Pular para o conteúdo principal

Destaques

Revolutionary Love: Série coreana de drama explora o abismo que divide as classes sociais

Embora muitos dramas coreanos pequem na representatividade de diversidade racial e deem pouquíssimo espaço para estrangeiros e imigrantes, a série Revolutionary Love (2017) da tvN e no Brasil disponível temporariamente pela Netflix , acaba indo além dos elementos de comédia e romance, mostrando o drama das diferenças de classes sociais , os preconceitos e a possibilidade de imersão nesse mundo desconhecido pelo filho do dono de um dos maiores conglomerados de empresas da Coreia do Sul . A ingenuidade e a ignorância da realidade das classes trabalhadoras tornam o protagonista um tanto embaraçoso, lembrando de forma vaga a jornada de Buda quando conheceu a realidade fora do palácio e foi confrontado com a fome, a doença, a pobreza e a morte. Longe de ser uma série com alguma alegoria espiritual, mas do ponto de vista do comportamento é interessante acompanhar como Byun Hyuk (Choi Si-won) se torna mais empático e humanizado quando seu caminho cruza com o de Baek Joon (Kang So-ra) . E

Amityville: Novo filme em gravação se focará no assassinato da família DeFeo

A franquia Amityville continua rendendo adaptações. Enquanto nos Estados Unidos o lançamento de Amityville: O Despertar não tem data de estreia, no Brasil o filme de terror deve estrear no dia 14 de setembro de 2017. Para quem gosta de novidades, no momento está em fase de pós-produção o novo filme The Amityville Murders (The Haunting on Long Island: The Amityville Murders), que deve se focar na história de Ronald DeFeo, responsável pelo assassinato de sua família.


O novo filme sobre o caso Amityville foi dirigido e escrito por Daniel Farrands, produtor de Amityville: O Despertar, Evocando Espíritos e de documentários sobre Pânico, A Hora do Pesadelo e Sexta-Feira 13. O filme está sendo gravado e ainda não há previsão de quando será lançado. Ronald DeFeo será interpretado pelo ator John Robinson.

Confira a sinopse de The Amityville Murders:


Na noite do dia 13 de novembro, 1974, Ronald DeFeo Jr. pegou um rifle de alta potência e matou toda a família enquanto eles dormiam. Em seu julgamento, DeFeo afirmou que 'vozes' na casa o mandavam matar. Esta é a sua história.

Enquanto filmes de terror sobrenatural inspirados nos casos investigados por Ed e Lorraine Warren têm se mostrado bem lucrativos, Amityville: O Despertar foi adiado tantas vezes que muitos espectadores não estão tão animados para assistir, especialmente nos Estados Unidos que ainda não sabem se o filme vai chegar aos cinemas e já vazou na internet.

Para quem gosta de livros, vale a pena conferir a edição mais recente do livro Horror em Amityville, do escritor Jay Anson, publicada no Brasil pela editora DarkSide Books. Relembre algumas curiosidades sobre o caso:



Ficou curioso para assistir ao novo filme sobre o caso Amityville ou você acha que já existem adaptações demais sobre o acontecimento?

Comentários

Mais lidas da semana