Pular para o conteúdo principal

Destaques

Criminologia, Jessica Jones e Mulher-Maravilha: Ficar do lado do agressor é sinal de perigo à sociedade – Ben Oliveira

Que dia lindo para servir Karma Coletivo para Diana, Lilith e Nêmesis ao mesmo tempo:  Resistam julgar as pessoas pela aparência. Meus 2 ex-namorados manipuladores se faziam de vítimas e todo mundo ficava ao lado deles e como eu sou porra louca, como Jessica Jones e Malévola, era injustiçado entre quatro paredes e julgado por todos ao redor. Como sou uma vaca, só há duas pessoas com a qual me importo no mundo, minhas duas chamas gêmeas, o resto é indiferente. Ainda assim... Vocês criam cada distorção cognitiva que só por Deus... É muita falta de terapia, autoconsciência, reflexão e bom senso.  Foi você que tava dentro do carro capotado? Foi você que quase morreu? Foi você que teve que recomeçar várias vezes na vida? Foi você que saiu como vilão quando a pessoa era tóxica pra cacete? Não foi. Então, boca fechada, sempre. Opinião só se dá quando é pedida. Sem falar os DELUSIONAIS que ficaram comentando: Que pena, achei que vocês iam casar. Quem quiser casar com ele, passo até o perfil KK

BookTube: Canais sobre livros no YouTube são tema de pesquisa de comunicação

A doutoranda Renata Prado Alves Silva apresentou um trabalho sobre canais literários, em setembro de 2016, no GP de Produção Editorial do XVI Encontro dos Grupos de Pesquisa em Comunicação, evento componente do XXXIX Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação (Intercom – Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação). Com o título BookTube: Livros e Leitura em Vlogs no YouTube, a pesquisa abordou algumas características específicas destes canais de criadores de conteúdo sobre livros.


Segundo a pesquisadora, o termo BookTube teve primeira referência em 2011, mesmo existindo vídeos mais antigos no YouTube sobre livros, mas começou a se consolidar a partir de 2013. Por meio do trabalho, Renata Prado Alves Silva investigou os metadados de alguns dos maiores canais literários em língua inglesa, traçando quais são os pontos em comum (tipos de vídeos e termos adotados, como Book Haul, BookShelf Tour, To Be Read, Wrap Up) e quais foram as obras literárias mais citadas nesses canais.

Os canais sobre livros analisados pela pesquisadora contam com mais de 100 mil inscritos, sendo cinco dos Estados Unidos (Polland Bananas Books, A Book Utopia, Katytastic, Peruse Project, Jesse The Reader) e um da Austrália (Little Book Owl).

Entre os livros mais citados estavam a saga Harry Potter, a série Instrumentos Mortais, além de trilogias como Divergente e Jogos Vorazes. Segundo a pesquisadora, as informações são relevantes, especialmente para o mercado editorial, pois apontam, por exemplo, que o gênero mais representativo é o Jovem Adulto (Young Adult), com destaque para Fantasia e Contemporâneo. A autora ainda ressalta que em breve deve ser realizada uma pesquisa semelhante com os principais canais de BookTube no Brasil.

Ficou interessado? A pesquisa pode ser conferida no link a seguir: http://portalintercom.org.br/anais/nacional2016/resumos/R11-1079-1.pdf
***
Gostei bastante da iniciativa da pesquisa, pois acredito que os canais sobre livros no YouTube, assim como os blogs literários são ferramentas complementares no incentivo do hábito da leitura. Apesar da pesquisa se focar nos booktubers gringos, em sua maioria norte-americanos, muitos dos termos e formatos são utilizados no mundo inteiro, inclusive por booktubers brasileiros.

Esses conteúdos criados por usuários (leitores e escritores) têm contribuído para o consumo de livros, ajudando a oxigenar e movimentar o mercado livreiro, bem como a apresentar diferentes obras literárias e autores, que nem sempre ganham destaque nos meios tradicionais de comunicação. Com o enxugamento das redações e fechamento de várias revistas, a comunicação digital ajudou a formar comunidades de pessoas apaixonadas por livros.

Como leitor, escritor e produtor de conteúdo, fico feliz em ver pesquisas relacionadas ao universo literário na internet.

*Ben Oliveira é escritor, blogueiro e jornalista por formação. É autor do livro de terror Escrita Maldita, publicado na Amazon e do livro de fantasia jovem Os Bruxos de São Cipriano: O Círculo (Vol.1), disponível no Wattpad.

Comentários