Pular para o conteúdo principal

Destaques

Dia de Conscientização do Autismo: Data batida por causa do Coronavírus

Hoje foi dia de conscientização do autismo. Com tantas preocupações sobre o Coronavírus, a data acabou passando batida. Mas para quem apoia a causa, além de usar o mês inteiro para abordar o assunto, a vida se torna uma constante aula de aceitação.



Sempre disse que nunca vestiria os símbolos que não concordo, por motivos internacionais, mas como disse minha psicóloga uma vez, não posso ficar comparando a realidade de outro país com a nossa (embora seja quase impossível pra mim).

Embora muitos autistas não gostem do quebra-cabeça e do laço (me incluo entre eles), prefiro o símbolo do infinito da Neurodiversidade, cheguei a conclusão que é só um estresse a mais e não adianta explicar para as pessoas.

Tal qual a palavra autista foi ressignificada, talvez seja melhor ressignificar do que ficar dando murro na ponta da faca (acertei a expressão?).

Enfim, só para não passar batido, foto com a camiseta que minha mãe pegou para mim em um evento de autismo em Campo Grande (MS).

Quando ganhei, p…

Próxima Leitura: Bem-Te-Vi – Marli Porto


Chegou hoje o meu exemplar de Bem-Te-Vi, livro da escritora Marli Porto, publicado pela Editora Orgástica (parceira do Blog do Ben Oliveira). Devo ler a obra neste fim de semana e no início da outra semana, publico uma resenha com minhas impressões.

Para quem ainda não tinha ouvido / lido falar sobre Bem-Te-Vi, o livro será lançado nesta noite, em São Paulo. A autora narra a história de um menino que se apaixonou por outro. Enquanto não tem resenha do livro, olha que bacana essa dedicatória da Marli Porto:

"Dedico este livro a você, que sabe que, independentemente da orientação sexual, somos todos humanos"
O livro tem 88 páginas de história, além de recomendações de leituras de obras com temática LGBT.

Só para instigar o leitor, fica um trecho de Bem-Te-Vi que vem no marcador de páginas do livro:

"Daniel sorriu ao vê-lo. Dessa vez, o pássaro ficou por muito tempo parado. Livre, com suas asas que podiam levá-lo para onde quisesse ir".

Bem-Te-Vi está disponível no site da Editora Orgástica! Fica aqui o meu agradecimento aos escritores Fabrício Viana (editor da Orgástica) e Marli Porto (autora de Bem-Te-Vi) pelo exemplar cortesia, fruto da parceria com o blog.

Comentários