terça-feira, 26 de agosto de 2014

Resenha: A Cor dos Olhos Teus – Andrea Lopes

Conclui a leitura do livro A Cor dos Olhos Teus, da escritora Andréa Lopes, de 224 páginas, publicado pela KBR Editora Digital, em 2014, romance de estreia da autora. A história lembra uma comédia romântica, com algumas doses de erotismo, mostrando o envolvimento entre Daniele e Alan ao longo dos anos.
Capa do livro A Cor dos Olhos Teus, da autora Andrea Lopes
Bela capa de A Cor dos Olhos Teus (Andrea Lopes) e materiais de divulgação.
A narração em primeira pessoa pela protagonista Daniele é intercalada com a narração de Alan, de forma que o leitor passa a ter acesso não só aos pensamentos da mulher, mas também ao do homem. O lado positivo de mostrar os dois pontos de vistas é não deixar a história limitada às sensações só de um dos personagens; enquanto o lado negativo é a quebra da imersão na leitura. Diferente de uma narrativa em terceira pessoa, na qual o leitor pode se identificar livremente com um dos personagens; esta duplicidade de primeira pessoa acaba atrapalhando um pouco o processo de entrar na pele da personagem – quem sou eu na narrativa? Daniele ou Alan? Ou quem sabe um pouco dos dois?

“Eu juro que via um brilho divertido naqueles olhos azuis, que, definitivamente, sorriam para mim, sei quando um olhar está sorrindo, e aqueles olhos não só estavam, como estavam também entrando em mim. Mas, à nossa volta, ninguém parecia perceber aquela eletricidade toda”.

O livro está dividido em três partes, ou seja, diferentes épocas das vidas dos personagens. Num primeiro instante, acompanhamos a ida de Daniele com sua família para uma praia em Santa Catarina. Gostei muito do cenário escolhido, visto que a região sul do país é um dos lugares favoritos dos brasileiros para se passar as férias e, sem dúvidas, é repleto de beleza. Uma ótima escolha para um romance quente!

Ainda neste primeiro vislumbre de Daniele, o leitor conhece uma jovem de 18 anos que é blogueira e tem um namorado, o que não a impede de se encantar por Alan, um estudante de Medicina prestes a concluir sua especialização e que tem uma noiva. O relacionamento entre os dois é puro fogo, fantasia, idealização. Os dois se desejam ardentemente, porém com seus próprios segredos e medos do que a família pudesse pensar dos seus comportamentos, eles vão se envolvendo, gradualmente, até que um marca a pele, a alma e o coração do outro.

“Água, lágrimas, sujeira, dor, saudade, tudo parecia estar correndo pelo ralo num simbolismo doido. Retribuí o ritual da limpeza, e era intensa a expressão de cansaço e dor no rosto dele. Ele queria tentar. Estava lutando contra os seus demônios por nós dois, enquanto eu lutava contra os meus”.

Uma série de mal entendidos acontece, não vou contar quais para não estragar a surpresa de ninguém, e o leitor é transportado para 10 anos depois (bastante tempo, né?). Nesta segunda parte do livro, uma viagem para o litoral da Espanha é o cenário para um reencontro inesperado entre os dois personagens. Aliás, gostei muito da maneira que a autora trabalhou a ideia do azul ao longo do livro, sempre remetendo aos olhos hipnóticos de Alan – os mesmos que ilustram a capa de A Cor dos Olhos Teus!

Então, já que o romance traz doses românticas e erotismo, Daniele e Alan revivem aquele fogo da paixão que parece ter resistido aos anos. Para quem gosta de amores idealizados e livros românticos, a história pode ser comovente. Eu, particularmente, não consegui sentir todas essas emoções, o que, é claro, é só a minha opinião e não deve impedi-lo de comprar o livro A Cor dos Olhos Teus e tirar as suas próprias conclusões. As cenas quentes, por outro lado, são bem detalhadas e devem agradar bastante as leitoras – não que o livro seja voltado somente para o público feminino, porém elas devem ser as mais tocadas pelas palavras da autora, que as fazem mergulhar na imensidão azul-violeta dos olhos de Alan, nos toques, nas cenas de sexo.

