Pular para o conteúdo principal

Destaques

Revolutionary Love: Série coreana de drama explora o abismo que divide as classes sociais

Embora muitos dramas coreanos pequem na representatividade de diversidade racial e deem pouquíssimo espaço para estrangeiros e imigrantes, a série Revolutionary Love (2017) da tvN e no Brasil disponível temporariamente pela Netflix , acaba indo além dos elementos de comédia e romance, mostrando o drama das diferenças de classes sociais , os preconceitos e a possibilidade de imersão nesse mundo desconhecido pelo filho do dono de um dos maiores conglomerados de empresas da Coreia do Sul . A ingenuidade e a ignorância da realidade das classes trabalhadoras tornam o protagonista um tanto embaraçoso, lembrando de forma vaga a jornada de Buda quando conheceu a realidade fora do palácio e foi confrontado com a fome, a doença, a pobreza e a morte. Longe de ser uma série com alguma alegoria espiritual, mas do ponto de vista do comportamento é interessante acompanhar como Byun Hyuk (Choi Si-won) se torna mais empático e humanizado quando seu caminho cruza com o de Baek Joon (Kang So-ra) . E

Podcast Literário sobre Escrita Criativa

Ontem escutei a edição número 23 do LiterárioCast. Foi o primeiro podcast literário brasileiro que eu ouvi e com certeza não será o último. Para quem ficou curioso, o programa abordou a escrita criativa. O programa tem duração de aproximadamente 48 minutos.

Escrita Criativa Livros

Rafael Franças, Larissa Siriani, Mateus Lins e a escritora convidada, Carolina Estrella conversaram sobre escrita criativa, métodos na escrita, ambientação da narrativa, criação de personagens e as pontas soltas.

Entre os livros abordados no podcast estão os escritos pelos autores participantes: O Reino de Mira (Mateus Lins), As Bruxas de Oxford (Larissa Siriani) e Garota Apaixonada em Apuros, Garota Apaixonada em Férias e Garota Pop.com (Carolina Estrella).

O legal do podcast de literatura foi ouvir a opinião de cada um dos participantes, visto que a escrita de ficção permite diversas maneiras de se escrever um romance ou conto. Há os escritores que preferem planejar tudo antes para manter o foco, como há quem deixe acontecer.

Ainda no podcast, Larissa Siriani contou como foi ambientar o seu romance em Oxford e falou sobre o preconceito de alguns leitores com escritores brasileiros que escrevem narrativas que se passam em outros países.

Carolina Estrella compartilhou como é o seu processo de criação de seus romances, em que, geralmente, a protagonista está envolvida com dois garotos. Mateus Lins falou sobre a necessidade de se prestar atenção nos personagens criados, para não descrevê-lo de um jeito no começo e depois mudar suas características ao longo do livro por descuido.

O final do LiterárioCast #23 traz um debate bem legal sobre as pontas soltas: quando usar ou não e se foi proposital ou incompetência do autor.

Costumo ouvir um podcast em inglês sobre escrita e voltado para escritores, aliás o qual já recomendei aqui no blog também, na qual a apresentadora entrevista autores de vários países, em cada programa abordando um gênero ou tópico relacionado à escrita. O que eu mais gostei no LiterárioCast foi essa aproximação com a realidade do leitor brasileiro e literatura nacional. Já favoritei o site aqui e pretendo ouvir outros programas.

PS: Para quem ainda não leu a trilogia completa de Jogos Vorazes, rola um spoiler em uma parte do programa.

Ficou curioso? Você pode fazer o download do podcast literário ou escutá-lo no link a seguir: http://literariocast.com/literariocast-23-escrita-criativa/.

Comentários

Mais lidas da semana