Pular para o conteúdo principal

Destaques

Resenha: Candyman – Clive Barker

Um presente para os leitores de Clive Barker, assim é a edição para colecionadores de Candyman, publicada pela editora DarkSide Books, em janeiro de 2019, com tradução de Eduardo Alves e posfácio de Carlos Primati.


Encontre o livro Candyman (Clive Barker): https://amzn.to/2ZdA32y

Candyman (The Forbidden) é um conto, portanto a leitura é enxuta, mas envolvente, e transporta o leitor para o clima de lendas urbanas. Embora já não sejam mais comuns na tradição oral e tenham ganhado o ambiente virtual, histórias sobre acontecimentos assustadores e questionáveis fazem parte da existência humana.

Com uma atmosfera sombria e mais urbana, Clive Barker leva o leitor ao gueto, onde a violência e a criminalidade por si só já contrastam com a realidade de outros bairros da cidade e acabam tão banalizadas que a história faz a personagem principal, Helen, se interessar pelo caso contado por uma das moradoras.

“E as histórias que contaram para ela – seriam confissões de crimes não cometidos, relatos do …

Diablo 3 - Jogo físico é lançado no Brasil


Doze anos após o lançamento de Diablo II e dezesseis anos do primeiro jogo da franquia da Blizzard, em maio de 2012 finalmente Diablo 3 foi lançado. Com novos gráficos e aperfeiçoamento tecnológico, o jogo consegue manter a sua essência, motivo de sucesso entre os fãs da atual trilogia.

Basta passar na frente de uma loja de jogos ou de produtos de informática que é possível perceber os esforços para publicar e vender o jogo no Brasil. Disponível para compra digital desde o seu lançamento, somente no mês de junho de 2012 foi lançada a versão física do jogo. Mousepads e mouses oficiais estão entre os materiais promocionais que estão sendo vendidos, além dos cartazes dos jogos espalhados pelas lojas, mostrando a influência de Diablo.

O jogo de RPG foi anunciado em 1998 e o seu lançamento foi resultado do trabalho realizado pela equipe de desenvolvimento. Entre as novidades, uma delas não me agradou muito, a impossibilidade de jogar Diablo 3 desconectado da Internet. Durante estes quatro dias, data em que comprei o jogo, já experimentei quedas do servidores dos jogos e lags, sem mencionar quando acontece algum problema na internet.

Quanto a jogabilidade não tenho o que reclamar. Para quem achava Diablo 2 um dos melhores jogos já inventados, Diablo 3 não deixa nada a desejar. Ainda estou me adaptando as mudanças, mas algumas novidades me encantaram, como os novos vídeos mega produzidos e realistas; o enredo; a interação com os outros personagens da história; a narração sobre os monstros, personagens e  história.

Não poderia deixar de mencionar as novas magias, ítens e classes, tudo muito bem pensado e elaborado. Apesar de ter um preço salgado, posso dizer sem dúvida alguma: comprar Diablo III foi um investimento que valeu a pena.

Para mais informações, visite o site oficial de Diablo 3.

Comentários

Mais lidas da semana