Pular para o conteúdo principal

Destaques

Welcome to Wedding Hell: Drama coreano sobre a pressão de organizar casamento

Das diferenças de perspectivas até opções de escolhas movidas por questões financeiras e/ou pessoais, Welcome to Wedding Hell é uma série coreana que aborda como o simples pedido de casamento e suas consequências podem se tornar algo insuportável para todos envolvidos, especialmente para o casal que sente a maior pressão. Disponível na Netflix. O que deveria ser algo prazeroso se torna rapidamente em algo doloroso e confuso para os envolvidos na preparação do casamento. Com o estresse, vem os desencontros entre os personagens, que precisam lutar para se reconciliarem até a data do evento de união. O que eles julgavam que seria mais simples e teriam mais autonomia por parte da família, acaba se transformando numa recorrente dificuldade de comunicação e expressão sobre os sentimentos. Para agradar um, outro acaba sendo desagradado e não há uma solução tão fácil de ser tomada como costumaram imaginar. Welcome to Wedding Hell é um drama coreano curtinho, ideal para quem não gosta de drama

All In My Family: Documentário sobre gay apresentando seus filhos para família chinesa

All In My Family é um documentário dirigido por Hao Wu, um sino-americano que mora nos Estados Unidos há mais de 20 anos e registrou as reações de sua família que mora na China sobre sua decisão de ter filhos. A obra de 40 minutos está disponível na Netflix.

Apesar de bem breve, o documentário All In My Family nos leva a refletir sobre as diferenças culturais e como algumas preocupações familiares são quase universais, como as questões dos pais desejarem aos filhos um futuro melhor do que eles tiveram e das escolhas profissionais para garantir uma velhice tranquila. 

O cinegrafista relata que, após ter mudado país, suas viagens para a China se tornaram cada vez menos frequentes. Dá para perceber o desconforto de Hao Wu em algumas situações: ele mesmo revela que usa a câmera como uma forma de se esconder. 

Além de mostrar os diferentes hábitos culturais e dos parentes da China que ele não consegue lembrar quem são, o ponto principal do documentário é abordar como sua família chinesa ainda é conservadora quando se trata da homossexualidade, casamento, paternidade, expectativas e controle. 

Diferente da homofobia agressiva, é difícil não sentir empatia pela família de Hao Wu. Eles próprios relatam o quanto em sua geração havia tão pouco conhecimento sobre homossexualidade no país. 

A mesma preocupação que o documentarista teve com o avô, não é algo que seria exclusivo em uma família asiática; por causa das diferenças de gerações, algumas coisas se tornam difíceis de serem assimiladas e podem gerar mais conflitos e tristezas. 

Deixando de lado o olhar preto-e-branco, com a chegada dos filhos, Hao Wu começa a entender mais não só o cansaço dos próprios pais, como a complexidade dos sentimentos. Contar para toda a família ou não sobre o seu casamento com outro homem e como eles optaram por barrigas de aluguel, por mais que gere expectativas em alguns telespectadores, no final das contas, é algo muito pessoal, especialmente quando parece tão distante das gerações mais antigas.

All In My Family é uma joia de documentário na Netflix. O documentarista comentou em uma entrevista que ele e o parceiro optaram por não expor em excesso os filhos, o que fica bem evidente. Ao compartilhar com o mundo sua história, Hao Wu joga a luz sobre um tema ainda tão desconhecido, não só na China, mas em vários países: casais homoafetivos que desejam ter filhos.

*Ben Oliveira é escritor, formado em jornalismo. Autor do livro de terror Escrita Maldita, publicado na Amazon e dos livros de fantasia jovem Os Bruxos de São Cipriano: O Círculo (Vol.1) e O Livro (Vol. 2), disponíveis no Wattpad e na loja Kindle.

Comentários

Mais lidas da semana