Pular para o conteúdo principal

Destaques

Dia de Conscientização do Autismo: Data batida por causa do Coronavírus

Hoje foi dia de conscientização do autismo. Com tantas preocupações sobre o Coronavírus, a data acabou passando batida. Mas para quem apoia a causa, além de usar o mês inteiro para abordar o assunto, a vida se torna uma constante aula de aceitação.



Sempre disse que nunca vestiria os símbolos que não concordo, por motivos internacionais, mas como disse minha psicóloga uma vez, não posso ficar comparando a realidade de outro país com a nossa (embora seja quase impossível pra mim).

Embora muitos autistas não gostem do quebra-cabeça e do laço (me incluo entre eles), prefiro o símbolo do infinito da Neurodiversidade, cheguei a conclusão que é só um estresse a mais e não adianta explicar para as pessoas.

Tal qual a palavra autista foi ressignificada, talvez seja melhor ressignificar do que ficar dando murro na ponta da faca (acertei a expressão?).

Enfim, só para não passar batido, foto com a camiseta que minha mãe pegou para mim em um evento de autismo em Campo Grande (MS).

Quando ganhei, p…

Ragap - Rede Social Para Gays

Recentemente tomei conhecimento sobre o Ragap, uma rede social para homens gays. O termo mais correto para descrever a ferramenta social seria mídia social. O Ragap é bem semelhante ao Twitter, um microblog para homens gays do mundo, principalmente gays da América Latina.

No Ragap é possível saber o que está acontecendo ao redor do mundo gay, conhecer homens e compartilhar coisas do seu interesse. Uma das vantagens da ferramenta, segundo o criador do Ragap, é poder conversar com pessoas que entendem do que você está falando.

Ragap - 'Twitter' para gays. Crédito: Reprodução.
A jornalista Maca Lara-Dillon publicou um texto no site Pulso Social comentando que apesar de existir uma ampla oferta de sites deste segmento, o Ragap diferencia-se por não se tratar de uma rede de encontro, mas um ambiente para a troca livre de informações entre os usuários.

Assim como no Twitter, no Ragap os usuários podem observar os temas que estão bombando através das hashtags, além da possibilidade de mencionar outros usuários nas publicações.

O Ragap foi fundado por Mauricio Poos e serve como um complemento às outras redes sociais. A ferramenta é também uma alternativa para as marcas interessadas em chegar a este segmento do mercado, o público gay.

Lançada na Argentina e no México, o microblog ainda não está fazendo sucesso. Resta aguardar para ver se vai ser tão bom quanto. Alguns usuários já estão criticando dizendo que o Ragap é muito parecido com o Twitter, e que preferem o microblog do pássaro azul.

Comentários

  1. Conheçam a rede social exclusiva LGBT www.mygplace.com , a intenção dessa rede é ser uma alternativa ao facebook e apenas convidados poderão se cadastrar. Ela ainda está em fase de implementação e precisa de pessoas interessadas para crescer. Ela é grátis e sempre será. Mandem email para cadastro@mygplace.com para receberem um convite. Participem, essa idéia precisa de todos para dar certo.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário. Volte sempre!