Pular para o conteúdo principal

Destaques

Autísticos: Reabertura do meu perfil no Facebook

Já que fechado ou aberto, as coisas do meu perfil sempre vazam. Plot twist: Perfil no Facebook reaberto.


Muita gente não estava conseguindo compartilhar as coisas que posto no perfil e a fan page limita o alcance orgânico.

Podem se divertir fuçando. Agora, arrancar informações de mim, é um jogo que eu adoro jogar e me fazer de sonso, como muitos de vocês do mundo do autismo que manipulam de todos lados, acham que Aspergers são.

Vocês sempre esquecem de duas coisas: todo Asperger é diferente; eu tenho altas habilidades.

Dica: não me leiam literalmente. Sou escritor. Não tentem supor qualquer coisa sobre mim ou o que eu posto. Adoro brincar com as palavras e me divirto com alguns de vocês espalhando coisas minhas. Meu hiperfoco é livro e literatura. Para quem acha que tudo o que posto é indireta ou ameaça, que seja, vai sofrer de curiosidade mesmo.

Para quem faz merda e está com medo, pode ficar com medo. Nunca disse que jogava de lado algum. Vocês me colocaram no jogo, agora me engulam…

Sociologia e Escrita: Dicas para Estudantes de Pós-Graduação

Um bom sociólogo é um bom escritor: Dicas, princípios, observações e conselhos não convencionais para os estudantes de pós-graduação, trabalho desenvolvido por Harry G. Levine, do Departamento de Sociologia, da Queens College e Centro de Pós-Graduação da Universidade de Nova York, traduzido para o português por Pedro Jorge Chaves Mourão.

O texto fala sobre a experiência de Harry Levine com a sociologia e a relação da área de estudo e pesquisa com a escrita. Durante um seminário para estudantes de doutorado no centro de pós-graduação da University of New York, Harry deixou algumas dicas para os estudantes.

No artigo, Harry Levine explica que para se tornar um bom escritor para um sociólogo é algo inteligente, já que a profissão utiliza a escrita como ferramenta. Segundo o autor, o sociólogo que escreve bem consegue se diferenciar dos outros profissionais da área e publicar o seus pensamentos em forma de livro.

Entre as dicas deixadas estão: escreva com clareza, escreva na voz ativa, organize bem o seu texto, dê o seu trabalho para várias pessoas lerem, a boa escrita vem da reescrita, edite o trabalho de outras pessoas, pesquise dados, encontre um modelo de formato de pesquisa e leia periodicamente.

Apesar do texto ser voltado para estudantes e profissionais de sociologia, o conhecimento compartilhado por Harry pode ser aproveitado para escritores de ficção e não ficção, jornalistas e estudantes e profissionais de outras áreas, como Filosofia, Jornalismo e Letras.

O trabalho na íntegra está disponível na página Ciência Social Ceará e foi traduzido pelo Professor de Ciências Sociais, Pedro Mourão.

Confira: Um bom sociólogo é um bom escritor

Comentários

Mais lidas da semana