Pular para o conteúdo principal

Destaques

Subdiagnóstico de autismo, números e incoerências

O brasileiro é muito individualista. Ao mesmo tempo que vejo pessoas reclamando que os números do Censo vão dar abaixo por causa dos subdiagnósticos de autismo, já vi muita gente acusando pessoas com laudo fingirem que eram autistas.


Como explicar a volatilidade? Nem tento entender o que se passa na mente do brasileiro.

Os discursos são sempre contraditórios. Por causa de polarização, todo mundo sai perdendo.

Já vi até gente dizendo que o laudo é só um papel. Se é só um papel, a pessoa, então, não precisa de um diagnóstico? Logo, por que ser contabilizada? Sejam mais coerentes nos discursos.

Incoerências dos brasileiros sobre subdiagnósticos:

– Já vi gente acusando autista de fingir, mesmo a pessoa tendo laudo;

– Já vi gente se posicionando contra diagnóstico precoce, achando que seria ruim, desconhecendo a questão da plasticidade cerebral;

– Já vi gente dizendo que autismo nem deveria ter CID;

– Já vi gente dizendo que o outro não é autista, só porque sabe argumentar e é diferente do …

Hemingwrite: Máquina de Escrever Digital Evita Distrações e Sincroniza Documentos

Sentindo falta das máquinas de escrever? O designer-chefe Adam Leeb e o desenvolvedor de softwares Patrick Paul criaram a Hemingwrite, uma máquina de escrever digital. O projeto do aparelho eletrônico, que tem a proposta de possibilitar aos escritores a chance de escrever sem distrações da internet, está cadastrado na Kickstarter, a maior plataforma de crowdfunding (financiamento coletivo) do mundo. Os idealizadores da ferramenta de escrita têm a meta de alcançar 250 mil dólares até o dia 23 de janeiro de 2015.
Máquina de Escrever Digital
Máquina de Escrever Digital está em fase de arrecadação de recursos para sua fabricação. Foto: Divulgação / Hemingwrite.

Afinal, o que é a tal da Hemingwrite e quais são suas vantagens? Os idealizadores a definem como uma máquina de escrever digital e minimalista. Os seus pontos fortes são a chance de escrever livre de distrações oriundas do excesso de conectividade (E-mails, Redes Sociais, excesso de informações e demais atividades que poderiam ser feitas no computador ou dispositivos portáteis, mas que podem atrapalhar o escritor, como as notificações de aplicativos e jogos) e a conexão WiFi para sincronizar os documentos em diferentes nuvens de armazenamento, como Dropbox, Google Docs e Evernote.

"A Hemingwrite foi projetada para somente uma coisa: Colocar as palavras na página"

Conhecido como O Kindle da Escrita, principalmente por causa de sua tela de alto contraste que possibilitam escrever durante o dia. A máquina de escrever digital também terá uma bateria com duração de quatro a seis semanas, além de uma memória de mais de um milhão de páginas, possibilitando ao escritor, roteirista e redator levá-la para onde quiser, sem se preocupar tanto com a energia e armazenamento dos textos.
Hemingwrite Máquina Escrever Digital Sem Distrações
"Sente e escreva" é a proposta da Hemingwrite, diminuindo as distrações da internet e aplicativos. Foto: Divulgação / Hemingwrite.

Mesmo com os inúmeros softwares de escrita, Adam Leeb e Patrick Paul afirmam que apesar dessas ferramentas ajudarem a diminuir as distrações, elas não fornecem a experiência pura de uma máquina de escrever. Outro diferencial da Hemingwrite será a durabilidade. Os criadores do aparelho não querem que ele se torne obsoleto em pouco tempo.

Algumas das características técnicas da Hemingwrite: 

  • Tela de 6 polegadas de Tinta Eletrônica (E Ink); 
  • Baixo consumo de energia; 
  • Iniciação Instantânea; 
  • Teclado Mecânico;
  • Portabilidade;
  • Design Retrô;
  • 1,8 KG 

A Hemingwrite está disponível para pré-venda por 349 dólares. Para os brasileiros, o valor sai 429 dólares por causa das taxas de envio, ou seja, aproximadamente 1135 reais. O valor é um pouco salgado, principalmente para escritores que não são best-sellers. Só vendendo muitos livros e tendo outros trabalhos para comprar. Enfim, é preciso levar em conta a funcionalidade do aparelho – há pessoas que gastam muito mais em coisas supérfluas.
Máquina de Escrever Digital Fácil de Carregar
A Hemingwrite tem uma alça que facilita carregá-la para outros lugares. Foto: Divulgação / Hemingwrite.

Para quem é apaixonado por máquinas de escrever e sabe como é ruim ter que transcrever e armazenar o conteúdo, o sistema de nuvens de arquivos pode ser uma ótima opção. Como o processo de escrita e de edição são diferentes, os criadores da Hemingwrite recomendam que ela seja usada somente para escrever, podendo o escritor usar o computador para selecionar o seu arquivo (sincronizado) e  escolher o seu programa favorito de edição de texto.

Os protótipos da Hemingwrite começaram a ser produzidos em setembro de 2014 e o projeto foi publicado no Kickstarter desde ontem. Em menos de 24 horas, a Hemingwrite arrecadou mais de 200 mil dólares. Os criadores vivem na cidade de Detroit, Michigan, nos Estados Unidos.

O dinheiro arrecadado nas pré-vendas será utilizado para que os eletrônicos sejam fabricados. Com mais de um mês para o fim do prazo para alcance da meta mínima para que o projeto seja financiado, a Hemingwrite já conta com 690 apoiadores e aproximadamente 242 mil dólares. A previsão de envio das máquinas de escrever é setembro de 2015!

Para comprar sua Hemingwrite ou mais informações, confira a página do projeto na Kickstarter: Hemingwrite - A Distraction Free Digital Typewriter

E aí, o que vocês acharam? Comprariam? Se gostou da novidade, compartilhe!

Comentários

Mais lidas da semana