Pular para o conteúdo principal

Destaques

Little Big Women: Filme taiwanês de drama sobre adversidades inesperadas e superações

Little Big Women (Mulheres Ocultas/孤味) é um filme taiwanês de drama sobre uma família lidando com a inesperada morte do pai ausente e de como feridas do passado voltam à tona. A obra cinematográfica foi dirigida por Joseph Chen-Chieh Hs u, roteiro em co-autoria com Maya Huang e está disponível na Netflix Brasil . “A juventude é agridoce” canta Lin Shoying (Shu-Fang Chen) no karaokê dentro de um táxi, uma das personagens encantadoras desse filme. Com um passado de sacrifícios, a matriarca conseguiu proporcionar uma vida relativamente boa para suas filhas, mesmo com o ex-marido ausente. Porém, seu orgulho e ressentimento despertam seu lado crítico. Com personalidades bem diferentes, as filhas encaram junto com a mãe algumas das responsabilidades e tradições relacionadas à morte do homem. Em um país com variadas influências religiosas, ao mesmo tempo em que relembra os sofrimentos, sacrifícios e esforços que passou para se reerguer, Lin Shoying guarda uma memória afetiva do ex-mar

Cultura da Convergência

Autor do livro Cultura da Convergência, Henry Jenkins explica que a convergência é um processo que já está acontecendo e se refere às transformações tecnológicas, mercadológicas, culturais e sociais.

Segundo o autor, a convergência pode ser observada desde a produção até o consumo coletivo. Ainda de acordo com Jenkins, esta produção coletiva está transformando o funcionamento das religiões, educação, direito, política, publicidade e setor militar. Esta convergência pode ser observada nos meios de comunicação, como os celulares e computadores que conseguem converger diferentes formatos midiáticos, como texto, áudio e vídeo.

Não se sabe até onde o processo de convergência continuará acontecendo, portanto não há um ponto final. As transformações são tão instantâneas e constantes, que o que é novidade hoje, amanhã já pode estar velho.

A produção do que é consumido também é transformada, com a criação de diferentes produtos para a indústria de entretenimento, como filmes, músicas, jogos, brinquedos, quadrinhos e outros sobre uma mesma obra. São diferentes formas de contar a mesma história.

As empresas de mídia estão aprendendo com os consumidores a produzirem conteúdos que sejam interessantes. Se antes os consumidores tinham um comportamento passivo e ocupavam papéis separados, hoje eles participam de forma ativa interagindo com os produtores. Um dos exemplos são os sites de notícias, nos quais os leitores podem mandar notícias, em seções específicas para leitor-repórter, deixarem suas opiniões e até mesmo mandarem sugestões de pautas.

Em época de convergência, o conhecimento de um é insuficiente, e o conhecimento coletivo construído a partir de diferentes pedaços, idéias e conhecimentos pode formar algo maior e melhor tanto na área do entretenimento e em áreas importantes.

Referência bibliográfica

JENKINS, Henry. Cultura da Convergência. São Paulo: Aleph, 2009.

Comentários

Mais lidas da semana