Pular para o conteúdo principal

Destaques

Resenha: Algum Dia — David Levithan

Pode o corpo alterar nossa percepção sobre a vida e o amor? E o que acontece quando todo dia mudamos de corpo e ainda assim tentamos manter um relacionamento? Em Algum Dia, do David Levithan, o leitor é levado a conhecer o desfecho da trilogia que encantou pessoas do mundo todo. No Brasil, a obra foi publicada pela Editora Galera Record, em 2020.

Compre o livro Algum Dia (David Levithan): https://amzn.to/3ifWxuE
Algum Dia foi um dos livros mais esperados por muitos leitores, entre eles: eu. Fui com muita expectativa na leitura. Não é que não tenha gostado do romance, mas senti falta de mais envolvimento entre os dois personagens principais. David Levithan nos deixa instigado por mais momentos entre Rhiannon e A, mas a narrativa acaba dando mais destaque para a condição do personagem sem corpo fixo.
"Agora eu sei: o amor não é tão simples. O amor nunca é sobre você dizer a si mesmo que deve fazer alguma coisa e então fazer. Nunca é sobre alguém te dizer que você deve fazer e por isso…

Ao entrar, deixe seu ego para trás | Ben Oliveira

Ao entrar, deixa seu ego para trás. Num reino de demônios, anjos não são bem-vindos. Boas ações são veneno que corrói a mente, o coração e o espírito.


Quebre-se só para descobrir que nada no mundo pode te quebrar. A vida pode te dar mil rasteiras, mas como um gato preto, você sempre vai cair em pé.

A luz oprime a escuridão. Por onde passar, rastros de luz vão queimar olhos e almas. Sorria e agradeça por não estar na mesma condição. Poderia ser você em uma vida passada ou paralela; Poderia ser alguém que você ama.

Na clínica, não importa o seu nome, sua profissão, de onde você veio, sua idade, sua história de vida. Você aprende com palavras e ações que só mais um no mundo e pode ser substituído num piscar de olhos; Você aprende que a única pessoa que se importa verdadeiramente com você é você mesmo.

Esqueça sua família, seus amigos, seus colegas. Quem sabe das vezes que você chorou escondido? Para quem reclamar quando tudo se perde e se volta contra você?

Sento-me no chão, respiro fundo e deixo o cigarro queimar os pulmões: só o fogo é capaz de consumir tanta decepção.

Dizem que se formos bons, teremos boas vidas. Esta é uma das mentiras mais antigas e mais perversas do mundo: a ilusão de que se você fizer tudo certo, será feliz.

Já vi miseráveis e monstros conquistarem uma vida mais digna do que eu. Já vi mentirosos e narcisistas serem exaltados como santos, quando tudo o que eles são: cobras, lagartos e escorpiões em um só corpo.

Sobre o autor – Ben Oliveira foi diagnosticado autista (Síndrome de Asperger) aos 29 anos, é escritor, formado em jornalismo. Autor do livro de terror Escrita Maldita, publicado na Amazon e dos livros de fantasia jovem Os Bruxos de São Cipriano: O Círculo (Vol.1) e O Livro (Vol. 2), disponíveis no Wattpad e na loja Kindle.



Para ficar por dentro das minhas novidades:






Comentários

Mais lidas da semana