Pular para o conteúdo principal

Destaques

Pediatras recomendam que pais leiam livros para bebês e crianças

A leitura de livros é recomendada desde os primeiros anos de vida. Segundo a Sociedade Brasileira de Pediatria, os pais devem ler para as crianças, tanto para desenvolver a afetividade quanto para estímulo cerebral.


Compre livros infantis:https://amzn.to/2T36xL7

Em entrevista ao Portal Clickbebê, a neuropediatra Liubiana Arantes Araújo comentou que nessa fase da vida é importante estimular as crianças através da leitura e mostrar como uma atividade prazerosa, ajudando com o desenvolvimento do cérebro e facilitando o aprendizado.

Assista ao vídeo:



"Receitar livros" é uma prática recomendada pela Academia Norte-Americana de Pediatras e pela Sociedade Brasileira de Pediatras. No Brasil, a prática conta com o apoio do Itaú Socialque tem um projeto de incentivo à leitura para a criança e já distribuiu mais de 51 milhões de livros impressos, entre eles milhares de obras em braile e com fonte expandida para pessoas com deficiência visual.

De acordo com informações da Sociedade Brasil…

Ebook O Príncipe, o mocinho ou o herói podem ser gays está sendo vendido na Amazon

Livro do autor Roberto Muniz Dias,  publicado pela Editora Escândalo, O Príncipe, o mocinho ou o herói podem ser gays: a análise do discurso de livros infantis abordando a sexualidade está com sua versão digital (eBook) disponível para venda no site da Amazon.

A versão para Kindle do livro que traz uma pesquisa do escritor Roberto Muniz Dias sobre dois livros infantis que tratam a homossexualidade está sendo vendido por apenas $2,49. O arquivo tem 56 páginas e 786 KB.


Leia a resenha que escrevi para o blog sobre o livro: Heróis gays? Livro analisa histórias infantis abordando a sexualidade 

Sinopse do livro

Lidar com a diversidade sexual; sob o ponto de vista da orientação sexual; é matéria obrigatória na sala de aula. O tema ainda é um tabu; vez que esta prática é claramente tímida dentro da escola. Infelizmente; não existe ainda uma política centralizadora desses assuntos.

Pesquisando sobre o tema; o escritor Roberto Muniz Dias desenvolveu um trabalho acadêmico voltado à análise de dois livros infantis que chamam atenção por tratar a homossexualidade sob dois temas diferentes: a fantasia e a biologia. Assim surgiu a obra O príncipe; o mocinho ou o herói podem ser gays; lançamento 2013 da Editora Escândalo.

Ambas as histórias analisadas pelo autor retratam a desconstrução dos parâmetros nos quais a sociedade é fundamentada: um alicerce estático. A sociedade é dinâmica e plural. Ela pode normalmente conviver; respeitosamente; com todos os tipos de orientação sexual. O interessante é observar que os assuntos são abordados de forma espontânea. Constata-se; portanto; que a questão é mais cultural do que qualquer outra perspectiva.

Sobre esse assunto existe pouca literatura. Mas Roberto Muniz Dias traz à tona o tema de forma clara; abordando a análise do discurso embutido nessa Literatura Infantil LGBT.

Ficou interessado em adquirir o livro? Acesse o site da Amazon ou da Editora Escândalo.

PS: No site da Escândalo, além da versão digital, o livro também está sendo vendido na versão impressa.

Comentários

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário. Volte sempre!

Mais lidas da semana