Pular para o conteúdo principal

Destaques

Assista Gatos recriando filmes clássicos de terror

Clássicos do cinema de terror serviram de inspiração para um vídeo de conscientização de adoção de gatos publicado pelo Mashable . Embora tenha sido lançado no Halloween de 2015, a mensagem permanece importante levando em conta a quantidade de gatos abandonados pelo mundo. “O verdadeiro horror é que muitos gatos precisam de um lar. Para ajudar, e você está procurando se tornar voluntário, doar ou adotar, visite um abrigo de animais perto de você” – Mashable Assista ao vídeo Gatinhos Adoráveis Recriam Filmes Clássicos de Terror (Adorable Kittens Recreate Classic Horror Films): Para quem ficou curioso e não sabia, dos quatro filmes, três foram adaptações para o cinema de livros e o outro tem uma obra com curiosidades sobre os seus bastidores: O Iluminado, O Massacre da Serra Elétrica, Psicose e Carrie. Fundada em 1866, a ASPCA tem como missão a prevenção da crueldade contra animais nos Estados Unidos. Livros relacionados aos filmes que serviram de inspiração para o vídeo: O Iluminado (

Reportagem e Cotidiano


No artigo "A relação entre o jornalismo e o cotidiano", escrito por Leandro Junges na época em que estudava o curso de Comunicação Social da Universidade Federal de Santa Maria e publicado pelo Capes no livro "Sociedade, Mídia e Cultura" em 1996, o autor aborda a perda de espaço e identidade da reportagem no jornalismo impresso.

Segundo o artigo, um dos motivos do meio impresso ter perdido a sua identidade se deve ao meio eletrônico e o consequente reducionismo e aspecto mecanicista, faltando um contexto para explicar a complexa realidade.

Algumas características apontadas pelo autor Leandro Junges como marcas de boa parte da imprensa ajudam a entender o que acontece atualmente no cotidiano do jornalismo impresso, como a atualidade, seu caráter efêmero e falta de contextualização da história; a periodicidade, rotina e falta de tempo para a criatividade; a variedade e fragmentação; a interpretação.

Leandro Junges afirma no artigo a importância do relato do cotidiano para o entendimento das transformações sociais. Ainda de acordo com o autor, uma das formas se se relatar por meio do jornalismo se dá através da reportagem interpretativa. Mesmo com a perda de identidade, o gênero contribui com uma leitura complexa da realidade social. "A reportagem é o gênero capaz de observar os pequenos movimentos sociais e, através da contextualização, revelar, apresentar aquela realidade humana que representa o anômimo, o silencioso, o oculto, e ao mesmo tempo, o criador", descreve Leandro Junges no artigo.

Comentários

Mais lidas da semana