Pular para o conteúdo principal

Destaques

Autísticos: Reabertura do meu perfil no Facebook

Já que fechado ou aberto, as coisas do meu perfil sempre vazam. Plot twist: Perfil no Facebook reaberto.


Muita gente não estava conseguindo compartilhar as coisas que posto no perfil e a fan page limita o alcance orgânico.

Podem se divertir fuçando. Agora, arrancar informações de mim, é um jogo que eu adoro jogar e me fazer de sonso, como muitos de vocês do mundo do autismo que manipulam de todos lados, acham que Aspergers são.

Vocês sempre esquecem de duas coisas: todo Asperger é diferente; eu tenho altas habilidades.

Dica: não me leiam literalmente. Sou escritor. Não tentem supor qualquer coisa sobre mim ou o que eu posto. Adoro brincar com as palavras e me divirto com alguns de vocês espalhando coisas minhas. Meu hiperfoco é livro e literatura. Para quem acha que tudo o que posto é indireta ou ameaça, que seja, vai sofrer de curiosidade mesmo.

Para quem faz merda e está com medo, pode ficar com medo. Nunca disse que jogava de lado algum. Vocês me colocaram no jogo, agora me engulam…

Resenha Lola e o garoto da casa ao lado – Stephanie Perkins


Texto: Ben Oliveira

Lola e o garoto da casa ao lado é o nome do livro escrito pela mesma autora de Anna e o Beijo Francês, Stephanie Perkins, publicado no Brasil pela editora Nova Conceito, em 2012. O livro conta a história de uma menina apaixonada pelo seu namorado roqueiro, Max, um bad boy, cujos pais não aprovam o relacionamento da garota, porém a vida dela vira de pernas pro ar quando os gêmeos Bell, seus antigos vizinhos retornam para a casa em que moravam.

Narrado em primeira pessoa do singular, Lola e o garoto da casa ao lado traz alguns ingredientes em seu enredo que deixam a história mais interessante, como a protagonista ser filha adotiva de um casal de pais gays e filha biológica da irmã de um dos seus pais.

Para quem gostou do primeiro livro lançado por Stephanie Perkins, em Lola e o garoto da casa ao lado, os personagens Anna e St. Clair estão de volta. Lola sente inveja do relacionamento entre os dois, mesmo quando estava namorando com Max, até descobrir que pode ter algo tão bom quanto o namoro dos amigos.

Quem nunca teve uma paixão – platônica ou não – pelo vizinho? A vida de Lola estava boa e o relacionamento com Max também, até a garota dar de cara com Cricket Bell, seu vizinho e antiga paixão.

Lola sempre foi apaixonada por Cricket e teve o seu coração quebrado, além de nutrir um sentimento de inveja e admiração por Calliope, irmã dele e patinadora profissional.

Não são só os pais de Lola que não gostam de seu namorado Max. Lindsey, Anna e St. Clair também sentem que algo está errado no relacionamento entre os dois. O leitor fica entretido com o livro e torcendo para que a protagonista fique ao lado de sua antiga paixão, o vizinho que nunca a esqueceu.

Embarque nessa leitura, onde você é atraído para uma viagem de autodescoberta, crises e paixões da adolescente Lola, e só conseguirá deixar o livro de lado quando chegar na última página. Stephanie Perkins prova com seus livros que uma boa história não precisa de um enredo complexo e que com uma linguagem simples, é possível cativar quem está lendo do começo ao fim.

Comentários

Mais lidas da semana