Pular para o conteúdo principal

Destaques

Sobre rabiscos e telas brancas

A tela branca pode ser um convite à explosão criativa ou uma tortura ao artista que sente seu espírito definhando diante da pesada realidade. Em tempos de crise e ódio, a arte fica esquecida e é vista como desimportante; ironicamente, é quando mais precisamos dela, de algo que nos faça sentir vivo e toque as partes atordoadas.


O som dos dedos se movendo pelo teclado era como fantasmas de uma vida distante. É incrível perceber quantas vezes nós deixamos algumas partes nossas morrerem ao longo de nossas existências; as máscaras, antes tão confortáveis, agora incomodam e não nos servem mais. Leva tempo até ficarmos satisfeitos e ajustados à nova realidade. Viver é admitir que sabemos pouco sobre nós mesmos e há sempre algo novo que pode nos transformar, seja para o bem ou para o mal.

O artista encara a tinta respingando pela tela. Para o espectador sem intimidade, nada faz sentido, a desconexão de ideias é tormentosa; para ele, o lembrete de que sua arte nunca o abandonaria. Como poderia…

Ragap - Rede Social Para Gays

Recentemente tomei conhecimento sobre o Ragap, uma rede social para homens gays. O termo mais correto para descrever a ferramenta social seria mídia social. O Ragap é bem semelhante ao Twitter, um microblog para homens gays do mundo, principalmente gays da América Latina.

No Ragap é possível saber o que está acontecendo ao redor do mundo gay, conhecer homens e compartilhar coisas do seu interesse. Uma das vantagens da ferramenta, segundo o criador do Ragap, é poder conversar com pessoas que entendem do que você está falando.

Ragap - 'Twitter' para gays. Crédito: Reprodução.
A jornalista Maca Lara-Dillon publicou um texto no site Pulso Social comentando que apesar de existir uma ampla oferta de sites deste segmento, o Ragap diferencia-se por não se tratar de uma rede de encontro, mas um ambiente para a troca livre de informações entre os usuários.

Assim como no Twitter, no Ragap os usuários podem observar os temas que estão bombando através das hashtags, além da possibilidade de mencionar outros usuários nas publicações.

O Ragap foi fundado por Mauricio Poos e serve como um complemento às outras redes sociais. A ferramenta é também uma alternativa para as marcas interessadas em chegar a este segmento do mercado, o público gay.

Lançada na Argentina e no México, o microblog ainda não está fazendo sucesso. Resta aguardar para ver se vai ser tão bom quanto. Alguns usuários já estão criticando dizendo que o Ragap é muito parecido com o Twitter, e que preferem o microblog do pássaro azul.

Comentários

  1. Conheçam a rede social exclusiva LGBT www.mygplace.com , a intenção dessa rede é ser uma alternativa ao facebook e apenas convidados poderão se cadastrar. Ela ainda está em fase de implementação e precisa de pessoas interessadas para crescer. Ela é grátis e sempre será. Mandem email para cadastro@mygplace.com para receberem um convite. Participem, essa idéia precisa de todos para dar certo.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário. Volte sempre!

Mais lidas da semana