Pular para o conteúdo principal

Destaques

Para Toda a Eternidade: Livro explora rituais funerários diversos

Entre a naturalidade e o espanto, o tradicional e o moderno, o ocidental e o oriental, Caitlin Doughty transmite ao leitor histórias de suas visitas a espaços e profissionais envolvidos com o universo mortuário. Uma das obras pedidas por quem já tinha lido Confissões do Crematório, o novo livro foi publicado no Brasil pela editora DarkSide Books, em junho de 2019, com tradução de Regiane Winarski e ilustrações de Landis Blair.


Compre o livro Para Toda a Eternidade (Caitlin Doughty): https://amzn.to/2R2FwqN

“Eu passei a acreditar que os méritos de um costume relacionados à morte não são baseados em matemática [...] mas em emoções, numa crença na nobreza única da própria cultura da pessoa. Isso quer dizer que consideramos os rituais de morte selvagens apenas quando eles não são como os nossos” – Caitlin Doughty, Para Toda a Eternidade
Dá para ler tranquilamente Para Toda a Eternidade sem ter lido Confissões do Crematório, mas acredito que as duas leituras são complementares. Enquanto na p…

Dia Mundial da Fotografia: Já tirou sua foto?

Daguerreótipo. O nome é difícil e incomum, mas foi a partir desta invenção de Louis Daguerre em 1837 que surgiu a fotografia mundial. Esse instrumento de comunicação tão importante em nossas vidas, como não poderia deixar de ser, possui um dia especial: 19 de agosto.

Daguerreótipo, invenção que possibilitou o surgimento da fotografia.

A data já passou (19) mas o espírito não. O Dia Mundial da Fotografia é comemorado neste data porque em 19 de agosto de 1839 o governo francês declarou a invenção de Daguerre como de domínio público. Outro processo fotográfico, o calótipo, também foi inventado neste mesmo ano pelo inglês William Fox Talbot. Por isso 1839 é considerado o ano da invenção da fotografia.

Com o método criado por William Talbot tornou-se possível fazer várias cópias de uma mesma foto.

Uma data para recordar

Nada melhor para comemorar este dia do que tirar bastantes fotos! João Salamonde, fotógrafo especialista em casamentos, comenta o quanto a fotografia é prazerosa: “A fotografia é uma arte com mais de 170 anos e não perde a importância. A imagem emociona, passa para os seus descendentes como foi importante aquele momento para você”.

O fotógrafo Rogério Von Krüger, fotógrafo de eventos, analisa a história da fotografia no Brasil: “Recentemente, foi descoberto que um francês erradicado brasileiro, sem saber o que estava fazendo em 1833, fotografou através da câmara escura com uma chapa de vidro e usou papel sensibilizado para a impressão por contato. Por isso, o Brasil é considerado um dos pioneiros na fotografia mundial. Além disso, D. Pedro II era um fotógrafo apaixonado que investiu muito nesta área”.

E a câmera fotográfica que começou como artigo de luxo, atualmente é encontrada até mesmo nos celulares mais acessíveis. Stefano Aguiar, fotógrafo profissional, conta que nada mais impede o usuário de registrar o seu dia: “O primeiro passo do seu filho, a primeira vez que você fez um suflê que deu certo... tudo é motivo para fotografar, porque a fotografia é isso mesmo, tudo na vida” – conclui.

Que tal comemorar a invenção da fotografia, tirando muitas fotos?

*Júlia Ourique Medici / Assessora de Comunicação Digital 

Comentários

Mais lidas da semana