Pular para o conteúdo principal

Destaques

Antraz: Documentário da Netflix revela investigações feitas pelo FBI durante anos

Um pouco após os atentados terroristas contra as torres gêmeas, em Nova Iorque, Estados Unidos, no 11 de setembro de 2001, uma ameaça de antraz colocou as autoridades, como o FBI em alerta, e espalhou pânico nos norte-americanos devido à facilidade de se espalhar sem as pessoas saberem.  Dirigido e roteirizado por Dan Krauss e produzido pela Netflix e pela BBC, 21 anos após o ataque e o primeiro caso de circulação do antraz, o documentário Antraz: EUA Sob Ataque (The Anthrax Attacks) leva o telespectador para as investigações do FBI que duraram anos. O que a princípio foi alvo de muita pressão para a solução do caso, principalmente pelo medo dos norte-americanos do esporo da bactéria continuar se espalhando pelas cartas e fazendo mais pessoas adoecerem e/ou morrerem, logo foi caindo no esquecimento conforme as investigações desenrolavam fora dos holofotes.  Com a proximidade do caso do ataque às torres gêmeas, à primeira vista, o pânico generalizado fez com quem os norte-americanos

Crônica: Queda | Ben Oliveira

QUEDA. Dizem que o Anjo da Luz caiu. O que não contam é que sua luz ofuscava tanto os outros e provocava tanta inveja que os outros anjos tentaram destruí-lo.



Uma revolução no céu. Me pergunto se Lúcifer não tinha razão quando se rebelou. Conhecendo a hipocrisia daqueles que se dizem servos de Deus, não tenho um pingo de dúvida: Lúcifer queria sua liberdade; Queria poder usar as asas que lhe foram dadas e ficavam sem serventia.

A luz queima. Se olharmos pelo ângulo cristão, a versão de Lúcifer será a de um anjo arrogante, perverso e maquiavélico.

Se escutarmos a versão de Lúcifer, talvez você descubra que ele só queria um lugar onde pudesse ser ele mesmo. Só os loucos sabem como é ser julgado pelos ditos normais; Só os loucos podem se proteger da normalidade doentia e tóxica.

Então, como Lúcifer, não importa onde eu esteja, eu sempre estou e estarei ao lado dos oprimidos. Diziam que O Anjo da Luz não era humilde. O que nunca contaram é como tentaram aprisioná-lo em ideais fracos e falhos.

Se morder a maçã é pecaminoso. Então, eu prefiro pecar mil vezes antes de me tornar só mais um conformista; Só mais uma mente fraca para ser controlada, manipulada e dominada pelos outros.

Prefiro beber meu vinho em plena madrugada, consagrada pela lua, a ser só mais um bebendo água quente e delirando como se isso fosse ser sua salvação.

Sobre o autor – Ben Oliveira foi diagnosticado autista (Síndrome de Asperger) aos 29 anos, é escritor, formado em jornalismo. Autor do livro de terror Escrita Maldita, publicado na Amazon e dos livros de fantasia jovem Os Bruxos de São Cipriano: O Círculo (Vol.1) e O Livro (Vol. 2), disponíveis no Wattpad e na loja Kindle.



Para ficar por dentro das minhas novidades:







Comentários

Mais lidas da semana