Pular para o conteúdo principal

Destaques

Murder By The Coast: Documentário espanhol da Netflix sobre casos de jovens assassinadas traz dilemas éticos

Murder By The Coast (Homicídio na Costa do Sol/El caso Wanninkhof - Carabantes) é um ótimo documentário de crimes para quem deseja entender os impactos do julgamento antecipado pela imprensa sobre casos mal investigados, influenciando a opinião pública, quando só existem indícios, mas nenhuma prova. Lançado pela Netflix em 2021, o filme espanhol foi dirigido por Tània Balló e roteirizado por Gonzalo Berger . Em mais de 20 anos, muita coisa mudou no mundo. Mas há outras que ainda servem como ótimo exemplo de erros e acertos, especialmente no que diz respeito aos casos criminais, opiniões públicas, preconceitos e faltas de evidências. O documentário traz o caso da adolescente Rocío Wanninkhof que foi assassinada em 1999 e na ansiedade para encontrar um culpado, diante da falta de informações concretas, tudo toma um rumo que se fossem contar, poderiam jurar que se trata de um enredo de ficção. Os depoimentos de profissionais envolvidos ou que estudaram o caso só enriquecem o documentári

Crônica: Queda | Ben Oliveira

QUEDA. Dizem que o Anjo da Luz caiu. O que não contam é que sua luz ofuscava tanto os outros e provocava tanta inveja que os outros anjos tentaram destruí-lo.



Uma revolução no céu. Me pergunto se Lúcifer não tinha razão quando se rebelou. Conhecendo a hipocrisia daqueles que se dizem servos de Deus, não tenho um pingo de dúvida: Lúcifer queria sua liberdade; Queria poder usar as asas que lhe foram dadas e ficavam sem serventia.

A luz queima. Se olharmos pelo ângulo cristão, a versão de Lúcifer será a de um anjo arrogante, perverso e maquiavélico.

Se escutarmos a versão de Lúcifer, talvez você descubra que ele só queria um lugar onde pudesse ser ele mesmo. Só os loucos sabem como é ser julgado pelos ditos normais; Só os loucos podem se proteger da normalidade doentia e tóxica.

Então, como Lúcifer, não importa onde eu esteja, eu sempre estou e estarei ao lado dos oprimidos. Diziam que O Anjo da Luz não era humilde. O que nunca contaram é como tentaram aprisioná-lo em ideais fracos e falhos.

Se morder a maçã é pecaminoso. Então, eu prefiro pecar mil vezes antes de me tornar só mais um conformista; Só mais uma mente fraca para ser controlada, manipulada e dominada pelos outros.

Prefiro beber meu vinho em plena madrugada, consagrada pela lua, a ser só mais um bebendo água quente e delirando como se isso fosse ser sua salvação.

Sobre o autor – Ben Oliveira foi diagnosticado autista (Síndrome de Asperger) aos 29 anos, é escritor, formado em jornalismo. Autor do livro de terror Escrita Maldita, publicado na Amazon e dos livros de fantasia jovem Os Bruxos de São Cipriano: O Círculo (Vol.1) e O Livro (Vol. 2), disponíveis no Wattpad e na loja Kindle.



Para ficar por dentro das minhas novidades:







Comentários

Mais lidas da semana