Pular para o conteúdo principal

Destaques

Um Conto Taiwanês de Duas Cidades: Série de romance e drama explora raízes, sonhos e amores

Uma série de romance e drama sobre duas mulheres conectadas por suas raízes de Taiwan, mas que seguiram caminhos bem diferentes e com personalidades moldadas pelas cidades em que viveram: enquanto uma cresceu em San Francisco, nos Estados Unidos, a outra passou a vida inteira em Taipei. A série A Taiwanese Tale of Two Cities (Um Conto Taiwanês de Duas Cidades, 2018) balanceia os idiomas e experiências culturais dos dois países, criando uma experiência prazerosa para quem deseja visitar ambos destinos turísticos. Essa produção taiwanesa foi um dos achados na Netflix . A mulher que nunca saiu do país, abraça as raízes da medicina chinesa e por causa do seu histórico de saúde frágil abriu mão de muitas coisas fora de sua zona de conforto, Lee Nien-Nien (Tammy Chen) que coincidentemente sonhava em conhecer San Francisco, acaba conhecendo a taiwanesa-americana Josephine Huang (Peggy Tseng), que embora tivesse curiosidades sobre sua origem, passou praticamente a vida toda nos Estados Unidos

Agradecimento e trecho do meu próximo livro de terror

Passando para agradecer pelos downloads e leituras de Escrita Maldita. Hoje a obra ficou em primeiro lugar na categoria de livros de terror mais vendidos na Amazon. Para um escritor independente, isso é um sonho.


Para quem me perguntou se há uma continuação de Escrita Maldita, o meu próximo livro faz uma conexão com o evento final do livro. Não é uma sequência, mas quem leu, vai encontrar referências e entender mais – minhas histórias são circulares, elas se conectam à minha essência.

Não posso contar muito sem revelar para quem não leu, mas a protagonista e narradora do meu próximo livro é uma clarividente (será em primeira pessoa). Como em quase todos meus textos, a personagem também vai lidar com a sensação de desconexão e reencontro. Será como um lado B. Em Escrita Maldita, o foco é psicológico/paranormal. No novo livro será paranormal/psicológico. 👻


Confira o comentário da jornalista Laiane Paixão:


“Após descobrir [...] Meu coração ficou gelado. A cada palavra que lia, o quarto ficava mais escuro e a luz do tablet me cegava, me sugando para dentro da narrativa e me fazendo imaginar coisas... tenso e incrível ao mesmo tempo. Tive que vir pra sala, ligar todas as luzes da casa e a TV para terminar a leitura. Nunca tinha lido um livro de terror antes, não imagina que a leitura me prenderia tanto e causaria tantas sensações e pensamentos loucos. Fico feliz que o seu tenha sido o meu primeiro, grata pela experiência” 

Um trecho do meu livro novo de terror paranormal: 


“As coisas me atravessam.

É preciso sentir o vai e vem que acontece dentro de mim para poder me julgar. Se busquei o isolamento não foi por acaso. Mas como explicar o que, muitas vezes, nem eu consigo definir?

Existe tanto que não conhecemos. Os anos passam e a ilusão do conhecimento aumenta junto com o tempo. Depois de todos esses séculos, o que realmente aprendemos sobre os mistérios do universo? O que sabemos sobre a alma e as perguntas que a ciência ainda nem está próxima de responder?

Em um mundo de rótulos, já me deram tantos nomes. [...] 

Para entender a história que eu estou prestes a contar, é preciso que você se coloque na minha pele [...] 

Se você é como eu, será capaz de ver. Alguns véus são mais finos do que outros. Só não diga que eu não avisei... Uma vez que algumas coisas são vistas, não há como voltar atrás”

Veja também:



*Ben Oliveira é escritor, blogueiro e jornalista por formação. É autor do livro de terror Escrita Maldita, publicado na Amazon e dos livros de fantasia jovem Os Bruxos de São Cipriano: O Círculo (Vol.1) e O Livro (Vol. 2), disponíveis no Wattpad e na loja Kindle.

Comentários

Mais lidas da semana