Pular para o conteúdo principal

Destaques

Autísticos: Reabertura do meu perfil no Facebook

Já que fechado ou aberto, as coisas do meu perfil sempre vazam. Plot twist: Perfil no Facebook reaberto.


Muita gente não estava conseguindo compartilhar as coisas que posto no perfil e a fan page limita o alcance orgânico.

Podem se divertir fuçando. Agora, arrancar informações de mim, é um jogo que eu adoro jogar e me fazer de sonso, como muitos de vocês do mundo do autismo que manipulam de todos lados, acham que Aspergers são.

Vocês sempre esquecem de duas coisas: todo Asperger é diferente; eu tenho altas habilidades.

Dica: não me leiam literalmente. Sou escritor. Não tentem supor qualquer coisa sobre mim ou o que eu posto. Adoro brincar com as palavras e me divirto com alguns de vocês espalhando coisas minhas. Meu hiperfoco é livro e literatura. Para quem acha que tudo o que posto é indireta ou ameaça, que seja, vai sofrer de curiosidade mesmo.

Para quem faz merda e está com medo, pode ficar com medo. Nunca disse que jogava de lado algum. Vocês me colocaram no jogo, agora me engulam…

Próximas Leituras: Dose Dupla de Literatura Gay da Metanoia Editora

Para quem estava com saudade das novidades do blog, a Metanoia Editora enviou dois livros de literatura com temática gay para que eu possa ler e resenhar para os leitores do blog: Morangos Azuis, do escritor Estevam Von Claus e Sr. Villela: Meu amigo imaginário, do H. H. Luminato, ambos publicados em 2015. Enquanto ainda não iniciei a leitura, confira algumas informações sobre os livros e os autores:


Morangos Azuis – Narra a história do Byron, 17 anos, em dois planos: na Noruega, em nossa época atual, e em 2120, no Brasil. A obra tem a premissa de fazer um contraponto do presente e do futuro na vida do jovem, em sua vida atual e em sua outra encarnação. A espinha dorsal é discutir a possibilidade de um hétero entrar em conflito ao se ver numa próxima vida sendo gay e resgatar nele valores latentes. O jovem começa a ter sonhos e visões com um rapaz, Malcoln, numa vida futura, e isso é o estopim para que questione as suas próprias ações no presente. Envolto por essa vida paralela, que começa a perturbá-lo, Byron tem a ajuda do pai, Ico, para resolver esse conflito. No presente, o jovem tem uma namorada, Nora, e pretende perder a virgindade com ela. Mas os sonhos e visões com o Malcoln começam a se intensificar e isso o deixa com dúvidas: estaria ‘virando’ gay? E quem era o Malcoln? Como poderia amar a um homem?

Em meio a esses conflitos internos do protagonista, a história começa a criar um clima de suspense sobre o pai do Ico e de sua mãe. Que mistérios teriam? O que poderão revelar ao jovem? O que isso mudará na vida dele?

Discutindo a questão do que você é quando você não é, e o que você pensa que é e não é, o livro tem o intuito de mostrar os desencontros e os paradoxos da aparência e da essência. Os personagens estão num prisma de embate com suas convicções e paradigmas. E como aceitar verdades que são mentiras? E como aceitar mentiras que são verdades? Morangos Azuis intriga, instiga e nos mostra dois mundos que se colidem com o propósito de haver superação e evolução após um novo reposicionamento.

Conheça a página do livro Morangos Azuis no Facebook: https://www.facebook.com/morangosazuis1

O livro também está presente no Skoob: http://www.skoob.com.br/livro/527497ED535528

Sobre o autor – Estevam Von Claus nasce a 25 de dezembro de 1980, dia de Natal, no ensolarado estado do Ceará; e é radicado em São Paulo e Porto Alegre. É autor de diversos livros para diferentes públicos, entre os editados: Grandes Escritores de São Paulo e O Beijo, antologias de contos. Formado pelo curso técnico de Comunicação e atuante no desenvolvimento de projetos socioculturais, acredita que o trabalho da escrita edifica o homem e o faz dimensionar melhor os seus próprios caminhos para fortalecer valores e desenvolver atitudes mais assertivas e construtivas.

