quinta-feira, 26 de outubro de 2017

5 Transformações do Kindle desde o primeiro modelo

Há aproximadamente dez anos, o primeiro Kindle foi lançado. Você consegue imaginar o quanto mudou desde a primeira versão do leitor de eBooks até os dias atuais? O primeiro modelo armazenava cerca de 200 livros digitais. Segundo os sites de notícias da época, a primeira remessa do dispositivo eletrônico foi vendida em quase seis horas, ficando fora de estoque por mais de 5 meses.

Primeiro modelo do Kindle.

A proposta do Jeff Bezos foi a de lançar um leitor de eBooks que fizesse sucesso. Acompanhando a trajetória do Kindle, dá para perceber que a estratégia deu certo, embora nem todos os modelos caíram no gosto popular, mais pessoas estão comprando o eBook Reader da Amazon – mesmo quem tem preferência por livros físicos, já que existem algumas vantagens, como a facilidade de comprar materiais que não estão disponíveis facilmente nas livrarias do país, desde livros nacionais que só estão disponíveis nos formatos digitais até livros técnicos e de ficção de autores estrangeiros.

Em 2007, a loja norte-americana do Kindle contava com 90 mil títulos. Atualmente, a loja conta com centenas de milhares de eBooks do mundo em diversos idiomas e a quantidade não para de crescer, desde obras publicadas por editoras tradicionais até títulos de escritores independentes.

O modelo mais básico do Kindle atualmente está em sua 8ª geração e o leitor de ebooks é o mais popular do mundo. De lá para cá, foram feitas várias alterações no design do Kindle. Embora algumas pessoas baixem o aplicativo do Kindle e de outros leitores de eBooks para ler em tablets, o leitor próprio de livros digitais se destaca por ter menos distrações.

Confira abaixo 5 Transformações do Kindle:


Armazenamento de eBooks


Enquanto o primeiro modelo tinha capacidade de armazenamento de somente 250 MB, o que para época era bastante, os modelos mais recentes do Kindle têm armazenamento de 4 GB e 8 GB. De centenas de eBooks, os aparelhos passaram a suportar milhares de livros digitais, uma quantidade absurda de material de leitura para a vida toda.

Iluminação


Os primeiros modelos do dispositivo não tinham iluminação embutida. Foi somente a partir de 2012 que a situação mudou, com o lançamento do Kindle Paperwhite. Embora o modelo comum do Kindle ainda não tenha iluminação, os outros três modelos possibilitam a leitura no escuro. Um ponto positivo de todos os modelos é sua tela antirreflexo, sendo ideal para quem gosta de ler em lugares bem iluminados.

Tela sensível ao toque


A partir de 2011, foi lançado o primeiro modelo do Kindle com tela sensível ao toque. Atualmente, os quatro modelos possuem tela sensível ao toque para mudança de página. A mudança reduziu a quantidade de botões e possibilitou a remoção do teclado físico.

Mais velocidade e mais bateria


A bateria do Kindle sempre foi um dos atrativos para os leitores. Em relação aos primeiros modelos, os aparelhos atuais estão mais rápidos por causa da mudança do processador. Enquanto o primeiro modelo do Kindle tinha uma duração de dias até uma semana, segundo a empresa, com 30 minutos de leitura diária, Wi-Fi desligado e levando em conta a iluminação, os novos dispositivos duram até semanas sem precisar recarregar.

Novo Kindle Oasis.

À prova d'água


Um dos lançamentos aguardados da Amazon é o Novo Kindle Oasis, o primeiro leitor de eBooks da empresa à prova d'água, sendo uma boa opção para quem tem medo de molhar o aparelho. Segundo a empresa, o dispositivo foi testado para suportar imersão de 2 metros em água por até 60 minutos. 
***
Meu primeiro Kindle foi o terceira geração e me acompanhou durante anos. Foram muitas leituras nele que foi recentemente aposentado e tenho usado o aplicativo do Kindle para celular. Isso me faz pensar em como os livros digitais são complementares à experiência de leitura. Faço parte daqueles que ainda amam livros físicos, mas sabe que a facilidade de comprar e receber o material com alguns cliques faz muita diferença e que como escritor e leitor entende que os dois formatos podem coexistir.

E você, gosta de ler eBooks? 

*Ben Oliveira é escritor, blogueiro e jornalista por formação. É autor do livro de terror Escrita Maldita, publicado na Amazon e disponível para Kindle e dos livros de fantasia jovem Os Bruxos de São Cipriano: O Círculo (Vol.1) e O Livro (Vol. 2), disponíveis no Wattpad.

4 comentários:

  1. Olá Ben!
    Adoro ler e-books, principalmente porque me facilita a vida nessa loucura que é viver em São Paulo. Achei super interessante saber mais sobre o Kindle, por incrível que pareça eu nunca tinha procurado saber sobre a evolução dele hahaha
    Comecei com o Kindle e hoje já estou no Kindle Paperwhite e não largo por nada!
    Adorei o post, beijos!

    Books & Impressions

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Raissa! Também acho bem prático, especialmente para quem precisa viajar e não quer levar muitos livros na bolsa. Obrigado por compartilhar sua experiência por aqui.
      Beijos

      Excluir
  2. Meu sonho de consumo é um kindle. Eu costumava ler ebooks no meu celular, mas ele foi roubado, então estou sem meios de ler livros digitais.

    Vidas em Preto e Branco

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. No momento tenho lido pelo celular. Que pena que o seu foi roubado. É uma droga quando isso acontece. Espero que logo consiga um novo ♥
      Gratidão pela visita!

      Excluir

Obrigado pelo comentário. Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Comentários Recentes

Me acompanhe no Instagram