Pular para o conteúdo principal

Destaques

Monsters Inside: Minissérie documental da Netflix sobre Billy Milligan, criminoso com supostas múltiplas personalidades

Lançamento de setembro de 2021 na Netflix , a minissérie documental Monsters Inside: The 24 Faces of Billy Milligan mostra o lado sombrio e perigoso de criminosos que de forma consciente ou inconsciente usam brechas jurídicas relacionadas aos transtornos mentais para se safarem e, muitas vezes, conseguem manipular o público de tal forma que toda atenção se direciona para eles, deixando as vítimas de lado, e até alimenta fantasias, glamoriza e romantiza ao torná-los famosos de tanto aparecerem na mídia. Se livros de não ficção e documentários sobre assassinos já causam preocupação sobre a influência na sociedade, especialmente, pois sempre há viés por trás e depoimentos de pessoas com traços manipuladores não são necessariamente confiáveis, imagina quando os próprios profissionais de saúde mental e da área da justiça divergem sobre os diagnósticos, histórias contadas pelos criminosos e seus comportamentos? Billy Milligan despertou a atenção da imprensa dos Estados Unidos e de diversos

Eu Vejo Kate: Romance policial será relançado pela Editora Empíreo

A autora Claudia Lemes assinou um contrato de edição do seu romance policial e uma dose de sobrenatural Eu Vejo Kate, com a Editora Empíreo. A previsão é de que o livro, previamente publicado por demanda, seja relançado no segundo semestre de 2015.
Autora de romance policial, Claudia Lemes assina contrato com a Editora Empíreo. Foto: Divulgação.

Claudia Lemes pesquisou bastante sobre psicopatas, para poder escrever o seu livro. Segundo informações da Editora Empíreo, um dos motivos de sucesso do romance policial é o cuidado da escritora com sua narrativa e sua verossimilidade.

Uma das blogueiras parceiras da Editora Empíreo (www.livrosterapias.com) apresentou a obra que já estava se destacando nas redes sociais.

Sobre o livro – Em ‘Eu Vejo Kate’, a autora conta a história da jovem, deprimida e instável escritora Kate Dwyer que mergulha numa investigação sobre um famoso assassino em série para produzir sua biografia póstuma. Ao revisitar os bárbaros homicídios conduzidos por um homem que aterrorizou sua cidade natal, Kate esbarra em segredos antigos e poderosos, que ameaçam não apenas sua sanidade, mas sua vida. Com a ajuda de um ex-agente federal com mistérios próprios e métodos assustadores, ela luta para se salvar, enquanto desconfia de todos ao seu redor.

Eu Vejo Kate é uma obra policial que oferece um insight brutal e verossímil sobre a mente de assassinos em série e as pessoas que dedicam suas vidas a compreendê-los. O livro abandona mitos hollywoodianos e não suaviza por um segundo a narrativa dos pensamentos violentos e sexuais que cercam a mente humana. Sua narrativa, contada do ponto de vista do próprio serial killer morto, da escritora, e do profiler, revela peças de um quebra-cabeça assombrador.

Sobre a editora – A Editora Empíreo nasceu em outubro de 2013 e já conta com seis livros em seu catálogo. Dentre eles: Sete Cabeças, suspense; Zon, o rei do nada; e A Cidade Flutuante, de literatura fantástica.

Com um trabalho que zela tanto pela qualidade literária quanto por um visual estimulante, a Empíreo tem se destacado em meio ao universo editorial. E os planos para o futuro são grandes. Para 2015, a editora prevê o lançamento de 12 obras de terror, thriller, humor, literatura fantástica, contos e romances.

Já estou curioso! Quase não gosto de romances policiais e histórias de psicopatas... Feliz em conhecer mais um lançamento da nova editora parceira do Blog do Ben Oliveira! E vocês, o que acharam? Abraços! 

Comentários

  1. Eu havia visto esse livro no skoob, me interessei, mas não sabia como adquirir. Que bom saber que a Empíreo vai editá-lo. Parece ser exatamente o estilo de suspense que eu adoro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ronaldo, quase não gostamos de suspense, né?
      Estou com vontade de ler já... Espero que saía logo a nova edição. Ainda não conhecia. O que mais achei bacana foi a indicação de uma blogueira. Sem ela, dificilmente a editora saberia tão cedo sobre a obra. Gosto deste diálogo entre blogs literários, autores, editoras e mercado livreiro.
      Abraços! E vamos em frente! :D

      Excluir

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário. Volte sempre!

Mais lidas da semana