Pular para o conteúdo principal

Destaques

Resenha: Medicina dos Horrores – Lindsey Fitzharris

O ambiente do hospital causa pavor em algumas pessoas. Se nos dias atuais com tantos avanços, a ideia ainda é assustadora para alguns; tente imaginar como era a prática médica nos séculos passados. O livro Medicina dos Horrores, de Lindsey Fitzharris, narra a história de um médico que revolucionou o mundo das cirurgias do século XIX. A obra foi publicada no Brasil pela Editora Intrínseca, em 2019, com tradução de Vera Ribeiro.


Compre o livro Medicina dos Horrores (Lindsey Fitzharris): https://amzn.to/30e1xL0

Dá para imaginar que algumas pessoas gostavam de assistir cirurgias ao vivo? Ou que o cirurgião e o médico não tinham tanta importância quanto tem nos dias atuais? Medicina dos Horrores é uma viagem para um período em que muitas pessoas morriam dentro dos hospitais por causa das infecções.

Para quem não é muito fã de hospitais, algumas descrições das cirurgias podem causar um aperto no estômago, especialmente levando em conta os equipamentos e cenários da época, bem como era feita …

Resenha Como Escrevo? - Mistérios da Criação Literária

Texto: Ben Oliveira

Organizado por José Domingos de Brito, o livro “Como Escrevo?” faz parte da série Mistérios da Criação Literária, publicado em 2007 pela Novera Editora. Ao longo do livro são mostrados depoimentos de diversos escritores nacionais e internacionais sobre o processo da escrita.

Dentro do maior sebo de Campo Grande (MS), a livraria Maciel, onde são vendidos livros usados e novos, eu encontrei esta obra. Como escrevo? é o segundo livro de uma série de um total de cinco volumes, sendo o primeiro chamado: “Por que escrevo?”.

Antes dos depoimentos, o livro traz alguns textos sobre a criação literária, seus mistérios e o interesse em responder a pergunta norteadora da obra. Além de ser uma forma de buscar inspiração e conhecer as técnicas utilizadas por autores de livros renomados, por meio dos comentários é possível se identificar com os escritores.

Ao ler os métodos de cada um dos escritores, o leitor aprende o óbvio: não existe uma fórmula da escrita, independente do gênero. O horário em que costumam escrever varia, a quantidade de horas por dia, o tempo de conclusão de uma obra, os hábitos – afastar-se ou não dos outros enquanto escreve, corrigir os textos, reescrever ou enviar ao editor sem alterações, utilizar máquina de escreve, computador ou escrever à mão, processo de pesquisa, escolha dos personagens, entre tantas outras informações obtidas por meio de trechos de entrevistas, cartas e livros.

A seguir os nomes de todos os escritores cujos depoimentos estão no livro:

- Adélia Prado, Adolfo Bioy Casares, Affonso Romano de Sant’Anna, Agustina Bessa-Luís;

- Alberto Moravia, Alceu Amoroso Lima, Aldous Huxley, Alejo Carpentier, Almeida Garrett;

- Amadeu de Queiroz, Ana Maria Machado, Anderson Braga Horta, Anthony Burgess;

- Antonio Callado, António Lobo Antunes, Antonio Olinto, Antonio Skármeta, Antônio Torres;

- Ariano Suassuna, Armando Freitas Filho, Arturo Pérez-Reverte, Augusto de Campos;

- Autran Dourado, Bernard Malamud, Bernardo Ajzenberg, Bernardo Carvalho, Blaise Cendrars;

- Camilo José Cela, Carlos Drummond de Andrade, Carlos Fuentes, Carlos Heitor Cony, Carlos Nejar;

- Chico Buarque, Clarice Lispector, Cyro dos Anjos, Dan Pagis, Daniel Piza, Dias Gomes;

- Dinah Silveira de Queiroz, Eduardo Galeano, Émile Zola, Érico Veríssimo, Ernest Hemingway;

- Ernesto Sábato, Ezra Pound, Fernando Bonassi, Fernando Sabino, Ferreira Gullar, Floriano Martins;

- François Mauriac, Frederick Forsyth, Gabriel García Márquez, Gilberto Mendonça Teles, Gore Vidal;

- Graciliano Ramos, Graham Greene, Henry Miller, Hilda Hist, Ignácio de Loyola Brandão;

- Isabel Allende, Ivan Ângelo, Jô Soares, João Cabral de Melo Neto, João Ubaldo Ribeiro;

- John Le Carré, Jorge Amado, Jorge Luis Borges, José J. Veiga, José Paulo Paes, José Saramago;

- Juan Gelman, Juan Rulfo, Julio Cortázar, Julio Daio Borges, Júlio Verne, Lawrence Durrell, Lêdo Ivo;

- Lezama Lima, Lya Luft, Lygia Fagundes Telles, Manoel de Barros, Manuel Scorza;

- Manuel Vázquez Montalbán, Marcos Rey, Mário de Andrade, Mario Quintana, Mario Vargas Llosa;

- Moacyr Sciliar, Murilo Rubião, Nélida Piñon, Octavio Paz, Olga Savary, Orígenes Lessa, Paul Auster;

- Paulo Coelho, Pedro Nava, Philip Roth, Rachel de Queiroz, Roberto Drummond, Roger Vailland;

- Seamus Heaney, Sérgio Sant’Anna, Sidney Sheldon, Simone de Beauvoir, T. S. Eliot, Truman Capote;

- Umberto Eco, Valêncio Xavier, Vladimir Nabokov, W. H. Auden, William Faulkner.

Organizador do livro, José Domingos de Brito também compartilhou a bibliografia resumida, na qual é possível obter informações sobre diversos livros sobre escrita. Entre os livros recomendados estão:

Sobre o ofício de escritor – Arthur Schopenhauer

O ofício de escrever – Ramón Nieto


Os segredos da ficção: um guia da arte de escrever narrativas – Raimundo Carrero


A sedução da palavra – Affonso Romando de Sant’Anna   

Comentários

Mais lidas da semana