Pular para o conteúdo principal

Destaques

Para Toda a Eternidade: Livro explora rituais funerários diversos

Entre a naturalidade e o espanto, o tradicional e o moderno, o ocidental e o oriental, Caitlin Doughty transmite ao leitor histórias de suas visitas a espaços e profissionais envolvidos com o universo mortuário. Uma das obras pedidas por quem já tinha lido Confissões do Crematório, o novo livro foi publicado no Brasil pela editora DarkSide Books, em junho de 2019, com tradução de Regiane Winarski e ilustrações de Landis Blair.


Compre o livro Para Toda a Eternidade (Caitlin Doughty): https://amzn.to/2R2FwqN

“Eu passei a acreditar que os méritos de um costume relacionados à morte não são baseados em matemática [...] mas em emoções, numa crença na nobreza única da própria cultura da pessoa. Isso quer dizer que consideramos os rituais de morte selvagens apenas quando eles não são como os nossos” – Caitlin Doughty, Para Toda a Eternidade
Dá para ler tranquilamente Para Toda a Eternidade sem ter lido Confissões do Crematório, mas acredito que as duas leituras são complementares. Enquanto na p…

A Centopeia Humana 3: Primeira imagem e novidades do filme

Tenho recebido muitas visitas no blog de pessoas curiosas para saberem quando estreia o filme A Centopeia Humana 3 (Sequência Final). Aqui vão algumas informações para matar sua curiosidade! A terceira e última parte da trilogia será lançada este ano. Se você estava aguardando novidades, saiba que já vazou a primeira imagem do filme The Human Centipede 3, publicada pela Entertainment Weekly.

 Crédito: Laurence R. Harvey e Dieter Laser em A Centopeia Humana 3 / Six Entertainment Company & Entertainment Weekly

Quem é que não se lembra dos antagonistas (vilões) de A Centopeia Humana 1 (The Human Centipede: First Sequence) e A Centopeia Humana 2 (The Human Centipede: Full Sequence)? Os atores Dieter Laser (interpretou o cientista maluco, Dr. Heiter no primeiro filme) e Laurence R. Harvey (interpretou o problemático Martin no segundo filme) estão de volta, desta vez juntos.

Ainda não há uma data definida de quando A Centopeia Humana: Parte 3 estreia. Uma coisa parece ser certa, será lançado durante este ano, liberada pelo mundo na mesma época. Para quem ainda não sabia, a história do último filme se passará em uma prisão localizada no meio do deserto, onde será feita a maior centopeia humana da trilogia, com centenas de pessoas (aproximadamente, 500 pessoas farão parte da nova centopeia).

Poster de A Centopeia Humana 3.
O terceiro filme de A Centopeia Humana está sendo escrito e dirigido por Tom Six, o mesmo responsável pelo roteiro e direção de a Centopeia Humana 1 e 2. Uma das novidades da produção é a de que ele (Tom Six) também estará presente no filme, atuando no papel dele mesmo. Além dos três atores citados, o elenco também conta com Bree Olson (uma atriz pornô – sim, você não leu errado), Eric Roberts (interpretará um governador), Robert Lasardo (ator que participou de vários seriados, como Nip Tuck, CSI: Miami e General Hospital).

Conforme entrevista do diretor Tom Six ao Entertainment Weekly, A Centopeia Humana 3 não será tão nojento quanto os dois primeiros filmes. Duvido muito que o terceiro filme não tenha cenas tão fortes quanto os outros, pois se passará na prisão, com uma maior quantidade de integrantes na centopeia e outro fator que pode animar quem espera uma mega produção, o orçamento é maior, logo a qualidade de imagem também é – será menos europeu, e mais norte-americano, nas palavras do próprio Six.

Desde que o filme A Centopeia Humana foi lançado em 2009, muitos espectadores ficaram curiosos para saberem qual é a sua história e como uma produção cinematográfica tão nojenta conseguiu fazer sucesso pelo mundo todo. A fórmula dos filmes inclui mutilações, mortes, sadismo, terror e pura tensão. Se em A Centopeia Humana, é impossível assistir os cortes e as pessoas conectadas, principalmente, quando elas praticam a coprofagia para se alimentarem (ingestão de fezes), já que a cavidade oral e a cavidade anal estão interligadas; em A Centopeia Humana 2, o diretor foi além e apresentou um antagonista com sérios problemas mentais, que após assistir o primeiro filme, se inspira e tenta criar sua própria centopeia. Como se fosse um filme dentro de outro filme.

Gif com cena de A Centopeia Humana 1.

É difícil dizer qual dos dois filmes é o mais nojento, já que ambos têm imagens fortes e um roteiro perturbador. No entanto, A Centopeia Humana 2 consegue ser mais doentio, já que o personagem não é nenhum cientista e não tem ideia de como fazer sua própria centopeia, fazendo com que ele improvise com os materiais que estão ao seu alcance. Mesmo com a imagem em preto-e-branco, facilitando na hora de criar alguns efeitos, como o de sangue e outros líquidos nojentos, a sensação não é das melhores.

Cena do filme: A Centopeia Humana 2.
Bom, é isso... A Centopeia Humana é para quem tem estômago forte. Eu que sempre assisti filmes de terror e nunca tinha passado mal, confesso senti o meu estômago embrulhar pela primeira vez com os dois filmes. Já estou ansioso para assistir A Centopeia Humana 3.

Se você também mal pode esperar pelo terceiro filme e gostou do post, não deixe de comentar e compartilhar o post!

Comentários

  1. Gostei da sua análise!

    Eu gosto das sinopses que você faz dos filmes.
    Você tem talento garoto, continue!

    E não, eu não assistirei esse filme. haha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelo comentário!

      Hahaha

      Assista e se delicie com o seu estômago levando socos.

      Volte sempre!

      Abraços

      Excluir
  2. Fala Ben,

    Dando mais uma volta pelo site, tive que parar para ver esse post sobre o terceiro filme.

    Tendo a concordar quando, em outro post, coloca que esse é o tipo de título que você diz "não" várias vezes antes de resolver assistir e ver qual é: no meu caso, alguns anos, pois só assisti o primeiro filme há alguns meses.
    Confesso que de cara julguei o filme como "cliché" já nas primeiras cenas, mas logo calei a boca: a atmosfera do filme é fantástica, tensa e até mesmo viciante (ah, os humanos e seu lado mórbido), muito melhor elaborada do que aqueles filmes que apoiam-se exclusivamente no susto como elemento de medo.

    Ainda não assisti o 2, mas penso em fazê-lo assim que possível.

    Abs!
    TG

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, TG!

      Recomendo que veja A Centopeia Humana Parte 2! Se você achou o primeiro legal por causa do roteiro, o segundo parece mais interessante, pois trabalha a mesma ideia – um filme dentro de outro filme!

      Muitas pessoas criticam o filme sem assistirem ou o interpretá-lo. Para quem gosta de terror e cenas sangrentas, A Centopeia Humana é nojento sim, porém tem um vilão bem maluco... O mais assustador na sequência é imaginar que as chances de alguém com algum distúrbio mental assistir ao filme e tentar reproduzi-lo, pode acontecer.

      Abraços e volte sempre! Muito obrigado pelo comentário! ;-)

      Excluir
  3. Quero compartilhar com vocês os papéis de parede para telefones criados a partir do pôster deste filme aqui. Um filme engraçado

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário. Volte sempre!

Mais lidas da semana