Pular para o conteúdo principal

Destaques

Passarinha: Livro sobre garota autista e seu pai lidando com o luto

Uma garota pré-adolescente no espectro autista (Síndrome de Asperger) chamada Caitlin perde o irmão em um tiroteio na escola e, além da dificuldade de entender e ser entendida pelos outros no colégio, ela tenta ajudar o pai a superar a morte de Devon. Assim é a trama do livro Passarinha (Mockingbird), da escritoraKathryn Erskine, publicado no Brasil pela Editora Valentina, em 2013.

Compre o livro Passarinha (Kathryn Erskine): https://amzn.to/2RV5PSt

Acredito muito no poder da literatura de entreter, informar e conscientizar sobre temas que nem sempre são abordados de forma suficiente na mídia ou que não são tão humanizados – a ficção ajuda com a empatia. Livros como Passarinha, A Diferença Invisível e Em Algum Lugar nas Estrelas deveriam ser trabalhados em salas de aula, levando em conta questões que vão além da literatura e ajudam na reflexão sobre inclusão social, amizade e relacionamentos de pessoas no espectro autista.

Narrado em primeira pessoa pela Caitlin, o livro Passarinha to…

Ragap - Rede Social Para Gays

Recentemente tomei conhecimento sobre o Ragap, uma rede social para homens gays. O termo mais correto para descrever a ferramenta social seria mídia social. O Ragap é bem semelhante ao Twitter, um microblog para homens gays do mundo, principalmente gays da América Latina.

No Ragap é possível saber o que está acontecendo ao redor do mundo gay, conhecer homens e compartilhar coisas do seu interesse. Uma das vantagens da ferramenta, segundo o criador do Ragap, é poder conversar com pessoas que entendem do que você está falando.

Ragap - 'Twitter' para gays. Crédito: Reprodução.
A jornalista Maca Lara-Dillon publicou um texto no site Pulso Social comentando que apesar de existir uma ampla oferta de sites deste segmento, o Ragap diferencia-se por não se tratar de uma rede de encontro, mas um ambiente para a troca livre de informações entre os usuários.

Assim como no Twitter, no Ragap os usuários podem observar os temas que estão bombando através das hashtags, além da possibilidade de mencionar outros usuários nas publicações.

O Ragap foi fundado por Mauricio Poos e serve como um complemento às outras redes sociais. A ferramenta é também uma alternativa para as marcas interessadas em chegar a este segmento do mercado, o público gay.

Lançada na Argentina e no México, o microblog ainda não está fazendo sucesso. Resta aguardar para ver se vai ser tão bom quanto. Alguns usuários já estão criticando dizendo que o Ragap é muito parecido com o Twitter, e que preferem o microblog do pássaro azul.

Comentários

  1. Conheçam a rede social exclusiva LGBT www.mygplace.com , a intenção dessa rede é ser uma alternativa ao facebook e apenas convidados poderão se cadastrar. Ela ainda está em fase de implementação e precisa de pessoas interessadas para crescer. Ela é grátis e sempre será. Mandem email para cadastro@mygplace.com para receberem um convite. Participem, essa idéia precisa de todos para dar certo.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário. Volte sempre!

Mais lidas da semana