Pular para o conteúdo principal

Destaques

Para Toda a Eternidade: Livro explora rituais funerários diversos

Entre a naturalidade e o espanto, o tradicional e o moderno, o ocidental e o oriental, Caitlin Doughty transmite ao leitor histórias de suas visitas a espaços e profissionais envolvidos com o universo mortuário. Uma das obras pedidas por quem já tinha lido Confissões do Crematório, o novo livro foi publicado no Brasil pela editora DarkSide Books, em junho de 2019, com tradução de Regiane Winarski e ilustrações de Landis Blair.


Compre o livro Para Toda a Eternidade (Caitlin Doughty): https://amzn.to/2R2FwqN

“Eu passei a acreditar que os méritos de um costume relacionados à morte não são baseados em matemática [...] mas em emoções, numa crença na nobreza única da própria cultura da pessoa. Isso quer dizer que consideramos os rituais de morte selvagens apenas quando eles não são como os nossos” – Caitlin Doughty, Para Toda a Eternidade
Dá para ler tranquilamente Para Toda a Eternidade sem ter lido Confissões do Crematório, mas acredito que as duas leituras são complementares. Enquanto na p…

Podcast Literário sobre Escrita Criativa

Ontem escutei a edição número 23 do LiterárioCast. Foi o primeiro podcast literário brasileiro que eu ouvi e com certeza não será o último. Para quem ficou curioso, o programa abordou a escrita criativa. O programa tem duração de aproximadamente 48 minutos.

Escrita Criativa Livros

Rafael Franças, Larissa Siriani, Mateus Lins e a escritora convidada, Carolina Estrella conversaram sobre escrita criativa, métodos na escrita, ambientação da narrativa, criação de personagens e as pontas soltas.

Entre os livros abordados no podcast estão os escritos pelos autores participantes: O Reino de Mira (Mateus Lins), As Bruxas de Oxford (Larissa Siriani) e Garota Apaixonada em Apuros, Garota Apaixonada em Férias e Garota Pop.com (Carolina Estrella).

O legal do podcast de literatura foi ouvir a opinião de cada um dos participantes, visto que a escrita de ficção permite diversas maneiras de se escrever um romance ou conto. Há os escritores que preferem planejar tudo antes para manter o foco, como há quem deixe acontecer.

Ainda no podcast, Larissa Siriani contou como foi ambientar o seu romance em Oxford e falou sobre o preconceito de alguns leitores com escritores brasileiros que escrevem narrativas que se passam em outros países.

Carolina Estrella compartilhou como é o seu processo de criação de seus romances, em que, geralmente, a protagonista está envolvida com dois garotos. Mateus Lins falou sobre a necessidade de se prestar atenção nos personagens criados, para não descrevê-lo de um jeito no começo e depois mudar suas características ao longo do livro por descuido.

O final do LiterárioCast #23 traz um debate bem legal sobre as pontas soltas: quando usar ou não e se foi proposital ou incompetência do autor.

Costumo ouvir um podcast em inglês sobre escrita e voltado para escritores, aliás o qual já recomendei aqui no blog também, na qual a apresentadora entrevista autores de vários países, em cada programa abordando um gênero ou tópico relacionado à escrita. O que eu mais gostei no LiterárioCast foi essa aproximação com a realidade do leitor brasileiro e literatura nacional. Já favoritei o site aqui e pretendo ouvir outros programas.

PS: Para quem ainda não leu a trilogia completa de Jogos Vorazes, rola um spoiler em uma parte do programa.

Ficou curioso? Você pode fazer o download do podcast literário ou escutá-lo no link a seguir: http://literariocast.com/literariocast-23-escrita-criativa/.

Comentários

Mais lidas da semana