domingo, 9 de agosto de 2015

Resenha: Além Do Tempo e Mais Um Dia – Lu Piras

O livro Além do Tempo e Mais Um Dia, da autora Lu Piras, de 346 páginas, com publicação prevista para Agosto deste ano, foi enviado a mim e outros blogueiros literários parceiros da L&PM Editores, para que pudéssemos ler e resenhar em primeira mão para os leitores de nossos blogs. A escritora escreveu um romance focado no público jovem-adulto e com sensibilidade explora a história do protagonista Benjamin González Delamy, um adolescente que teve poliomelite espinhal aos três anos de idade e seus desafios desde os dias na cadeira de rodas até sua jornada para conquistar o seu sonho de se tornar um velocista profissional.


O romance está dividido em três partes que se passam em diferentes períodos de tempo, respectivamente: 1988, 1998 e 2008, nas quais o leitor acompanha as transformações de Benjamin, seus dilemas, vitórias e conflitos. A narrativa segue o tempo linear, ou seja, é possível imaginar o protagonista e demais personagens principais envelhecendo. Grande parte da história se passa no Rio de Janeiro, onde vive a família de Benjamin, mas conforme ele vai ficando mais velho e seguindo novos caminhos, os cenários também vão se transformando.

“Eu precisava correr, correr, correr. Até fazer o tempo parar. Até me tornar imortal”.

Além de Benjamin, entre os personagens que se destacam na narrativa estão sua família, formada pelo seu pai, mãe e o irmão Alexandre, sua amiga Angelina e demais personagens secundários que movimentam a história. Em vinte anos muitas coisas podem acontecer e o próprio protagonista narra sua vida (narrador em 1ª pessoa; narrador-personagem), possibilitando ao leitor ter acesso aos pensamentos, emoções, memórias e sonhos de Ben.

Desde as primeiras páginas, para quem presta atenção aos detalhes, dá para ter ideia do que acontecerá a Benjamin. No prólogo, escrito nos dias atuais, o protagonista conta de forma breve sua história de vida – um convite para que o leitor viaje pelas suas aventuras. É a recusa de se acomodar que dá energia para que as coisas comecem a acontecer, proporcionando entretenimento e também a reflexão sobre nossas próprias atitudes diante dos medos, inseguranças, conflitos e oportunidades que nos permeiam.

“Eu poderia ser apenas mais um caso de doença descrito em um parágrafo de um livro científico. Um número no percentual de estatísticas da população de deficientes físicos. Uma vítima do vírus, da superproteção familiar, do bullying, da sociedade despreparada para integrar aqueles que fogem aos padrões. Aceitar quem eu poderia ser teria sido apenas sobreviver. Eu escolhi viver”.

Na primeira parte, Benjamin se revela um garoto inseguro, sem muitos amigos e com dificuldade de aceitar sua própria condição. Do jovem que estuda em um colégio religioso, no qual seus colegas e até mesmo professores inicialmente estão mergulhados em uma profunda ignorância sobre como agir em relação às limitações e potencialidades de Benjamin até o rapaz que junta coragem para tomar uma decisão importante a de amputar as suas pernas.

Angelina entra na vida de Benjamin, quando ele está em um período cinzento. A amizade entre os dois é o que o da forças para seguir em frente. Então, o destino acaba levando Ben e Angelina para caminhos diferentes. A ligação forte os mantém conectados mesmo separados pela distância, proporcionando encontros e reencontros para quem torce para que dê certo o relacionamento entre eles.

Lu Piras retrata os sonhos, paixões e desafios de um jovem disposto a mudar e dar o melhor de si para conquistar seus objetivos. Como todo herói, Benjamin tem seus altos e baixos, uma personalidade com virtudes e vícios e seu desenvolvimento, ainda que dentro do mundo da ficção, é bem próximo da realidade, provocando um efeito de verossimilhança e consequente identificação entre leitor e obra.

“Eu desconhecia o sentimento que nutria por Angelina. Acreditava que devia ser um misto de amizade, admiração e gratidão. Mas uma coisa eu sabia: nenhuma outra garota fazia meus pelos se arrepiarem e nem me deixava pensativo, num estado de contemplação...”.

Mais do que a possibilidade de acompanhar o amadurecimento de um adolescente até sua entrada no mundo adulto e demais escolhas que todos precisamos fazer durante as diferentes fases de transições, Além Do Tempo e Mais Um Dia traz uma história de amor com seu desenrolar e idas e vindas ao longo dos anos.

O romance de Lu Piras também abre os olhos do leitor para o mundo dos atletas paralímpicos e dos jovens que lidam com diferentes emoções até se adaptarem – imaginar a determinação e ver o personagem se desenvolvendo é inspirador e nos faz refletir sobre nossas zonas de conforto, sonhos esquecidos e até que ponto somos responsáveis por nossas próprias felicidades. O elemento da transformação é explorado em diferentes contextos, desde o relacionamento com a família e amizades até os objetivos profissionais e o amor.

“Enquanto eu corria, meu corpo tentava alcançar o meu espírito. Eu me aproximava mais do futuro e me distanciava do passado. O tempo passava mais devagar e Angelina ficava cada vez mais longe de mim. Pus a mão sobre o anjinho em meu pescoço suado. Machucava, às vezes arranhava a pele, mas eu não conseguia treinar sem ele. Nele, eu concentrava a energia dos meus pés e a força do meu sonho”.

Além Do Tempo e Mais Um Dia foi uma surpresa boa, pois não tenho muita afinidade com obras voltadas para o público jovem-adulto e consegui deixar essas outras experiências de leitura para mergulhar no livro, com um resultado agradável, principalmente quando estamos diante do desconhecido e queremos saber mais e mais. Lu Piras conduz o leitor e como a dinâmica da vida, seus personagens ganham, perdem, estabilizam, desestabilizam, proporcionando um bom exercício de se colocar dentro da narrativa e sobreviver a uma série de corridas até chegar à linha de chegada.

Ao final do livro, a autora reuniu algumas das frases de motivação colocadas por Angelina no armário de Benjamin que o inspiraram a continuar correndo, além de trazer alguns termos técnicos usados ao longo do romance e os agradecimentos da Lu Piras, com destaque para as pessoas com deficiência e atletas paralímpicos que inspiraram a escritora a criar o seu protagonista e construir a narrativa.

Sobre a autora – Lu Piras é autora da série de fantasia Equinócio (2012) e dos romances A última nota (em parceria com Felipe Colbert, 2012) e Um herói para ela (2014). Participa dos projetos Entre Linhas e Letras, de incentivo à leitura em escolas públicas e particulares, e do Lit Girls, que busca aproximar autoras e leitores. Site da autora: http://www.lupiras.com/

Assim que o livro Além Do Tempo e Mais Um Dia for lançado oficialmente, os interessados poderão comprar o romance nas lojas virtuais parceiras da L&PM Editores.  

O livro Além Do Tempo e Mais Um Dia está presente no Facebook e no Skoob!

Gostou da resenha do livro? Compartilhe o post!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário. Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Comentários Recentes

Me acompanhe no Instagram