Pular para o conteúdo principal

Destaques

Sobre rabiscos e telas brancas

A tela branca pode ser um convite à explosão criativa ou uma tortura ao artista que sente seu espírito definhando diante da pesada realidade. Em tempos de crise e ódio, a arte fica esquecida e é vista como desimportante; ironicamente, é quando mais precisamos dela, de algo que nos faça sentir vivo e toque as partes atordoadas.


O som dos dedos se movendo pelo teclado era como fantasmas de uma vida distante. É incrível perceber quantas vezes nós deixamos algumas partes nossas morrerem ao longo de nossas existências; as máscaras, antes tão confortáveis, agora incomodam e não nos servem mais. Leva tempo até ficarmos satisfeitos e ajustados à nova realidade. Viver é admitir que sabemos pouco sobre nós mesmos e há sempre algo novo que pode nos transformar, seja para o bem ou para o mal.

O artista encara a tinta respingando pela tela. Para o espectador sem intimidade, nada faz sentido, a desconexão de ideias é tormentosa; para ele, o lembrete de que sua arte nunca o abandonaria. Como poderia…

Resenha: O Texto Argumentativo – Adilson Citelli

O livro O Texto Argumentativo, do autor Adilson Citelli, publicado em 1994, pela Editora Scipione, tem 79 páginas e aborda de forma direta e simples a questão da linguagem e desenvolvimento do texto argumentativo / dissertativo. A obra é uma boa pedida para estudantes do ensino fundamental e ensino médio a explorarem de maneira descomplicada este gênero de texto que costuma ser pedido muito nas redações do ENEM e vestibulares.

Capa do livro O Texto Argumentativo, Adilson CitelliDividido em curtos capítulos, o livro faz uma breve introdução com os propósitos do autor, em seguida aborda a importância de compreender a linguagem, para que a comunicação faça sentido.

No terceiro capítulo, o autor cita as obras do escritor Graciliano Ramos, explica como se forma o ponto de vista, o que é a formação discursiva e por que ela é usada para revelar uma posição diante de algum problema. É importante ressaltar que esse ponto de vista precisa ser contextualizado para o leitor, de acordo com o público, caso contrário a mensagem pode se perder.

A coerência textual é discutida no quarto capítulo do livro, no qual Adilson Citelli ensina porque é importante assegurar a coerência dos textos argumentativos, para que não se perca a sua função de informar, explicar ou convencer. “Quando falamos ou escrevemos estamos querendo comunicar intenções, buscamos ser entendidos, desejamos estabelecer contratos verbais com nossos ouvintes ou leitores”, explica. Ainda na mesma parte, o autor dá exemplos de incoerência e cita a coerência macroestrutural, na qual o autor afirma uma tese, demonstra e conclui, usando como exemplo Aristóteles e sua Arte Retórica – Exórdio (Início do texto), Narração (Desenvolvimento); Provas (Convencimento) e Peroração (Conclusão).

Tão importante quanto a coerência, o quinto capítulo aborda a coesão textual, ou a microestrutura, formada pelos elementos de relações entre palavras, frases e períodos, muitas vezes, usada para melhorar a expressividade. O autor cita alguns problemas de coesão, como a ambiguidade, uso impróprio de termos, dificuldades no uso de conectivos, além de descrever os mecanismos de coesão.

No capítulo seis os destaques são a argumentação e o diálogo textual. Segundo Citelli, a argumentação envolve um diálogo que pode acontece entre discursos (interdiscursivos), entre textos (intertextual) e dentro dos textos escritos pelo mesmo autor (intratextual), além de citar duas formas de apropriação textual, a paráfrase e a paródia.

No capítulo sete são abordados os outros mecanismos argumentativos, como o posto / pressuposto, inferência / subentendido e outros tópicos de argumentação, como figuras de linguagem, ironia, citações etc.

Para finalizar, Adilson Citelli comentou quais foram suas propostas com o livro e disponibilizou a bibliografia, para quem tiver mais interesse em aprender a desenvolver um bom texto argumentativo.
Em tempos de redes sociais e blogs, onde muitos querem publicar suas opiniões e não sabem se expressar bem, entender o texto argumentativo é fundamental. Outro ponto levantado no livro que o torna mais importante ainda de ler é a necessidade de compreender a linguagem e o discurso, para que nós deixemos de reproduzir os discursos de outras pessoas, possamos pesquisar e construir nossas próprias opiniões e pontos de vistas sobre determinados assuntos.

Depois que o leitor aprende sobre o papel do texto argumentativo de emocionar, influenciar, convencer, entre outras, ele percebe a importância de se policiar, visto que este gênero está presente em quase todos os lugares, como publicidade, política, jornais, livros, entre tantas opções de veículos informativos.  Em tempos de internet, onde é possível escrever seus próprios textos e torná-los públicos, dominar a redação argumentativa pode fazer toda a diferença para disseminar o seu ponto de vista, mesmo que seja só uma voz em um milhão, pode tocar o público que você deseja alcançar.

Para quem está no colégio ou já estudou, vai perceber que o texto dissertativo é um dos mais pedidos, nos quais, geralmente, os professores de redação pedem para seus alunos pesquisarem um determinado assunto, procurar diversos argumentos diferentes e desenvolver sua própria argumentação, apresentando a ideia, expondo os pontos positivos e negativos e depois concluindo.

Apesar de recomendado para estudantes do ensino fundamental e médio, na graduação existem muitos alunos que entraram sem ter noção sobre texto dissertativo. Portanto, recomendo a leitura também para acadêmicos de todas as áreas, principalmente Comunicação e Letras, onde é fundamental entender as particularidades do texto argumentativo. Porém, é preciso levar em conta que o livro é introdutório e só o primeiro passo para quem deseja aprender mais e se aprofundar neste tipo de texto.

Sobre o autor – Adilson Citelli é pós-graduado em Letras pela Universidade de São Paulo, tem mestrado e doutorado em Literatura Brasileira.

Não deixe de ler a breve resenha sobre o livro Linguagem e Persuasão, do autor Adilson Citelli.

Comentários

  1. Respostas
    1. Olá, anônimo! Grato pela visita e comentário. Fico feliz que tenha gostado.
      Volte sempre!
      Abraços

      Excluir

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário. Volte sempre!

Mais lidas da semana