Pular para o conteúdo principal

Destaques

Sobre rabiscos e telas brancas

A tela branca pode ser um convite à explosão criativa ou uma tortura ao artista que sente seu espírito definhando diante da pesada realidade. Em tempos de crise e ódio, a arte fica esquecida e é vista como desimportante; ironicamente, é quando mais precisamos dela, de algo que nos faça sentir vivo e toque as partes atordoadas.


O som dos dedos se movendo pelo teclado era como fantasmas de uma vida distante. É incrível perceber quantas vezes nós deixamos algumas partes nossas morrerem ao longo de nossas existências; as máscaras, antes tão confortáveis, agora incomodam e não nos servem mais. Leva tempo até ficarmos satisfeitos e ajustados à nova realidade. Viver é admitir que sabemos pouco sobre nós mesmos e há sempre algo novo que pode nos transformar, seja para o bem ou para o mal.

O artista encara a tinta respingando pela tela. Para o espectador sem intimidade, nada faz sentido, a desconexão de ideias é tormentosa; para ele, o lembrete de que sua arte nunca o abandonaria. Como poderia…

Kindle Oasis: Amazon lança leitor de livros digitais resistente à água

Em novembro de 2017, o primeiro leitor de livros digitais da Amazon, Kindle completa 10 anos. A nova aposta da empresa é o novo Kindle Oasis, com uma tela de sete polegadas, iluminação embutida e como grande diferencial a sua resistência à água.


O novo Kindle Oasis já está em pré-venda no site da Amazon Brasil. O leitor de eBooks será lançado no dia 07 de novembro de 2017. O novo Kindle Oasis está com um preço de R$ 1.149,  valor quase quatro vezes maior do que o modelo básico de Kindle, que não inclui iluminação embutida e tem uma resolução de tela menor.

Assim como os outros modelos de Kindle, esse também tem uma bateria que dura semanas, tela antirreflexo e armazenamento de milhares de eBooks – com 8 GB, o dobro da capacidade de memória. Uma das vantagens do Kindle é a de se focar na leitura, sem se distrair com outros aplicativos, já que o aparelho é próprio para quem gosta de ler livros.

Segundo informações da Amazon, se o seu aparelho cair acidentalmente em banheira ou piscina, por exemplo, o Kindle Oasis pode suportar imersão de até 2 metros em água doce por até 60 minutos, mas é recomendável secá-lo. A lojista preparou uma página com informações para o leitor saber como proceder se o novo Kindle molhar.

O novo aparelho também será focado em quem gosta de audiobooks, um formato que ainda não é tão explorado no Brasil. O Audible, serviço de audiolivros da Amazon conta com pouquíssimas opções de conteúdo em língua portuguesa. Apesar de ter sido anunciada a contratação de funcionário para a Audible no Brasil, o projeto ainda não foi lançado por aqui.
***
Nos últimos anos, houve uma queda do consumo de livros digitais e a venda dos livros impressos continuou crescendo. Outro ponto a se considerar é que no país, existem muitas pessoas que compram os leitores de eBooks, mas não são necessariamente consumidores de livros digitais, já que muitos baixam livros digitais piratas na internet. Lembrando que com frequência existem ebooks gratuitos ou com promoções, então, mesmo quando o leitor adquire de graça na loja, já faz diferença para o mercado dos livros.

Para os escritores nacionais, a pirataria dificulta continuar investindo na escrita muito mais do que para autores internacionais, já que costumam contar com outras formas de ganhar dinheiro com os direitos autorais, como traduções e multiplicidade de formatos (paperback, capa dura, audiolivros, além das adaptações para TV ou cinema).

Os ebooks são uma boa opção para leitores que moram em cidades com poucas livrarias e que desejam ficar por dentro das novidades, além de conhecer obras literárias de autores independentes que dificilmente são encontradas em formato impresso e/ou em livrarias (aproveite para conhecer meu livro de terror, Escrita Maldita, disponível para Kindle e participante do programa Kindle Unlimited).

Para quem gosta de ler livros em outros idiomas, também é possível encontrar uma ampla variedade de ebooks com preços, muitas vezes, mais acessíveis do que de livros impressos e difíceis de encontrar nas lojas brasileiras.

Comentários

Mais lidas da semana