Pular para o conteúdo principal

Destaques

Criminologia, Jessica Jones e Mulher-Maravilha: Ficar do lado do agressor é sinal de perigo à sociedade – Ben Oliveira

Que dia lindo para servir Karma Coletivo para Diana, Lilith e Nêmesis ao mesmo tempo:  Resistam julgar as pessoas pela aparência. Meus 2 ex-namorados manipuladores se faziam de vítimas e todo mundo ficava ao lado deles e como eu sou porra louca, como Jessica Jones e Malévola, era injustiçado entre quatro paredes e julgado por todos ao redor. Como sou uma vaca, só há duas pessoas com a qual me importo no mundo, minhas duas chamas gêmeas, o resto é indiferente. Ainda assim... Vocês criam cada distorção cognitiva que só por Deus... É muita falta de terapia, autoconsciência, reflexão e bom senso.  Foi você que tava dentro do carro capotado? Foi você que quase morreu? Foi você que teve que recomeçar várias vezes na vida? Foi você que saiu como vilão quando a pessoa era tóxica pra cacete? Não foi. Então, boca fechada, sempre. Opinião só se dá quando é pedida. Sem falar os DELUSIONAIS que ficaram comentando: Que pena, achei que vocês iam casar. Quem quiser casar com ele, passo até o perfil KK

Jornalismo Humanizado é tema de revista online criada por acadêmicas

Marithê e Aliny ouvindo as considerações da banca.
Foto: Cristina Ramos.

Acadêmicas de Jornalismo da Universidade Católica Dom Bosco (UCDB), Aliny Mary Dias e Marithê Lopes apresentaram na manhã desta terça-feira, 13 de novembro de 2012, no auditório da biblioteca da instituição, o Trabalho de Conclusão de Curso: "Nós Digital: Revista online com conteúdo humanizado".

A revista online traz histórias humanizadas e busca resgatar as raízes da profissão de jornalismo. As acadêmicas comentam que através da revista, elas buscaram contar histórias de pessoas comuns e que tem muito para compartilhar.

"Na primeira edição da nossa revista você encontra 10 pessoas que abriram suas casas ou seus locais de trabalhos para longas horas de entrevista. Personagens reais que choraram ao se lembrarem de momentos marcantes de suas vidas e que nos fizeram emocionar ao escrever cada parágrafo", explicam as autoras no site da revista Nós Digital.

Entre as histórias de personagens contadas na revista estão a de Gabriel Felipe, um garoto autista; Marinete de Oliveira Cavalcante, a catadora de material reciclável; Peterson Silva Oliveira Mendes, o malabarista de rua; Ildefonso Silva Neto, o vendedor de livros apaixonado por literatura;  João Rodrigues de Moura, o vendedor de jóias; Leonardo Liziero, professor de Educação Física que inclui a arte do circo em rotina de alunos de uma escola; Luna, a primeira cigana a conquistar um lugar na Academia de Letras do Brasil; Tânia Rabero, a cadeirante que luta para atingir o índice paralímpico no atletismo; o coveiro Francisco orgulhoso de sua profissão e a assistente social, Ariane de Silva, responsável por contar aos pais se os seus filhos tem AIDS ou não.

No site da revista é possível conferir as reportagens , encontrar mais informações sobre as autoras e sobre o projeto. Ficou curioso? Acesse: http://www.revistanosdigital.com.br/.

Comentários

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário. Volte sempre!