Pular para o conteúdo principal

Destaques

Resenha: Vox – Christina Dalcher

Depois do sucesso da distopia O Conto da Aia (The Handmaid’s Tale) com a adaptação em série de televisão para o Hulu (serviço de streaming), é impossível ler Vox sem pensar no romance da autora canadense Margaret Atwood. A obra de ficção da escritora Christina Dalcher foi publicada no Brasil pela Editora Arqueiro, em 2018, com tradução de Alves Calado.


Compre o livro Vox (Christina Dalcher): https://amzn.to/2SOLJql

Livros como Vox, vão além do entretenimento, e nos lembram da importância da democracia e dos perigos da mistura entre religião e política, especialmente em tempos de conservadorismo hipócrita que alimenta a intolerância e a violência. Enquanto para algumas pessoas, essas questões provocam ansiedade, há quem ache um exagero – como aconteceu com a Dra. Jean McClellan, até ela perceber que era tarde demais.

A história se passa nos Estados Unidos. O que pareceria um absurdo se tornou a realidade do país com a ascensão do Movimento Puro e a limitação de 100 palavras por dia para…

Resenha: Teoria do Conto - Nádia Batella Gotlib


Escrito pela Livre-docente em Literatura Brasileira pela Universidade de São Paulo, Nádia Battella Gotlib, e publicado originalmente em 1990, o livro "Teoria do Conto" tem como proposta explicar o gênero literário Conto que faz sucesso por conta do seu tamanho reduzido e pelo gosto por contar e ouvir estórias.

A autora comenta que ao longo dos anos existiu uma dificuldade em definir o conto, suas especificidades e suas mudanças ocorridas durante a história. Nádia Battella Gotlib cita teóricos e contistas, como Horacio Quiroga, Mário de Andrade, Maupassant, Machado de Assís, Guimarães Rosa, Edgar Allan Poe, Grimm, entre outros.

Segundo Nádia Gotlib e os autores utilizados como referência, uma das características do conto é a de narrar um acontecimento de interesse humano. Essas narrativas não precisam necessariamente serem reais, mas mesmo com ficção, derrubam as barreiras entre o que é realidade ou não.

As concepções de conto, novela e romance mudaram de acordo com a época e com a região. Um dos tipos de contos citados pela autora é o conto maravilhoso, no qual a estória de forma simples permanece depois de anos e pode ser recontada. Entre as características estão a falta de precisão histórica e a generalidade.

Já o conto literário atual, Nádia Battella Gotlib comenta que corresponderia a Novela, segundo Jolles, pois tenta levar a visão do seu criador e por ter como uma de suas marcas um acontecimento impressionante.

Ao longo do livro, a autora comenta estudos linguísticos sobre o conto maravilhoso e a narrativa em geral, regras para o desenvolvimento de narrativas, tramas e elementos. Nádia ainda comenta os pontos em comum e divergentes entre os teóricos e conclui que cada conto é um caso, por causa de suas peculiariedades e desdobramentos.

Comentários

Mais lidas da semana