Pular para o conteúdo principal

Destaques

Sobre rabiscos e telas brancas

A tela branca pode ser um convite à explosão criativa ou uma tortura ao artista que sente seu espírito definhando diante da pesada realidade. Em tempos de crise e ódio, a arte fica esquecida e é vista como desimportante; ironicamente, é quando mais precisamos dela, de algo que nos faça sentir vivo e toque as partes atordoadas.


O som dos dedos se movendo pelo teclado era como fantasmas de uma vida distante. É incrível perceber quantas vezes nós deixamos algumas partes nossas morrerem ao longo de nossas existências; as máscaras, antes tão confortáveis, agora incomodam e não nos servem mais. Leva tempo até ficarmos satisfeitos e ajustados à nova realidade. Viver é admitir que sabemos pouco sobre nós mesmos e há sempre algo novo que pode nos transformar, seja para o bem ou para o mal.

O artista encara a tinta respingando pela tela. Para o espectador sem intimidade, nada faz sentido, a desconexão de ideias é tormentosa; para ele, o lembrete de que sua arte nunca o abandonaria. Como poderia…

Parceria com o autor Alex Francisco

Fevereiro tem sido um mês bom para as parcerias do blog. O autor Alex Francisco deve me enviar os exemplares dos seus livros A Visita e Corpo Condenado para que eu possa resenhar para vocês, leitores! Confira mais informações sobre o escritor e suas obras:

Leia: resenha do livro A Visita – Alex Francisco

Leia: resenha do livro Corpo Condenado – Alex Francisco


Alex Francisco é jornalista, roteirista, dramaturgo e escritor. Nasceu em Franca (SP) e, atualmente, mora em Guarulhos (SP). Começou escrever para teatro aos 11 anos. Em 2013, ele lançou o livro A Visita, e em 2014, foi a vez de Corpo Condenado, ambos publicados pela Editora All Print.

Formado em jornalismo pela Universidade Guarulhos, fez cursos de roteiro para cinema e TV na Belas Artes e na Academia Internacional de Cinema, pós-graduação em Cinema e Linguagem Audiovisual, pela Universidade Gama Filho, e Dramaturgia, pela SP Escola de Teatro. É repórter de TV e Cultura do jornal Agora São Paulo, do Grupo Folha.

Assinou o roteiro do curta-metragem Meia-Noite Roubada, em parceira com Maya Quirino. É autor de mais de dez peças de teatro e adaptações, entre elas Os Deuses do Olimpo (destaque da “Mote 2002”), Fashion e Amor de Perdição. Escreveu o livro-reportagem Castelo - Páginas de uma Vida e é roteirista dos curtas Desert e À Flor da Pele, ambos em fase de produção.


Sobre os livros de Alex Francisco:

A Visita: Criado, originalmente, para ser um espetáculo teatral, o livro conta a história de Dalmo, que está preso por um crime que não cometeu e recebe a inesperada visita do namorado, Tales. Os dois acabam trancados na cela, onde passam a madrugada relembrando momentos importantes da relação até descobrirem o que são capazes de fazer para viver um grande amor.

Corpo Condenado: 1999. Gael e Natasha são garotos de programa que vivem pela noite paulistana em busca de dinheiro e prazer – nessa ordem! Eles têm um regra: sempre fazer programas juntos. Mas essa condição começa a se tornar um fardo e um deles decide romper o pacto sem saber que o outro irá até as últimas consequências para que tudo fique como está. 2014. O presente nos mostra Gael com quase 40 anos. É um poeta famoso que está prestes a lançar seu novo livro. Mas ele terá de lidar com o obscuro passado de garoto de programa ao escutar o surpreendente pedido de seu namorado: “Você quer casar comigo?”

Página no Facebook do autor Alex Francisco: https://www.facebook.com/alexfranciscooficial

Página no Facebook do livro Corpo Condenado: https://www.facebook.com/corpocondenado

Página no Facebook do livro A Visita: https://www.facebook.com/avisitaoficial/ 

Bom, é isso! Gostaram do novo autor parceiro do blog? Alex Francisco enviou os livros hoje e até semana que vem devo receber. Como estou priorizando a ordem de envios, de acordo com as parcerias, ainda não tenho previsão de quando vou ler e escrever a resenha, mas creio que antes do fim de fevereiro... Continuem acompanhando as novidades do blog!

Comentários

Mais lidas da semana