“A voz e o olhar dele estavam carregados de mágoa. Ficamos nos olhando. Rompi a ligação e fechei os olhos. Os sons, as cores, o cheiro, tudo como estava naquele dia me veio à mente”.

A terceira e última parte do livro se passa cinco anos depois, novamente em Florianópolis, Santa Catarina. Gosto de narrativas que conseguem amarrar as pontas soltas, levando o leitor a uma viagem circular – de volta ao primeiro lugar em que os personagens se encontraram, mas numa situação completamente diferente, a qual eu não vou detalhar para não estragar o prazer da leitura de ninguém!
Algumas considerações sobre os personagens. Gosto deste contraste entre Daniele e Alan; a mulher segura e sempre sabe o que quer, mesmo que para isto tenha que trair sua consciência, mas sabe que é impossível resistir ao fogo da paixão e o homem bem-sucedido, porém repleto de dificuldades para relacionamentos pessoais, incapaz de resistir aos seus impulsos sexuais e estragar a fantasia romântica de suas parceiras pelo excesso de realismo.

Quanto aos personagens secundários, eles não têm tanta profundidade e com razão, já que o foco principal é o relacionamento de Daniele e Alan. Os personagens passam por transformações sutis que ajudam no desenvolvimento do amor entre eles, mas que não possibilitam muita reflexão ao leitor.

A Cor dos Olhos Teus proporciona horas de entretenimento, o tipo de história para quem quer vivenciar uma fantasia (sexual ou não) por alguns instantes e passear pelo litoral brasileiro e espanhol, em busca de uma aventura romântica e nostálgica! Para quem gosta de mergulhar na leitura, o livro é uma boa válvula de escape e pode reacender aquela paixão adormecida dentro de nós. De quebra, a leitura traz uma mensagem por trás sobre a importância de deixar o outro amadurecer durante o seu tempo, de cultivar a paixão sem deixá-la consumir por completo e dando espaço para que o outro também vá atrás quando estiver pronto para assumir algo mais sério e enfrentar os seus próprios conflitos internos, aqueles que fogem ao controle de quem está do lado de fora e tudo o que pode fazer é apoiar.

Autora Andréa LopesSobre a autora – Andréa Lopes mora em São Paulo. É casada e mãe de dois meninos. Publicitária por formação, sempre esteve ligada às palavras, fosse por causa de seu trabalho em uma grande editora, fosse por ser uma devoradora de livros. É autora do blog Pausa4fun.com e coautora do Marketicesmil.com. Seus personagens, alguns trancados em arquivos no computador, outros voando sob autoria anônima em comunidades virtuais, pediam há muito tempo para existir. Finalmente foram atendidos.

Ficou interessado? Quer saber onde encontrar o livro e interagir com a autora? Acesse o site www.acordosolhosteus.com ou a página no Facebook: www.facebook.com/acordosolhosteus.

Para finalizar, quero agradecer a Andréa Lopes pela oportunidade de ler o seu romance! Foram horas de prazer e nostalgia, principalmente pela história se passar em Santa Catarina, um dos meus destinos favoritos, no qual eu morei durante um ano. Só para lembrar aos leitores do blog, independente de receber o livro como cortesia para resenhar (ou ter comprado por conta própria!), isto não afeta a minha opinião na hora de escrever a resenha. Sou sempre o mais sincero possível! 

É isso... Espero que tenham gostado da resenha! E se gostaram do livro, não deixem de adquiri-lo. Precisamo valorizar mais os escritores brasileiros – levando em conta que a maioria das editoras dá prioridade aos autores internacionais e muitas vezes, as obras nacionais são "esquecidas". ;-)

2 comentários:

  1. Nossa!Adorei a história!!
    Não conhecia essa autora!
    Vou procurar para ler!

    Bjs
    www.garotadebotas.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Jessi!
      Procure na página do Facebook ou na Amazon. Espero que a sua leitura seja prazerosa!
      Abraços e obrigado pela visita.

      Excluir

Obrigado pelo comentário. Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Comentários Recentes

Me acompanhe no Instagram