Pular para o conteúdo principal

Destaques

Revolutionary Love: Série coreana de drama explora o abismo que divide as classes sociais

Embora muitos dramas coreanos pequem na representatividade de diversidade racial e deem pouquíssimo espaço para estrangeiros e imigrantes, a série Revolutionary Love (2017) da tvN e no Brasil disponível temporariamente pela Netflix , acaba indo além dos elementos de comédia e romance, mostrando o drama das diferenças de classes sociais , os preconceitos e a possibilidade de imersão nesse mundo desconhecido pelo filho do dono de um dos maiores conglomerados de empresas da Coreia do Sul . A ingenuidade e a ignorância da realidade das classes trabalhadoras tornam o protagonista um tanto embaraçoso, lembrando de forma vaga a jornada de Buda quando conheceu a realidade fora do palácio e foi confrontado com a fome, a doença, a pobreza e a morte. Longe de ser uma série com alguma alegoria espiritual, mas do ponto de vista do comportamento é interessante acompanhar como Byun Hyuk (Choi Si-won) se torna mais empático e humanizado quando seu caminho cruza com o de Baek Joon (Kang So-ra) . E

Prêmio São Paulo de Literatura 2013

Até o dia 19 de julho estão abertas as inscrições para o Prêmio São Paulo de Literatura 2013. O concurso premiará com R$ 200 mil o Melhor Livro do Ano de 2012 e com R$ 100 mil cada uma das duas categorias de Melhores Livros do Ano de 2012, sendo uma de autor estreante até 40 anos de idade e outra de autor com mais de 40.

Os livros premiados devem ser de ficção no gênero romance, escrito originalmente em língua portuguesa, primeira edição mundial obrigatória no Brasil, comercialização durante o ano de 2012 e em formato impresso.

Somente poderão participar os livros de autores que não tenham publicado outro livro de ficção no gênero romance.



Comentários

Mais lidas da semana