Pular para o conteúdo principal

Destaques

Wattpad lança programa de monetização para escritores internacionais

Nesta terça-feira, 13 de novembro de 2018, o Wattpad anunciou em seu blog o lançamento do programa Wattpad Next (Beta), mais uma forma de monetização para escritores internacionais. O sistema de histórias pagas funciona com moedas e os leitores poderão escolher desbloquear cada parte ou comprar a história completa.


Segundo informações da equipe da maior plataforma de histórias online do mundo, em outubro de 2018, o programa começou a ser testado no Canadá, Reino Unido, México e Filipinas e a partir deste mês de novembro estará disponível nos Estados Unidos e em 2019, a previsão de disponibilidade em países falantes do Espanhol e no mundo.

De acordo com informações do co-fundador do Wattpad, Allen Lau, o programa é uma forma de ajudar os escritores a ganharem dinheiro com suas histórias e de possibilitar aos leitores apoiarem seus autores favoritos. No vídeo sobre o programa, alguns membros da equipe afirmaram que é mais uma forma dos escritores poderem investir mais tempo se dedicando…

Lançamento: Olho de Boto – Salomão Larêdo

Uma das novidades da Editora Empíreo para este semestre é o lançamento do romance Olho de Boto, do escritor paraense Salomão Larêdo. A narrativa foi ambientada no interior da Amazônia, durante os anos 60, período em que o Brasil estava sob o poder dos militares e dois homens decidiram se casar.

O Olho de Boto é o 40º livro de Salomão Larêdo e foi inspirado em fatos reais. O autor se apropriou da ficção, fantasia e mitos regionais para construir o seu romance. A história se passa no vilarejo de Inacha, localizado na comunidade de Juaba, no município de Cametá, no nordeste do Pará. Inajá e Inajacy, o casal protagonista, pedem a um pajé que transforme um deles em mulher para que possam efetivar a união matrimonial.

“O romance é cheio de situações escabrosas, inventadas ou superestimadas. Trago as metáforas e as polifonias do ser humano que habita a floresta, a natureza, a vida num manancial de águas, de riqueza de todos os reinos: vegetal, animal e mineral. O livro tem muitos personagens que circulam em meio a uma enorme variedade de temas e situações peculiares e características na sociedade humana que deve ter o compromisso de descontruir desigualdades e injustiças”, explica Salomão Larêdo.

Segundo Salomão Larêdo, sua obra tem um posicionamento de defesa das minorias oprimidas, tema recorrente em suas outras publicações. Em Olho de Boto, o amor, a compreensão e o respeito pelos casais homoafetivos é reforçado.

“Este novo romance aborda não apenas o tema da homoafetividade, mas todas as nossas questões sócio-políticas, de tudo que precisamos saber, discutir, estudar e nos posicionar como cidadãos culturais, cidadãos sexuais, democráticos, como leitor que pensa, que tem senso crítico, consciência política, que  não é intolerante, intransigente, que sabe e procura   amar o outro, respeitar o outro, que é preocupado com o bem comum, com a igualdade como bem coletivo”, defende Salomão.

Confira a sinopse de Olho de Boto:

“Inacha é um povoado pacato e ordeiro da floresta amazônica, onde ninguém contesta o poder do regime militar recentemente implantado no Brasil. Porém, tudo muda quando um acontecimento grandioso é agendado: dois homens decidem se casar, décadas antes do mundo discutir os relacionamentos homoafetivos. Inspirado em fatos reais, Salomão Larêdoapresenta um romance contestador, que deseja disseminar o amor livre por todos os lugares e criticar a incompreensão e a violência comuns numa terra tão afastada da civilização.

O romance nos romances contém muitaspassagens, histórias, numa narrativaem que os personagens vivemsituações as mais inusitadas e difíceis para conseguir realizar o sonho decontrair núpcias em que os pajés são convocados para realizara metamorfose etransformar em mulher a noiva que, junto com o noivo passam por inúmeras dificuldades,incitamentos, provações e provocações dos curiososque enchem as ruas do lugar para prosseguir no sarro, na gozação meioescárniohomofóbico coletivo ao casal submetido aovexatório e incômodo exame médicocomprovativo do gênero”. 

