Pular para o conteúdo principal

Destaques

O Mundo de Lore: Livro sobre folclore sombrio será publicado pela DarkSide

Quando assisti à primeira temporada da série Lore na Amazon Prime Video, além de descobrir mais informações sobre o criador do podcastAaron Mahnke, também soube que as histórias, lendas e folclores seriam publicados em livros. O Mundo de Lore: Criaturas Monstruosas (The World of Lore: Monstrous Creatures) será publicado pela editora DarkSide Books em edição de capa dura.


A edição traduzida do primeiro livro de O Mundo de Lore será lançada no dia 27 de fevereiro de 2019. Espero que o livro faça sucesso por aqui e a editora publique as outras duas obras do Mundo de Lore: Wicked Mortals e Dreadful Places. O livro, de 256 páginas, traz ilustrações do designer e artista freelancer, M. S. Corley.

Para quem ficou interessado, O Mundo de Lore: Criaturas Monstruosas já está em pré-venda na Amazon: https://amzn.to/2UUqKCU

Ainda não assisti à 2ª temporada de Lore, mas tenho curiosidade. É o tipo de série que traz curiosidades e entretém ao mesmo tempo. Também acho legal a participação direta do…

Reportagem e Cotidiano


No artigo "A relação entre o jornalismo e o cotidiano", escrito por Leandro Junges na época em que estudava o curso de Comunicação Social da Universidade Federal de Santa Maria e publicado pelo Capes no livro "Sociedade, Mídia e Cultura" em 1996, o autor aborda a perda de espaço e identidade da reportagem no jornalismo impresso.

Segundo o artigo, um dos motivos do meio impresso ter perdido a sua identidade se deve ao meio eletrônico e o consequente reducionismo e aspecto mecanicista, faltando um contexto para explicar a complexa realidade.

Algumas características apontadas pelo autor Leandro Junges como marcas de boa parte da imprensa ajudam a entender o que acontece atualmente no cotidiano do jornalismo impresso, como a atualidade, seu caráter efêmero e falta de contextualização da história; a periodicidade, rotina e falta de tempo para a criatividade; a variedade e fragmentação; a interpretação.

Leandro Junges afirma no artigo a importância do relato do cotidiano para o entendimento das transformações sociais. Ainda de acordo com o autor, uma das formas se se relatar por meio do jornalismo se dá através da reportagem interpretativa. Mesmo com a perda de identidade, o gênero contribui com uma leitura complexa da realidade social. "A reportagem é o gênero capaz de observar os pequenos movimentos sociais e, através da contextualização, revelar, apresentar aquela realidade humana que representa o anômimo, o silencioso, o oculto, e ao mesmo tempo, o criador", descreve Leandro Junges no artigo.

Comentários

Mais lidas da semana