Escreve desde os doze anos e sempre tem uma ideia em mente para compartilhar com o próximo. Atualmente, desenvolve roteiros cinematográficos e espera poder, dentro em breve, roteirizar filmes de animação, um público que o instiga a educar pelas letras. Morangos Azuis é o seu terceiro romance.

Sr. Villela, Meu amigo imaginário – Foi estranho quando eu o vi pela primeira vez. Me sentia tão vazio quanto a embalagem de biscoito que eu estava a ponto de jogar no lixo. Caminhei lentamente em direção à lixeira, mas era outra coisa que chamava minha atenção. Era um caderno, desses grandes. Abri-o. “Dívidas do Sr. Villela”, lá estava, na primeira linha da primeira página, folheei curiosamente o restante do caderno e não havia mais nada.

“Amigos”, como eu queria ter amigos... Poder contar tudo o que penso sem ter medo de ser rejeitado. Sentei-me em minha carteira e olhei para o caderno; a ponta de baixo um pouco amassada: “Ei, Sr. Villela, quer ser meu amigo?”. Sorri em seguida, como se ele fosse um amigo imaginário, um caderno encantado ou algo do tipo, imaginei que me respondesse que sim;

“Vou te contar um segredo então”. Peguei um lápis e ali mesmo, sozinho naquela sala, comecei a escrever. Era o início de uma amizade, uma cumplicidade que vai além de todo o senso real-imaginário que eu poderia ter.

“Eu não diria que tudo começa aqui, pois atração por meninos é algo que eu sempre senti.” – e continuei escrevendo – “Nunca senti algo especial por meninas. Os loirinhos aqui da minha sala, os garotos da minha rua e principalmente o meu vizinho não sabem, mas são todos personagens importantes em minha mente fértil de quatorze anos”.

Conheça a página do livro Sr. Villela no Facebook: https://www.facebook.com/srvillelameuamigoimaginario

O livro também está presente no Skoob: http://www.skoob.com.br/livro/518406ED525415

Sobre o autor – H. H. Luminato. Sou apaixonado por narrar o que não conheço. Ora, o que eu conheço eu vivo! Em minhas histórias gostoso de explorar o que ainda não vivi, o que não devo viver e o que provavelmente nunca presenciarei em nosso mundo. Ao escrever tudo se torna possível. Com um lápis e um papel, criam-se mundos e Deuses. Criar-se sensações novas e únicas. É a ponte mais segura entre o real e o imaginário. Escrever é a forma que encontrei de me tornar imortal.

Sobre a editora – Metanoia Editora nasce com o compromisso de contribuir para a  construção de um mundo melhor! A palavra metanóia quer dizer mudança de mentalidade, uma nova forma de pensar, para os gregos significava ir além,  transcender.

Podemos considerar metanóia também como transformação do pensamento, construção de novos paradigmas fundamentais para que  informações sejam transformadas em conhecimentos e  estes aplicados para o bem comum de nossa sociedade e das gerações futuras.

Neste sentido, Metanoia Editora coloca-se como ferramenta para, através das mídias escrita e digital, produção e difusão de conteúdos que inspirem valores e atitudes que possibilitem uma forma de pensar mais abrangente, inclusiva e solidária.

Para ficar por dentro das publicações de livros, eventos e demais novidades da Metanoia Editora, acesse o site: http://metanoiaeditora.com/

Comentários

  1. Ouvi falar super bem de Morangos Azuis mais ainda não sabia sobre o que era a historia, fiquei bastante interessada! :)
    http://torradascomcha.blogspot.com.br/2015/10/orgulho-e-preconceito-resenha-livro.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Ingrid!
      Obrigado pela sua visita. Fico feliz de ter se interessado pelo livro, acredito que o autor também. Beijos!

      Excluir

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário. Volte sempre!

Mais lidas da semana