No dia 6 de maio, às 17h, acontece o lançamento de Olho de Boto: Um romance homo(ama)zônico, na Livraria da Fox, em Belém (PA).

Local: Travessa Dr. Moraes, 584 – Batista Campos.  A entrada é gratuita. Informações: (91) 4008-0007 /(11) 2309-2358 / (11) 97687-9696 / filipe@editoraempireo.com.br. O livro estará sendo vendido por R$ 39,90.

Sobre o autor – Salomão Larêdo nasceu na Vila do Carmo, município de Cametá, no Pará, região Amazônica, na madrugada do dia 23 de abril de 1949. É autor de diversas obras, incluindo romances, contos e poesias. Com seu estilo, o paraense envolve o leitor no imaginário amazônico, revelando todas as suas belezas e idiossincrasias. “Olho de boto” é a quadragésima obra publicada pelo autor, que já recebeu prêmios por todo o país, incluindo o Monteiro Lobato da União Brasileira de Escritores, pelo livro “Sarrabulho”.

Editora Empíreo – Editora brasileira de literatura: romance, poesia, fantasia, não-ficção, música, quadrinhos e tudo o que for apaixonante, com sede em São Paulo. Tem a missão de publicar literatura de qualidade e rica em cultura que edifique seus leitores usando os mais variados temas e formatos. O nome faz referência à palavra latim Empyreus, uma adaptação do grego antigo, “dentro ou sobre o fogo (pyr)”, Empíreo é o mais alto dos céus, o local reservado para as divindades e para a perfeição.

Para mais informações:

Conheça o hotsite do livro: http://olhodeboto.com/

Visite o site da editora: www.editoraempireo.com.br

Compre o livro: http://loja.editoraempireo.com.br/product/1018168/olho-de-boto 

Veja o vídeo com depoimento de Salomão Larêdo: https://vimeo.com/122037504

E aí, o que acharam? Fiquei curioso para ler. Quem já conhece o blog, sabe que tento dar uma força para a divulgação de livros com temática gay e autores LGBT, além de já ter escrito e publicado alguns contos com personagens homossexuais. Das novas publicações da Editora Empíreo, esta é uma das que estou desejando receber logo para recomendar para vocês, leitores.

*Com informações do assessor de imprensa Dominik Giusti / Editora Empíreo.

Comentários

  1. Você tirou um tempinho para passar no meu blog, agora eu vim aqui no seu e tem bastante postagem para eu ler (agora estou bem melhor)... mesmo porque eu amo seu blog e você me inspira muito =). Olha, já sabe né, quero ler esse livro, fiquei interessada quando li "interior da Amazônia", depois que li a sinopse fiquei ainda mais curiosa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Michele!
      Fico imensamente grato com sua visita. Você é uma das pessoas que me inspira a continuar escrevendo neste blog, visto que estou sofrendo com a falta de tempo e energia para mantê-lo funcionando apropriadamente. Tenho certeza de que o autor e a editora Empíreo vão ficar muito felizes com o seu interesse por Olho de Boto. Eu acho interessante esta ficcionalização de algo real, este olhar do mito para algo que ainda é considerado um tabu no Brasil, o casamento gay, levando em conta todo o contexto histórico, social e cultural do local onde se passa a história.
      Abraços! Volte sempre!

      Excluir
  2. Não em canso de me impressionar com a riqueza da nossa literatura atual. O interessante é que o livro aborda exatamente os dois motivos que fazem a nossa arte ser tão abundante. Um povo com uma cultura regional tão rica e problemas sociais tão sérios e, em relação à ditadura, um passado tão negro. E um deles querer se transformar em mulher para poder se casar por um lado é belo, uma prova de amor, mas também é uma forma de abrir mão de sua própria identidade para se adequar às exigências da sociedade. Muito boa sacada do autor. E que seu blog continue sendo um reduto dessas preciosidades da nossa literatura. Abraço, Ben.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ronaldo, achei muito interessante a perspectiva que o autor quis passar. Ainda não li o livro, mas espero logo receber da editora (por causa da parceria com o blog!). Quero poder ler e dar minha visão, já que gosto de livros com temática gay e ainda não tinha lido nenhum com este viés 'folclórico'.
      Abraços! Grato pela sua visita, sempre!

      Excluir

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário. Volte sempre!

Mais lidas da semana