Pular para o conteúdo principal

Destaques

Revenge: Meus trechos favoritos da série

Alguns dos meus trechos favoritos da série Revenge (2011-2015), criada pelo roteirista e produtor Mike Kelley. O programa de TV foi ganhador de 6 prêmios e teve 28 indicações. Emily Thorne é, sem dúvidas, uma personagem fascinante, assim como os outros personagens da série com suas várias camadas.

Revenge: Meus trechos favoritos da série:
“Sempre questione onde estão suas lealdades. As pessoas em que você confia vão esperar por ela, seus maiores inimigos irão desejá-la, e aqueles que você mais valoriza, irão, sem falta, abusar dela”. – Emily Thorne, Revenge
“Como Hamlet disse a Ofélia, "Deus lhe deu uma face, e você se fez outra." A batalha entre estas duas metades de identidade... Quem somos e quem fingimos ser, é invencível. "Assim como existem dois lados para cada história, há dois lados para cada pessoa. Uma que revelamos ao mundo e outra que mantemos escondida por dentro. Uma dualidade governada pelo equilíbrio de luz e escuridão, dentro de cada um de nós, é a capaci…

Assista ao curta Borges, O Homem dos Olhos Mortos

O cineasta, poeta e escritor Nivaldo Lopes lançou em 2006, o curta-metragem Borges, o Homem dos Olhos Mortos, de aproximadamente 19 minutos, disponibilizado desde 2011 em seu canal do Youtube, para quem tiver interesse em conhecer mais uma das facetas do escritor argentino Jorge Luis Borges.


O filme aborda o encontro entre o jornalista e poeta Álvaro Alves de Faria, autor do livro Borges, o mesmo e o outro, publicado pela Editora Escrituras, e o escritor Jorge Luis Borges. A entrevista inédita com o único jornalista brasileiro a entrevistar e fotografar Borges foi publicada após 25 anos, pois segundo o autor, na época em que fez ele ficou tão sensibilizado pela sua tristeza e solidão, período após o argentino ter perdido a mãe.

Confira um fragmento do jornalista Álvaro Alves de Faria falando sobre sua entrevista com Jorge Luis Borges:


“Encontrei um homem destruído. Esperei na sala escura, de móveis antiguíssimos e peças de prata por um bom tempo, que me soava interminável. Até que Borges apareceu com sua bengala, impecavelmente vestido, caminhando entre os móveis, por um caminho que só ele conhecia. Fiquei assustado. Cumprimentou-me e perguntou por que um “periodista” brasileiro queria tanto falar com ele, exatamente ele que nada mais tinha a dizer para ninguém. Sua mãe tinha falecido recentemente, alguns meses antes desse encontro. Encontrei um homem absolutamente sozinho. O que seria um encontro de meia-hora, acabou sendo de seis horas seguidas, em que Borges falou sem parar e em que, ao mesmo tempo, permaneceu em longos silêncios muitas vezes. 
[...] Escrevi um texto que pode ser lido como um conto, mas com a palavra de Borges, o pensamento de Borges, a angústia de Borges, a profunda solidão de um homem que só tinha o desejo de morrer rapidamente”.
Assista ao curta-metragem Borges, O Homem dos Olhos Mortos:



Ficha técnica:

Data e local de produção
Ano: 2006
País: BR
Cidade: Curitiba
Estado: PR

Sinopse
"O filme é o encontro entre Jorge Luiz Borges e o jornalista e poeta brasileiro Alvaro Alves de Faria. É o relato do homem profundamente solitário, grande escritor latino-americano que deseja morrer." (Jornada/34)

Argumento/roteiro
Roteiro: Lopes, Nivaldo

Direção
Direção: Lopes, Nivaldo

Fotografia
Direção de fotografia: Lopes, Nivaldo

Som
Engenharia de som: Laroca, Assandro; Oliveira, Roberto Carlos

Montagem
Montagem: Lopes, Nivaldo

Música
Música: Torrone, Marcelo

Identidades/elenco: 
Orani, Anselmo
Faganelle, Anderson
Pitta, Emílio

Comentários

Mais lidas da semana