'na nossa pele', mesmo que por alguns minutos.


Não vai dar livro desatualizado, que é um desserviço. Já tem muita desinformação no Brasil. Eu poderia fazer uma lista sobre todos absurdos que leio, mas não vou.

Enfim, não dá para fugir da leitura. Infelizmente, muitos conteúdos brasileiros estão defasados, outros logo vão estar por causa das alterações do CID11 do Espectro Autista [só entra em vigor em 2022]. Tem muita coisa boa produzida pela comunid…

A prática da TV na Guanandi

Estudantes acompanham reportagem externa da TV Guanandi
Foto: Thaiany Regina
* Texto escrito por mim, Ben-Hur Oliveira, publicado no jornal impresso laboratorial da UCDB 'Em Foco', edição extra '72 Horas de Jornalismo'

Acadêmicos de jornalismo da Universidade Católica Dom Bosco (UCDB) visitaram a TV Guanandi nesta quarta-feira, 01 de junho. A visita fez parte do evento 72 Horas de Jornalismo, organizado pelo coordenador do Curso de Jornalismo da Universidade Católica Dom Bosco Oswaldo Ribeiro, em que os estudantes de jornalismo acompanharam a rotina dos profissionais de 11 veículos de comunicação de Campo Grande, Mato Grosso do Sul.

Visitar uma emissora de televisão é o desejo de alguns estudantes que cursam jornalismo, seja para aprender mais na prática sobre o conteúdo de sala de aula, como para matar a curiosidade de como é a rotina de um jornalista televisivo. Abaixo você confere os relatos de três estudantes de jornalismo que visitaram a TV Guanandi, afiliada da TV Bandeirantes, e aprenderam mais sobre o jornalismo televisivo.

Estudante de jornalismo e estagiário da TV Guanandi, Renan Gonzaga, 22 anos, monitorou no período matutino os acadêmicos de jornalismo da Católica. “Lá na TV nós mostramos todo o processo de produção do telejornal Guanandi Notícias, desde a escolha da pauta, passando pela reportagem externa, até o processo final”, conta. O acadêmico que está cursando o sétimo semestre da graduação acredita que a visita foi importante para os calouros conhecerem a rotina de um jornalista televisivo. Os jovens puderam saber de perto o que eles vão exercer no futuro, quando estiverem formados, além de ter uma noção de qual área do jornalismo seguir. “Este tipo de contato é bom para quem é acadêmico, é enriquecedor”, argumenta.

Cursando o primeiro semestre de Comunicação Social com habilitação em Jornalismo da UCDB, Viviane Almeida, de 19 anos, teve a oportunidade de acompanhar uma reportagem externa com a equipe de reportagem do telejornal. A jovem chegou às 8 horas na TV Guanandi. “Nós tínhamos uma pauta para fazer uma matéria sobre o leite, porque era Dia Mundial do Leite. Fomos para fazer uma matéria e acabamos fazendo duas”, diz. A estudante contou que a outra matéria improvisada, por conta de uma repórter que não pôde ir gravar, foi gravada na Câmara Municipal de Campo Grande, sobre os estádios, com o Presidente da Câmara Municipal e com o Secretário de Obras do Município. “Foi bem legal, pois além do Laboratório de Comunicação da Universidade Católica Dom Bosco (Labcom), onde aprendemos e realizamos atividades, nós conhecemos outros estúdios e formas de trabalhar”.

Thaiany Regina ficou responsável por monitorar o período vespertino. A acadêmica chegou às 14 horas na TV Guanandi. “Como monitora, eu acompanhei uma reportagem externa sobre antenas ilegais em espaço público”, narra. A acadêmica do quinto semestre de jornalismo achou interessante porque conheceu a redação, a ilha de edição, acompanhou a organização do estúdio, os bastidores do programa e a transmissão de um telejornal ao vivo. Um outro ponto interessante na visita relatado pela jovem foi o contato com os profissionais com quem conversou, recebeu dicas e ouviu histórias e experiências da carreira jornalística.

Comentários

Mais lidas da semana