Pular para o conteúdo principal

Destaques

Coronavírus e Saúde Pública: O momento não pede negação nem omissão | Ben Oliveira

Me tirar do sério não é fácil. Tenho mais de 8 anos de prática de yoga e uma paciência quase infinita. Mas quando se trata do que tem acontecido nos últimos tempos, impossível seria me silenciar.


Para começar: muitas pessoas religiosas e espiritualizadas acham erradamente que cultivar a não-violência é se silenciar diante do caos que esse DesPresidente tem causado. Não poderiam estar mais errados, afinal, ser omisso à violência é uma forma de aumentá-la.

O momento não pede negação nem omissão. Os brasileiros elegeram um homem sem empatia, que sempre se demonstrou ser frio, manipulador e ignorante.

Sim, ele é um reflexo de muitos que não tiveram acesso à educação ou desprezam a intelectualidade, mas é também alguém que não está colocando só a própria vida em perigo, mas de milhares de brasileiros ao ignorar as recomendações de saúde, protocolos de pesquisas com medicamentos e conhecimentos BÁSICOS de saúde: qualquer pessoa que tenha um conhecimento raso de biologia, química e estatísti…

Ciberjornalismo & Qualidade

Abertura do 3º Seminário de Ciberjornalismo
Aconteceu nesta terça-feira, 16 de agosto, às 19h, no auditório do CCHS da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), de Campo Grande (MS), a abertura do 3º Seminário de Ciberjornalismo. O evento organizado pelo Grupo de Pesquisa em Ciberjornalismo da UFMS, com o tema: "O jornalismo em tempos de redes sociais", teve como palestrante o professor e Doutor Angel Rodriguez Bravo, da Universitat Autònoma de Barcelona (UAB), que falou sobre Ciberjornalismo e Qualidade.

Bravo explicou que o ciberjornalismo é um fenômeno comunicativo bem recente e para entender melhor do assunto propôs algumas reflexões, por exemplo, "como é ou como deve ser um jornalismo de qualidade?". O palestra contou que existem diversos termos ambíguos relacionados ao ciberjornalismo e que todos estão vinculados à idéia de transmissão de informação em rede.

A hipertextualidade, multimídia, interatividade e frequência de atualização são alguns fatores citados pelo palestrante, de acordo com Xosé Lopez, para definir o grau de dinamismo das mídias digitais. Bravo ainda ressaltou que com os celulares existe mais uma ferramenta para receber e produzir informações a qualquer momento.

O palestrante lembrou que o ciberjornalismo trouxe novas situações, como a mistura de conteúdos produzidos profissionalmente com os produzidos de forma amadora; A falta de segurança em relação aos conteúdos serem de qualidade ou não; A enorme redução da divisão de trabalho e consequente desaparecimento das funções profissionais convencionais (o jornalista é polivalente, se antigamente existia um profissional para cada função, como filmar, fotografar etc., atualmente o jornalista tem que saber fazer tudo).

Sobre a qualidade do jornalismo digital, Bravo argumentou que existem diversas formas de avaliá-la, seja por meio das características da organização e do produto, pelo serviço público oferecido, interesses estratégicos, quanto pelos elementos de um bom jornalismo: precisão, equilíbrio, juízo crítico, demonstrabilidade ou objetividade, ética e equidade.

Comentários